Poder

Leonardo Sá possui duas filiações partidárias em Pinheiro

Leonardo-Sá

O candidato a prefeito de Pinheiro, Leonardo Sá (PCdoB), tem dupla filiação partidária, segundo afirmam certidões extraídas do site da Justiça Eleitoral.

O médico é filiado no Partido Democrático Trabalhista (PDT) e também mantém uma filiação no Partido Comunista do Brasil (PCdoB), pelo qual lançou a sua candidatura a prefeito com o apoio do governador Flávio Dino.

Segundo a nova Lei 12.891/2013, é necessário que o candidato comunique ao juiz da respectiva Zona Eleitoral para que haja o cancelamento imediata da primeira filiação partidária. “O cancelamento imediato da filiação partidária verifica-se, dentre outros, nos casos filiação a outro partido, desde que a pessoa comunique o fato ao juiz da respectiva Zona Eleitoral. Havendo coexistência de filiações partidárias, prevalecerá a mais recente, devendo a Justiça Eleitoral determinar o cancelamento das demais”, dispôs a Lei.

No entanto, Leonardo Sá ainda não comunicou a sua desfiliação do PDT à Justiça, haja vista que o seu nome ainda aparece como filiado ao Partido Democrático Trabalhista. Desse modo, o candidato do PCdoB corre o risco de perder a sua candidatura.

O Blog procurou o médico que informou, por meio de nota, que possui única filiação e que é presidente municipal do PCdoB. Veja abaixo o esclarecimento:


O candidato a prefeito de Pinheiro Dr. Leonardo Sá (PCdoB) vem a público esclarecer que possui única filiação ao Partido Comunista do Brasil. No diretório do PCdoB de Pinheiro, Leonardo Sá exerce a função de presidente municipal.

Leonardo Sá informa ainda que está desfiliado do PDT, conforme comunicado oficial feito à Justiça Eleitoral, seguindo todos os trâmites legais, comprovado pela certidão anexa.

O candidato se coloca à disposição para quaisquer outros esclarecimentos.

Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação – Leonardo Sá

Leonardo

Leonardo1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Weverton Rocha deixa claro que com o PSB não teria aliança

weverton-rocha1

O deputado federal, Weverton Rocha (PDT), em entrevista concedida para o titular do Blog do Neto Ferreira, durante o anúncio do pré-candidato a vice na chapa de Edivaldo Holanda Júnior, comentou sobre a aliança do PDT com o PSB e ele foi categórico: “O PSB não estava com a gente. Há alguns meses ele saiu da base aliada do governo municipal, pois já estava construindo o seu caminho de candidatura própria”, afirmou o parlamentar.

Weverton Rocha disse ainda que o diálogo que o PDT estava mantendo com o Partido Socialista Brasileiro era o mesmo que vinha tendo com as outras legendas, pois fazia parte do processo. ” Para os partidos que conseguiram confirmar a aliança vitoriosa que o prefeito fecha nesse momento nós damos boas vindas e os que não puderam vir, infelizmente, não compreenderam o momento que de construção que nós estamos enfrentando. Mas iremos respeitar essa decisão, e cada partido tem a sua independência política e decisória para definir os seus rumos”, declarou.

Ao ser questionado se o nome do sindicalista e professor Júlio foi bem aceito por todos os partidos que compõem a chapa de Edivaldo Holanda Júnior, Rocha confirmou a aprovação de Pinheiro como vice do prefeito de São Luís.

“É um baixadeiro, morador da área Itaqui-Bacanga, professor. É um cara que vai agregar dentro da chapa e ainda vai trazer a militância do PCdoB, que é aguerrida, grande dentro de São Luís e eu tenho certeza que essa chpa se fortalece e tem todas as condições de conseguir chegar a vitória”, enfatizou o deputado federal.

Júlio Pinheiro (PCdoB), que é presidente do Sinproesemma, foi anunciado, na manhã desta quinta-feira (4), como candidato a vice na chapa de Edivaldo Holanda Júnior (PDT).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“Júlio Pinheiro vai fortalecer ainda mais a chapa de Edivaldo Júnior”, diz Márcio Jerry

CpBLc76XEAAjvo1

O secretário de Comunicação e Assuntos Políticos (SECAP) e também presidente do PCdoB, Márcio Jerry, afirmou, em entrevista concedida para o titular do Blog do Neto Ferreira, que o presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro, é um líder político importante do PCdoB e o sindicalista vai fortalecer ainda mais a chapa de Edivaldo Holanda Júnior.

“Ele é um quadro orgânico do partido. Que vem desde o movimento estudantil, JS, passando pela experiência de presidente do Sinproesemma, suplente de deputado estadual, liderança na área Itaqui-Bacanga, onde ele mora desde os 4 anos de idade. Então tem vários atributos que fazem com que ele fortaleça ainda mais a chapa do prefeito Edivaldo Holanda Júnior”, detalhou Márcio Jerry.

O secretário da SECAP ressaltou que todos os partidos que compõem a coligação do candidato do PDT aceitaram bem a indicação de Júlio Pinheiro como vice de Edivaldo Júnior. “Uma excelente aceitação. Todos os partidos concordaram plenamente, ativamente, porque sabem das qualidades, dos atributos pessoais e políticos que tem o Júlio Pinheiro”.

O sindicalista e professor Júlio Pinheiro foi anunciado como candidato a vice-prefeito na chapa do atual prefeito de São Luís, na manhã desta quinta-feira (04), na sede do PDT, após o PSB recusar a parceria com o Holandinha, que tinha deixado a ata de convenção aberta a fim de atrair a legenda para chapa com o cargo de vice.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Presidente do Sinproesemma será o vice de Edivaldo Júnior

FB_IMG_1470317391588

O prefeito e pré-candidato a reeleição, Edivaldo Holanda Júnior, anunciou, na manhã desta quinta-feira (04), que o sindicalista Júlio Pinheiro (PCdoB) será o candidato a vice que irá compor a sua chapa. A declaração foi feita na sede do PDT, em São Luís, durante uma entrevista coletiva.

Edivaldo Holanda Júnior deixou a ata da convenção aberta com a intenção de conseguir com que o PSB se interessasse pelo cargo, no entanto o partido não demonstrou nenhum interesse em compor a coligação do pedetista, que está com a imagem completamente desgastada.

Júlio Pinheiro que é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), era pré-candidato a vereador de São Luís pelo PCdoB, e conta com o forte apoio da categoria dos professores da rede estadual.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Edivaldo deixa ata aberta no desespero de negociar com partidos

EdivaldoPDT

O prefeito de São Luís e candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Júnior, ainda não tem um vice-prefeito para compor chapa. O impasse deveria ter sido solucionado na convenção municipal eleitoral do Partido Democrático Trabalhista (PDT), realizada no último dia 30.

Na ocasião, dentre as muitas deliberações, deveria ter sido decidido a escolha dos candidatos a prefeito e vice-prefeito. No entanto, só foi confirmado o nome do candidato a prefeito, conforme a ata da convenção.

O vice de Edivaldo Holanda Júnior ainda é um mistério. Mas, deve ser revelado até a próxima sexta-feira (5). Os partidos que poderão compor a chapa do pedetista é o PSDC e o PSB do senador Roberto Rocha, que, inclusive, já está articulando com o PP de Wellington do Curso.

Nenhuma das legendas quer compor a candidatura de Edivaldo Holanda Júnior já que não é tarefa fácil, visto que Holandinha está com a imagem desgastada; que reflete um mandato apagado e inexpressivo à frente da Prefeitura de São Luís.

IMG-20160803-WA0004

IMG-20160803-WA0003


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Edivaldo Holanda Júnior perde o PT

edivaldo-holanda-junior1-300x282

O prefeito de São Luís e pré-candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Júnior, perdeu uma das principais alianças partidárias: o Partido dos Trabalhadores (PT).

A relação começou a ruir após o Partido Democrático Trabalhista (PDT) – legenda do atual gestor municipal- retirar o apoio a pré-candidatos do interior do estado, como por exemplo ao ex-reitor da IFMA, Zé Costa (PT) de Zé Doca, como já tinha sido acordado anteriormente.

A legenda pedetista decidiu apoiar a pré-candidatura de Josinha Cunha (PR), irmã do deputado estadual, Josimar de Maranhãzinho, naquele município.

A partir daí, o relacionamento entre o PDT e o PT desandou de vez. Então, o Partido dos Trabalhadores resolveu retirar o apoio da pré-candidatura à reeleição de Edivaldo Holanda Júnior, na noite da última segunda-feira (25).

No Twitter, o secretário estadual de Esportes e Lazer, Márcio Jardim (PT), publicou a decisão do PT: “Em razão de impasses na formação da chapa em São Luís, o DR do PT/MA acaba de suspender alianças com PDT e PSB em vários municípios.”

Agora, o PT deve engatar uma nova relação. Dessa vez, com o pré-candidato a prefeito de São Luís, Wellington do Curso (PP). Vamos ver se o “namoro” irá para frente.

Márcio-Jardim

PT-e1469526535370


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputado Weverton Rocha diz que PDT votará contra o impeachment

pdt
Na manhã desta sexta-feira (15), o deputado federal Weverton Rocha (PDT), afirmou que o PDT votará contra o impeachment no próximo domingo (17).

O anúncio foi durante o seu discurso no Plenário da Câmara dos Deputados, onde é discutido o processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff.

“Nós teremos que segurar firme para barrar esse pedido de impeachment nesta Casa. Serão quase 200 bravos brasileiros, que independente de partido, muitos deles com críticas reais a esse governo que está aqui. Mas sabendo que a crítica é uma questão e o golpe é outra questão, e essa postura que se tira da maneira que quer se tirar, nós não iremos permitir, portanto vamos iniciar esse dia ao longo da madrugada levando as nossa ideias, e as histórias desse país, e dizendo que o domingo estaremos preparados para dizer não ao impeachment”, declarou Werverton Rocha.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Weverton entrega a Flávio Dino nomes do PDT para substituir secretária de Educação

Weverton Rocha ao lado do governador Flávio Dino.

Weverton Rocha ao lado do governador Flávio Dino.

O deputado federal Weverton Rocha compôs uma lista com dois nomes do Partido Democrático Trabalhista (PDT), que foram enviados ao governador Flávio Dino (PCdoB), como opções para minirreforma que deve iniciar ainda neste mê.

A pedido do próprio Flávio Dino, Rocha encaminhou os nomes que passam por análise da fechada cúpula governista, encabeçada pelo secretário de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry (PCdoB), secretário Chefe da Casa Civil Marcelo Tavares (PSB).

Dos nomes encaminhados pelo PDT ao comunista será escolhido o substituto da secretária Estadual de Educação, Áurea Prazeres. A saída de Áurea é dado como certa e foi anunciado na noite de segunda-feira (14), em matéria do Blog do Kiel Martins.

A baixa produtividade no cargo de secretária e divergências internas no PDT são dois pontos cruciais, inclusive, confirmados por membros de peso do governo e da própria sigla.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Mudança no comando do PDT de Vargem Grande

Thales Castro assumiu o comando do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Vargem Grande

Thales Castro assumiu o comando do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Vargem Grande

O Bacharel em Direito Thales Castro assumiu o comando do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Vargem Grande. O convite para Castro presidir o partido no município foi feito pelo deputado estadual Fábio Macedo (PDT), integrante da bancada do partido na Assembleia Legislativa, e contou com o aval do presidente estadual do partido, Julião Amim e do deputado federal Weverton Rocha.

O PDT de Vargem Grande conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além de Thales Castro também compõe a comissão: Francisco das Chagas Coelho como vice; Ragenilson da Conceição de Lima, como secretário; Raimundo Nonato da Costa, como tesoureiro; Domingos Thiago Braz Carvalho, Isael Sousa da Silva e Marcony de Jesus Coelho estão como membros.

Thales que também é blogueiro assume o partido com foco na renovação e no pleito do ano que vem.

“Assumo o comando do PDT para contribuir com as mudanças que estão sendo realizadas no Maranhão e que com as bênçãos de Deus também serão implementadas em Vargem Grande”, declarou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Bancadas de PDT e PTB na Câmara abandonam Dilma Rousseff

Do G1, em Brasília

O líderes de PDT e PTB na Câmara anunciaram nesta quarta-feira (5) que as bancadas dos dois partidos passarão a adotar uma posição de independência nas votações.

O deputado André Figueiredo (CE), líder do PDT, disse que a decisão foi tomada por unanimidade pela bancada do partido, em reunião à tarde, e acrescentou que não participará mais das reuniões da base aliada. A bancada pedetista tem 19 dos 513 deputados da Câmara.

O líder do PTB, deputado Jovair Arantes (PTB-GO), também anunciou no plenário que o partido votará as propostas em tramitação na Câmara de “forma independente”. O partido tem 25 deputados.

A justificativa dos deputados pedetistas é que a bancada discorda do governo em diversos temas e se sente desrespeitada ao ser acusada de infiel por tomar posições contrárias.

“Fomos frontalmente contra as medidas provisórias 665 e 664, que reduziam direitos ao seguro-desemprego e à pensão por morte. Temos tomado uma postura claramente a favor dos servidores públicos”, declarou o líder do PDT.

Figueiredo afirmou que a bancada era frequentemente desrespeitada e o partido, taxado de “infiel”. “Tomamos uma decisão porque estamos sendo, de forma recorrente, desrespeitados. O PDT está sendo chamado de infiel, traiçoeiro, quando o PDT é o único partido da base que se manifesta previamente sobre como vai se portar nas votações”, declarou Figueiredo após deixar o plenário.
PTB
Depois do PDT, o líder do PTB, Jovair Arantes, disse que a bancada do partido vai discutir as posições que adotará em cada votação.

“Hoje chegamos a uma conclusão de que a bancada declara independência em relação às votações e reserva o direito de estar votando da maneira que a bancada vai discutir. No caso do PTB, nós temos sempre pedido que a bancada acompanhe o líder do bloco, que é o deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), que tem sido muito correto conosco”, afirmou o parlamentar.

Na prática, desde o início do ano, quando defendeu a eleição de Eduardo Cunha para a presidência da Câmara e passou a integrar o bloco do PMDB, o PTB já vem aderindo às posições defendidas pelos peemedebistas, inclusive em matérias que contrariam o governo. No entanto, a bancada decidiu, após reunião, oficializar a posição de independência em relação ao governo.

Ministério
André Figueiredo esclareceu que, apesar da decisão da bancada da Câmara, o partido não foi para a oposição. No entanto, quando questionado por jornalistas se a sigla poderia entregar o ministério que detém, o do Trabalho, Figueiredo não descartou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.