Poder

Flávio Dino não compõe lista de nomes do PCdoB para disputar a presidência do Brasil

governador-eleito-flavio-dino-1-e1416615703474101535

O governador Flávio Dino (PCdoB) não foi escolhido pelo partido comunista para disputar a presidência do Brasil em 2018. Portanto, o projeto de reeleição do gestor estadual ganha mais força.

O PCdoB está estudando lançar candidatura própria. E os nomes já estão pré-definidos e estão no páreo Vanessa Grazziotin, Orlando Silva, Manuela D’Ávila e Jandira Feghali. A informação é da coluna Lauro Jardim, do jornal O Globo.

A escolha do nome será feita em novembro e então começarão os trabalhos para dar musculatura à candidatura, mesmo que seja para compor como vice em uma chapa.

A escolha passa também por uma mudança de discurso, mais em direção ao centro. O nome dos comunistas reforçará a defesa de uma “frente ampliada” em prol do “desenvolvimento”.

Isso inclui o diálogo com siglas com as quais o partido, até outro dia, mantinha distância.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Aproximação do DEM ao PCdoB faz parte de estratégia de marketing

71187097_bsb_-_brasilia_-_brasil_-_22-08-2017_-_pa_-_o_presidente_da_camara_dos_deputados_rodrig

Os elogios públicos de Rodrigo Maia a integrantes do PCdoB são estratégia para posicionar o DEM como sigla pacificadora e menos à direita no espectro político.

Fazem parte do plano traçado para mudar a imagem do partido, que passará a se chamar Centro.

Nem DEM nem PCdoB vislumbram por enquanto a possibilidade de fechar alianças em 2018. A aproximação permanecerá em pontos específicos sobre matérias tramitando no Congresso.

Da coluna do Lauro Jardim/O Globo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PCdoB do Maranhão em crise

As eleições de 2018 estão se aproximando e as lideranças e partidos políticos já começaram a articular apoios e alianças.

Diante disso, o PCdoB, iniciou o projeto da reeleição do governador do Maranhão, Flávio Dino. No entanto, o partido não está completamente fechado no mesmo propósito e deve entrar em uma crise sem precedentes.

Em um grupo de WhatsApp, que reúne presidentes municipais da legenda, há relatos de insatisfação, pois os dirigentes não estão sendo reconhecidos pela cúpula estadual do PCdoB.

Segundo o desabafo do presidente municipal do partido comunista de Belágua, Luiz Salles, o governador e os secretários estaduais não cumpriram com os acordos firmados e só beneficiam pessoas ligadas a outros partidos.

“Vou fazer aqui um desabafo de indignação com relação aos dirigentes do partido e aos que fazem o secretariado do governo. Estou apoiando o Flávio e apoiando desde 201, onde os organizadores da campanha sempre nos ligavam falando dos eventos e nós lá apoiando em tudo. Agora já se vão mais de dois anos de governo e em fomos agraciados? Em nada! O que mais nos deixa indignados é que temos pessoas em nosso municípios agraciados sem ser do PCdoB e ninguém do partido fazendo parte do governo”, relatou Luiz Salles.

O Ivaldino Caburé, presidente do PCdoB em Turiaçu, também afirmou que no município as coisas acontecem iguais as de Belágua.

Ao que parece, há uma crise interna dentro do partido comunista que vai ser difícil de sanar até as eleições de 2018.

Leia o relato completo:

IMG-20170621-WA0119

IMG-20170621-WA0118


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Insatisfeito com PCdoB, Hernando Macedo migra para o PDT

30_06_2015_ Hernando Macedo prefeito de Dom Pedro e Fabio Macedo DEP. Estadual_Fotos_Karlos Geromy (3)-1

Não é segredo para ninguém que a família Macedo anda insatisfeita com o governo Flávio Dino (PCdoB). A insatisfação é tão grande, que mudanças já estão sendo feitas.

Em conversa com o titular do Blog, o ex-prefeito de Dom Pedro, Hernando Macedo, afirmou que está saindo do PCdoB para ser membro do PDT e se lançar como candidato a deputado federal pela legenda em 2018, que terá também o ex-prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, concorrendo a uma vaga na Câmara Federal.

A saída de Macedo do partido comunista joga luz nas insatisfações geradas no âmbito do partido de Flávio Dino e escancara ainda mais as prioridades do governo, que é eleger como deputado federal os secretários de Comunicação, Márcio Jerry, de Infraestrutura, Clayton Noleto, e reeleger Rubens Pereira Júnior.

A indiferença de Dino em relação a família Macedo é notória e só tem aumentado, embora o pai de Hernando, o empresário Dedé Macedo, tenha sido um dos grandes apoiadores do governador em 2014. Ele chegou até emprestar o seu helicóptero para facilitar a ida do gestor estadual às cidades Maranhão durante a campanha de 2014.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino comete as práticas esdrúxulas do governo Roseana

flavio_dino_edit-329292

Quando almejava a tão sonhada cadeira de governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) criticou ferrenhamente as condutas praticadas pelo governo Roseana Sarney, como gastos excessivos de dinheiro públicos, realização de inúmeros empréstimos, contratações de empresas suspeitas, entre outras práticas.

No entanto, ao se eleger como governador, Dino vem repetindo os mesmos atos esdrúxulos nos quais tanto repudiava.

Dentre uma série de atos não condizentes com que pregava antes das eleições de 2014, o governador do Maranhão alugou um imóvel para abrigar menores infratores que é de propriedade de um filiado do PCdoB, Jean Carlos Oliveira, que por sua vez é funcionário da Emap.

Ao que parece, não trará tantas mudanças ao estado como ele pregou durante muitos anos de campanha.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão / Poder

Márcio Jerry deixa grupos de WhatsApp para não ser criticado por aluguel de imóvel

poderpolitico3-ligacaodiretaagosto-marciojerry

O Maranhão mais uma vez está protagonizando cenas lamentáveis. Na manhã desta sexta-feira (06), o estado foi destaque no Bom Dia Brasil, após o governo Flávio Dino alugar um imóvel para abrigar menores infratores, no bairro da Aurora, em São Luís. O prédio é de Jean Carlos Oliveira, filiado do PCdoB, partido do governador.

Diante da grande repercussão, o secretário de Comunicação e Articulação Política (Secap) e presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, adotou uma postura que não condiz com a de um gestor público.

Para não ser alvo de críticas e acuado, Jerry saiu de todos os grupos de WhatsApp, que tem como propostas discutir problemas do Maranhão.

img-20170106-wa0041

img-20170106-wa0043

E apesar de todos os fatos já expostos pela mídia, o secretário de Comunicação continua afirmando em seu Twitter que não sabia que o imóvel era de um membro do PCdoB.

Desse modo, o Maranhão continuará servindo de chacota nacional.

Postura lamentável!

flavio1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Aluguel de prédio de filiado do PCdoB é destaque no Bom Dia Brasil

1

O aluguel do imóvel para abrigar menores infratores, que tem como proprietário Jean Carlos Oliveira, filiado ao PCdoB, repercutiu no Bom Dia Brasil, na manhã de hoje (6).

O governo do Maranhão está pagando aluguel desde 2015 de um prédio que deveria receber menores infratores. O local só começou a funcionar esta semana e mesmo assim de forma precária.

O dono do prédio é Jean Carlos Oliveira, que aparece na lista de filiados do PCdoB, partido do governador Flávio Dino. Segundo o Portal da Transparência do governo do estado, desde então, estão sendo pagos mais de R$ 9,5 mil por mês pelo imóvel.

Entre 2015 e 2016, foram pagos mais de R$ 172 mil de aluguel de um prédio onde nunca funcionou nada – até quarta-feira (4), quando sete menores infratores foram transferidos em meio a um protesto dos moradores.

Reportagem do jornalista Alex Barbosa, da TV Mirante, reforça que os pagamentos são feito desde agosto daquele ano, que o imóvel pertence a um comunista e que apenas depois de já gastos mais de R$ 170 mil, o prédio começou a ser ocupado.

Em comentário após a reportagem, o jornalista Alexandre Gracia ironizou a resposta do governo do Maranhão de que não teria como saber que o local pertencia a um filiado do PCdoB.

“Deve ser mera coincidência”, ironizou Garcia. Veja o vídeo abaixo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Leonardo Sá possui duas filiações partidárias em Pinheiro

Leonardo-Sá

O candidato a prefeito de Pinheiro, Leonardo Sá (PCdoB), tem dupla filiação partidária, segundo afirmam certidões extraídas do site da Justiça Eleitoral.

O médico é filiado no Partido Democrático Trabalhista (PDT) e também mantém uma filiação no Partido Comunista do Brasil (PCdoB), pelo qual lançou a sua candidatura a prefeito com o apoio do governador Flávio Dino.

Segundo a nova Lei 12.891/2013, é necessário que o candidato comunique ao juiz da respectiva Zona Eleitoral para que haja o cancelamento imediata da primeira filiação partidária. “O cancelamento imediato da filiação partidária verifica-se, dentre outros, nos casos filiação a outro partido, desde que a pessoa comunique o fato ao juiz da respectiva Zona Eleitoral. Havendo coexistência de filiações partidárias, prevalecerá a mais recente, devendo a Justiça Eleitoral determinar o cancelamento das demais”, dispôs a Lei.

No entanto, Leonardo Sá ainda não comunicou a sua desfiliação do PDT à Justiça, haja vista que o seu nome ainda aparece como filiado ao Partido Democrático Trabalhista. Desse modo, o candidato do PCdoB corre o risco de perder a sua candidatura.

O Blog procurou o médico que informou, por meio de nota, que possui única filiação e que é presidente municipal do PCdoB. Veja abaixo o esclarecimento:


O candidato a prefeito de Pinheiro Dr. Leonardo Sá (PCdoB) vem a público esclarecer que possui única filiação ao Partido Comunista do Brasil. No diretório do PCdoB de Pinheiro, Leonardo Sá exerce a função de presidente municipal.

Leonardo Sá informa ainda que está desfiliado do PDT, conforme comunicado oficial feito à Justiça Eleitoral, seguindo todos os trâmites legais, comprovado pela certidão anexa.

O candidato se coloca à disposição para quaisquer outros esclarecimentos.

Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação – Leonardo Sá

Leonardo

Leonardo1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Quem vai pagar o pato em Pinheiro?

leonardo_luciano-1

Na tarde de sexta-feira (05), o Partido Progressista (PP) decidiu que não aceitará o PCdoB na chapa de Luciano Genésio, em Pinheiro. A definição foi dada por uma resolução emitida pela Comissão Provisória Estadual do PP.

Com essa decisão, Leonardo Sá do PCdoB não fará mais parte da coligação, que tinha o apoio do governador Flávio Dino.

“O Partido Progressista com o objetivo de manter a unidade e a integridade partidária e garantir o direito de seu filiados em disputar as eleições municipais de 2016, objetivando o crescimento da nossa agremiação partidária, resolve, por decisão unânime dos membros presentes que o Diretório do Partido Progressista na cidade de Pinheiro não se coligará na majoritária e nem na proporcional com o Partido Comunista do Brasil – PCdoB” declarou o documento.

Portanto, nem Luciano Genésio muito menos Leonardo Sá são culpados. Resta saber quem pagará o pato dessa situação.

pp-768x1024


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“Júlio Pinheiro vai fortalecer ainda mais a chapa de Edivaldo Júnior”, diz Márcio Jerry

CpBLc76XEAAjvo1

O secretário de Comunicação e Assuntos Políticos (SECAP) e também presidente do PCdoB, Márcio Jerry, afirmou, em entrevista concedida para o titular do Blog do Neto Ferreira, que o presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro, é um líder político importante do PCdoB e o sindicalista vai fortalecer ainda mais a chapa de Edivaldo Holanda Júnior.

“Ele é um quadro orgânico do partido. Que vem desde o movimento estudantil, JS, passando pela experiência de presidente do Sinproesemma, suplente de deputado estadual, liderança na área Itaqui-Bacanga, onde ele mora desde os 4 anos de idade. Então tem vários atributos que fazem com que ele fortaleça ainda mais a chapa do prefeito Edivaldo Holanda Júnior”, detalhou Márcio Jerry.

O secretário da SECAP ressaltou que todos os partidos que compõem a coligação do candidato do PDT aceitaram bem a indicação de Júlio Pinheiro como vice de Edivaldo Júnior. “Uma excelente aceitação. Todos os partidos concordaram plenamente, ativamente, porque sabem das qualidades, dos atributos pessoais e políticos que tem o Júlio Pinheiro”.

O sindicalista e professor Júlio Pinheiro foi anunciado como candidato a vice-prefeito na chapa do atual prefeito de São Luís, na manhã desta quinta-feira (04), na sede do PDT, após o PSB recusar a parceria com o Holandinha, que tinha deixado a ata de convenção aberta a fim de atrair a legenda para chapa com o cargo de vice.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.