Política

Sejap vai gastar quase meio milhão com aluguel de veículos

Murilo Andrade, secretário da Sejap

Murilo Andrade, secretário da Sejap

A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), vai gastar durante 12 meses, R$ 475.200,00 (quatrocentos e setenta e cinco mil e duzentos reais), com a contratação da empresa EMTEL – Empresa de Transporte Apoteose Ltda, especializada em locação de veículos fixos e eventuais, para o transporte de servidores e autoridades.

A empresa tem sede em Belo Horizonte (MG), que por coincidência foi onde nasceu Murilo Andrade de Oliveira, secretário da pasta e aonde exerceu o cargo de subsecretário de Administração Prisional.

O contrato, com vigência de Julho de 2015 à Julho de 2016 foi assinado por Fernando Igor dos Reis Cutrim, da Assessoria Jurídica da Sejap, o secretário Murilo Andrade de Oliveira e o responsável pela EMTEL, Paulo César Miranda.

Ainda de acordo com a resenha do contrato, a contratação da empresa foi oriunda de Pregão Presencial nº 17/2014, da Secretaria de Estado de Administração e Recursos Humanos do Rio Grande do Norte. As informações são do Diário Oficial do Governo do Estado, do dia 08 de julho.

Agora resta saber se o transporte dos servidores e autoridades será feito de São Luís a Belo Horizonte, para fazer jus ao contrato milionário.

Resenha do contrato da Sejap com a EMTEL - Empresa de Transporte Apoteose Ltda

Resenha do contrato da Sejap com a EMTEL – Empresa de Transporte Apoteose Ltda


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Murilo Andrade exonera adjunto da Administração Penitenciária

O secretário da Administração Penitenciária (Sejap), Murilo Andrade de Oliveira, exonerou do cargo de secretário adjunto de Segurança Penitenciaria, o major da Força Nacional Alessandro Frankie Borges Ribeiro. A decisão será publicada na próxima semana, no Diário Oficial do Estado.

A Sejap é composta pelos secretários adjuntos de Segurança e Justiça Penitenciaria. Alessandro entrou no sistema na era Sebastião Uchôa, ex-titular da pasta do ex-governo Roseana Sarney.

Não se sabe direito o motivo da exoneração, mas dizem que o major queria mandar mais que o secretário. E isso corre forte nos corredores da Administração Penitenciária.

Segundo apurou a reportagem, Alessandro Frankie Borges Ribeiro chegou a comentar ontem (22), que não foi comunicado oficialmente. Ele é lotado na Policia Militar da Paraíba e chegou a ser denunciado Comissão de Defesa dos Diretos Humanos da Câmara dos Deputados em Brasilia pelo deputado Luis Couto do PT-PB.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.