Poder

Sem salários, motoristas e cobradores poderão decretar greve na próxima quinta-feira

Nesta quinta-feira (1º), o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão realizou nova Assembléia Geral, que desta vez, ocorreu em dois turnos, pela manhã e tarde, possibilitando assim, que mais trabalhadores pudessem participar das decisões.

Nas duas ocasiões, o Presidente, Isaias Castelo Branco e diretores da entidade, retomaram as discussões, em relação aos constantes atrasos de salários que a categoria vem enfrentando, além do não pagamento ou não fornecimento de outros direitos, entre eles, o ticket alimentação, planos de saúde e odontológico e até o décimo terceiro salário, que ainda não teria sido concedido para uma parte dos trabalhadores do sistema.

Após os encontros desta quinta (1º), com o aval da categoria, já que a situação foi avaliada por todos, ficou acordado que os Rodoviários irão aguardar até o 5º dia útil deste mês de Fevereiro, que será ‪na próxima quarta-feira‬ (07), como prazo final para que os empresários realizem todos os pagamentos devidos. Caso contrário, no dia seguinte, ou seja, no dia ‪08 de Fevereiro‬, será decretada greve no sistema de transporte público de São Luís, por tempo indeterminado.

“Essa é sem dúvida, uma medida drástica que infelizmente, irá afetar e muito, os usuários do transporte público da Grande São Luís, mas nós Rodoviários, estamos convencidos que os empresários só respeitam nossos direitos, quando decidimos tomar uma atitude como esta. Estamos amparados por uma Convenção Coletiva de Trabalho e que determina os prazos para os pagamentos da categoria, só que normalmente, somos surpreendidos com atrasos de salários. Nossa classe exerce uma atividade extremamente estressante, sofre inúmeras pressões e ainda é obrigada a conviver com o medo, devido os constantes assaltos, que colocam em risco a vida de motoristas e cobradores e não dá para suportamos mais este descaso dos patrões. Se os salários e outros direitos dos Rodoviários não forem garantidos até o próximo dia 07, no dia seguinte, ou seja, em ‪08 de Fevereiro‬, os ônibus nem sairão das garagens na capital. Esperamos que ao invés, de entrar na justiça como forma de impedir o movimento encabeçado pelos trabalhadores, que dessa vez, a Prefeitura de São Luís cumpra o seu papel, orientando os empresários, a pagarem o que nos devem e se for necessário, que expulse do sistema as empresas que desrespeitam as regras da licitação. Sem salário não haverá acordo!”, conclui Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Rodoviários anunciam greve em São Luís

IMG-20170605-WA0107

Rodoviários e patrões não chegam a acordo e movimento grevista será retomado. A reunião foi mediada pela Superintendente Regional do Trabalho e Emprego no Maranhão, Lea Cristina. Estiveram presentes representantes do Sindicato dos Rodoviários, do sindicato patronal e da Secretária Municipal de Trânsito e Transportes.

Mais uma vez, os empresários insistiram na mesma proposta. A classe patronal manteve o posicionamento, de concessão de reajuste salarial de apenas 2% e nenhuma alteração no valor atual do ticket alimentação, que é de 490 reais.

Na ocasião, o Presidente do Sindicato dos Rodoviários, Isaias Castelo Branco, classificou essa proposta como vergonhosa e desrespeitosa, para uma categoria que exerce função indispensável e que quando cruza os braços, causa inúmeros transtornos à população de São Luís.

Diante do impasse, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão decidiu retomar o movimento de greve. Essa medida extrema, adotada pela entidade, é resultado unicamente, da intransigência dos patrões. Nesta terça-feira (06), o Sindicato notificará oficialmente, os principais órgãos e deflagrará a paralisação, após 72 horas, como determina a justiça.

“Demos todos os prazos possíveis aos empresários. O que parece, é que eles não estão com interesse algum em negociar. Nossa paciência esgotou. Não deflagramos a greve nesta segunda (05), devido a uma solicitação da Superintendência do Trabalho e Emprego, que marcou essa nova mediação e por respeito, suspendemos o movimento. Pelo visto o SET quer que os trabalhadores cruzem os braços e é isso mesmo que vai acabar acontecendo, por isso, quero deixar claro à população de São Luís, que se a paralisação dos ônibus for deflagrada, a culpa é dos patrões, que estão irredutíveis em atender o que é de direito dos trabalhadores”, esclarece Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Rodoviários devem entrar em greve na próxima segunda-feira em São Luís

IMG-20170529-WA0017

Motoristas e cobradores decidiram, nesta segunda-feira (29), entrar em greve.

O movimento paredista deverá iniciar na próxima segunda-feira, 5 de junho, de acordo com a reunião realizada nesta manhã.

Segundo o sindicato dos rodoviários, a categoria não chegou a um acordo com os empresários em relação a itens que devem ser incluídos na nova Convenção Coletiva de Trabalho.

IMG-20170529-WA0018


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.