Crime

Técnica de enfermagem acusa endocrinologista de violência sexual, em São Luís

1494952004-431551722

Nesta terça-feira (16), uma técnica de enfermagem procurou a Delegacia Especial da Mulher (DEM), em São Luís, relatando ter sofrido abuso sexual por parte de um médico endocrinologista. Segundo a delegada Wanda Moura Leite, titular da DEM, a técnica afirmou que procurou o médico por recomendação de sua ginecologista, já que havia a suspeita de que a paciente estava com problemas hormonais.

E, ao chegar na sala do endocrinologista, a técnica de enfermagem afirma que ele pediu para examiná-la.

“Ela conta que durante o exame, por várias vezes, o médico introduziu o dedo na vagina dela como se quisesse excitá-la. Depois começou a roçar o pênis nela e até tentou levar a mão da paciente ao seu órgão sexual. Diante disso, a jovem disse que ficou assustada e foi que percebeu que o médico estava com a calça aberta. De imediato ela se levantou e reclamou da atitude do médico. No entanto, ele disse pra ela que isso era um procedimento normal. Revoltada com a situação, a técnica de enfermagem procurou a delegacia para prestar queixa contra o endocrinologista”, relatou a delegada Wanda Moura Leite.

Na delegacia, a técnica disse que o médico, que atende em uma clínica no Anjo da Guarda, aparenta ter em torno de 60 anos. “Ela relata que não imaginava que o médico fosse capaz disso, já que aparentava ser uma pessoa idônea. A jovem ainda conta que foi à clínica na companhia do marido, o qual ficou do lado de fora do consultório, sem saber que a mulher estava sendo vítima de uma violência como essa. É importante ressaltar que a própria vítima foi quem pediu que o caso fosse divulgado, pois ela disse que da mesma forma que foi violentada, pode haver outras mulheres que passaram pela mesma situação”, contou a delegada.

Ainda de acordo com Wanda Moura Leite, o caso está sendo investigado. A técnica de enfermagem já passou pelo exame de conjunção carnal e aguarda o resultado do mesmo para comprovar a violência. Já o médico denunciado ser chamado em breve para ser ouvido na DEM. Além disso, a jovem também foi encaminhada à Defensoria Pública do Estado para que entre com uma ação contra a clínica na qual o endocrinologista atende.

A delegada Wanda Moura Leite ressalta que qualquer mulher que tenha sofrido algum tipo de abuso deve procurar a Delegacia Especial da Mulher, para que esse tipo de crime não fique impune.

Do Imirante.com


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Após descoberta do câncer, Lula deixa hospital

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou, às 20h16, o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após a realização de exames que detectaram um tumor na laringe. Ele e sua mulher, Marisa Letícia, saíram por uma porta lateral do hospital em direção a São Bernardo do Campo, onde moram.

Lula começa a quimioterapia na segunda-feira (31). Os médicos optaram por esse tratamento para tentar preservar o órgão.

O tumor na laringe tem cerca de 3 cm, segundo a Folha apurou com médicos do hospital.

Segundo o médico oncologista Artur Katz, o tumor “não muito grande” foi descoberto na manhã de hoje. “As chances de cura são excelentes”, completou. Lula é ex-fumante e tinha o hábito de fumar cigarrilhas.

Katz informa que uma das causas importantes para o câncer na laringe é o fumo. Mas também existem causas virais e não é possível ainda dizer o que levou ao desenvolvimento do tumor de Lula.

Lula recebeu a visita do Ministro da Fazenda, Guido Mantega, que relatou tranquilidade do ex-presidente.

“Dona Marisa, Lula estão tranquilos, confiantes, porque o problema dele tem cura. Foi pego no início, então as perspectivas são boas.”

Na quinta-feira (27), Lula comemorou seu aniversário de 66 anos no instituto que leva seu nome. Em uma pequena cerimônia com funcionários, na sede da organização, em São Paulo, o ex-presidente ganhou um bolo.

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.