Crime

Policiais militares do Mato Grosso são presos após manter família refém no Maranhão

Do G1,MA

page

Da esquerda para direita: dois policiais militares de Mato Grosso e dois homens, cuja identidades não foram divulgadas.

Dois policiais militares da Rotam do Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel da Polícia Militar (PM) de Mato Grosso foram presos no município de Santa Luzia, a 294 km de São Luís.

Eles são suspeitos de fazerem uma família refém para cobrar uma dívida. O caso ocorreu no povoado Faíza, localizado na zona rural da cidade.

e74fdb3d1296ad58999b9eee9a58e3aa

Segundo a polícia, eles teriam chegado a manter uma família, refém, amarrada, sob a mira de armas para forçar o pagamento da tal dívida. O soldado Edoriel Tales Taques Albuquerque e o cabo Wellington Bispo Nunes agiram junto com outros dois homens, que também foram presos, de acordo com a polícia.

O comando da PM de Mato Grosso foi informado da prisão dos policiais e disse que os dois haviam pedido folga no início da semana.

Com o grupo, a polícia apreendeu armas as armas usadas para intimidar as vítimas, além de rádios de comunicação.

6d6d9262c26635a93551372daadea8f2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PF desarticula quadrilha de tráfico transnacional de drogas no Maranhão

Policia federal

Apreensões realizada ao longo da investigação.

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira (22), nas cidades de São Luís (MA) e Cáceres (MT), a Operação Rota 65, com objetivo desarticular associação criminosa especializada no tráfico transnacional de drogas.

As investigações, iniciadas no ano de 2015, levaram à identificação desta associação especializada no tráfico de cocaína oriunda da Bolívia, tendo como destino traficantes atuantes no Maranhão. A droga ingressava no país por meio da província de San Matias na Bolívia, passava por fornecedores brasileiros residentes no município de Cáceres (MT) e era transportada em compartimentos ocultos no interior de veículos até a capital maranhense.

Durante o processo investigativo a PF apreendeu, no Maranhão, de cerca de 100 kg de cocaína, além da prisão em flagrante de cinco envolvidos. O núcleo maranhense tinha ligação com uma das principais facções criminosas atuante no Maranhão e dominava o tráfico de drogas nos bairros do Barreto e Ivar Saldanha em São Luís.

Foram cumpridos pela PF um total de 12 mandados de prisão preventiva, 1 de condução coercitiva e 7 mandados de busca e apreensão, mobilizando um total de 40 policiais federais.

Ressalta-se que um dos alvos encontra-se aprovado nas fases preliminares do concurso da Polícia Militar do Maranhão, e os demais conduzidos possuem conexões com o “Bonde dos 40” – facção criminosa conhecida no estado.

O nome atribuído à operação faz alusão ao DDD da cidade de Cáceres, por onde a droga, oriunda da Bolívia, ingressava em território nacional, e seguia por rodovia até o Maranhão.

Polícia 1

Apreensões realizada ao longo da investigação.

Polícia 2

Apreensões realizada ao longo da investigação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.