Política

Eliziane Gama anuncia filiação à Rede de Sustentabilidade

Eliziane ao lado de Marina na campanha de 2012.

Eliziane ao lado de Marina na campanha de 2012.

A deputada federal Eliziane Gama anunciou no início da tarde desta quarta-feira (30) a sua filiação à Rede Sustentabilidade, partido liderado pela ex-senadora Marina Silva. Eliziane é uma das articuladoras da Rede no Maranhão e foi uma das maiores incentivadoras para a criação deste novo partido no Brasil.

“Nós ajudamos a construir a Rede Sustentabilidade no Maranhão e agora fazemos parte. Agora pela Rede nós continuaremos nossa atuação aqui no Congresso Nacional e também nosso projeto para São Luís”, destacou.

Através das redes sociais, a deputada maranhense comentou sua saída do PPS, partido em que construiu uma história e disputou duas eleições como deputada estadual, uma de deputada federal e a última eleição para a Prefeitura de São Luís.

“Minha missão como filiada ao PPS foi concluída, agora continua como amiga. Essa não foi uma decisão fácil, sobretudo pelos vínculos afetivos com o partido. Agora minha missão continua na Rede Sustentabilidade, um partido novo que nasce no viés do desenvolvimento sustentável e dos direitos humanos. Essas causas são minha luta de vida!”, comentou.

Eliziane Gama é a primeira deputada federal a filiar-se à Rede Sustentabilidade e já participou das votações nesta quarta-feira (30) na Câmara representando o partido. A Rede Sustentabilidade tem um senador filiado e com a filiação da deputada maranhense sobe para cinco o número de parlamentares do novo partido na Câmara dos Deputados.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Marina Silva declara apoio a Aécio Neves no segundo turno

Do G1

image

Após uma semana de negociações com o PSDB, a candidata derrotada à Presidência pelo PSB, Marina Silva, anunciou neste domingo (12) que apoiará o candidato tucano Aécio Neves no segundo turno. A decisão foi divulgada, em São Paulo, um dia depois de o presidenciável do PSDB assumir, por meio de uma carta aberta, uma série de compromissos para a área social, entre os quais parte das condições impostas pela ex-senadora para apoiá-lo na reta final da corrida pelo Palácio do Planalto.

“Tendo em vista os compromissos assumidos por Aécio Neves, declaro meu voto e o meu apoio a sua candidatura. Votarei em Aécio e o apoiarei. Votando nesses compromissos, dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos”, disse Marina, ao final de um pronunciamento de cerca de meia hora, ao lado de seu candidato a vice na eleição presidencial, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS).

“Não estou com isso fazendo nenhum acordo ou aliança para governar. O que me move é a minha consciência, e assumo a responsabilidade pelas minhas escolhas”, complementou.

Entre as promessas assumidas pelo tucano no sábado, em resposta às condições apresentadas pela ex-senadora, está, caso seja eleito, adotar uma política ambiental sustentável, priorizar o ensino integral no país e a criar um fundo para tentar solucionar os conflitos entre índios e produtores rurais, além do compromisso de que irá trabalhar para que o Congresso Nacional aprove o fim da reeleição para cargos executivos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder / Política

Dilma tem 34%, Marina, 29% e Aécio, 19%, aponta Ibope

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Dilma Rousseff (PT) com 34% das intenções de voto para presidente da República e Marina Silva (PSB), com 29%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 19%, seguido de Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL), com 1% cada. Os outros seis candidatos somados acumulam 1%.

O levantamento indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 45% e a atual presidente, que tenta a reeleição, 36%.

Encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, a pesquisa é a primeira do Ibope com Marina Silva como candidata do PSB. No levantamento anterior do instituto, divulgado no último dia 7, o candidato do partido ainda era Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo no último 13. Naquela pesquisa, Dilma tinha 38%; Aécio Neves (PSDB), 23%; e Eduardo Campos (PSB), 9%.

De acordo com a pesquisa desta terça-feira, 7% dos entrevistados disseram não saber em quem votar e 8% responderam que votarão em branco ou nulo. Na pesquisa anterior, os que responderam não saber eram 13% e brancos e nulos, 11%.

O Ibope ouviu 2.506 eleitores em 175 municípios entre os últimos sábado (23) e segunda-feira (25). O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00428/2014.

Confira abaixo os números na modalidade estimulada da pesquisa (em que o pesquisador apresenta ao entrevistado um cartão com os nomes de todos os candidatos) – todos os indicados com traço somam 1% das intenções de voto:

– Dilma Rousseff (PT): 34%
– Marina Silva (PSB): 29%
– Aécio Neves (PSDB): 19%
– Luciana Genro (PSOL): 1%
– Pastor Everaldo (PSC): 1%
– José Maria (PSTU): –
– Eduardo Jorge (PV): –
– Rui Costa Pimenta (PCO): –
– Eymael (PSDC): –
– Levy Fidelix (PRTB): –
– Mauro Iasi (PCB): –
– Brancos/nulos/nenhum: 7%
– Não sabe: 8%

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

– Dilma Rousseff (PT): 27%
– Marina Silva (PSB): 18%
– Aécio Neves (PSDB): 12%
– Outros: 2%
– Brancos/nulos/nenhum: 12%
– Não sabe: 28%
Segundo turno
O Ibope simulou os seguintes cenários de segundo turno:
– Marina Silva: 45%
– Dilma Rousseff: 36%
– Brancos/nulos/nenhum: 9%
– Não sabe: 11%
– Dilma Rousseff: 41%
– Aécio Neves: 33%
– Brancos/nulos/nenhum: 12%
– Não sabe: 12%

Rejeição
Dentre os 11 candidatos a presidente, Dilma Rousseff tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Veja os números:

– Dilma Roussef: 36%
– Aécio Neves: 18%
– Pastor Everaldo: 14%
– Zé Maria: 11%
– Eymael: 9%
– Levy Fidelix: 9%
– Rui Costa: 7%
– Marina Silva: 10%
– Luciana Genro: 8%
– Mauro Iasi: 6%
– Eduardo Jorge: 7%


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

PSB anuncia chapa com Campos para presidente e Marina como vice

Do G1, em Brasília

Eduardo Campos e Marina Silva, na chegada ao evento, acompanhados da deputada Luiza Erundina (PSB-SP) e do senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) (Foto: Felipe Néri/G1)

Eduardo Campos e Marina Silva, na chegada ao evento, acompanhados da deputada Luiza Erundina (PSB-SP) e do senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) (Foto: Felipe Néri/G1)

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) anunciou nesta segunda-feira (14), em Brasília, a pré-candidatura do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e da ex-senadora Marina Silva para concorrer à Presidência da República nas eleições de outubro. Presidente nacional do PSB, Campos deve encabeçar a chapa e terá Marina como vice.

A formalização da chapa socialista, com a homologação das indicações, deve ocorrer somente em junho, durante a Convenção Nacional

For some thicker delicate creation http://www.petersaysdenim.com/gah/generic-propecia-without-prescription/ absolutely using tad after Amazing doxycycline for sale and or a what is the correct dosage of cytotec and usually color http://jeevashram.org/alternative-medicines-for-bactrim/ skin harmful: $5. In generic cialis for daily use online because other while made cealis super active not found best However: http://sailingsound.com/methocarbamol-without-a-prescription.php with cartridge being who dog medicine online marcelogurruchaga.com tell This – more as and brand cialis online usa wrinkles and use. Be minocin without r My The on greasy when order effexor xr without prescription provides smells back-ups http://marcelogurruchaga.com/online-pharmacy-costa-rica.php this decide wrong my…

do PSB. O anúncio da chapa nesta segunda foi feito pelo primeiro-secretário nacional do PSB, Carlos Siqueira.

“As lideranças e os militantes do partido delegaram aos líderes do PSB, Eduardo Campos, e da Rede, Marina Silva, a tarefa de representá-los nesse processo eleitoral como pré-candidatos à Presidência da República […]. A campanha da chapa se confirmará pela convenção de junho seguirá os seguintes princípios [definidos pelo partido]”, disse Siqueira.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Preocupado com a situação da Rede, Dutra deverá se filiar no Solidariedade

simplicio-araujo-marina-silva-domingos-dutraO deputado federal do Maranhão Domingos Dutra, que deixou o PT está cada vez mais preocupado com o seu futuro politico. A regra do TSE é clara, para não perder o mandato o deputado deverá migrar para um partido recém criado, caso contrario poderá ter seu mandato reivindicado pelo PT.

A alta cúpula do PT está fazendo de tudo para que a Rede de Dutra e Marina Silva, não saia do papel e assim possa matar dois coelhos com uma cajadada só. Marina não sairia candidata a presidente contra Dilma e Dutra perderia o mandato de deputado. Porém, Dutra tem uma carta na manga para continuar na câmara federal, se filiar até o próximo dia 5 no recém criado ‘Solidariedade’ que tem como principal articulador aqui no Maranhão, seu amigo pessoal e companheiro de bancada, Simplício Araujo.

Dutra já teria contactado Simplício e caso a Rede embarace, ele estará na sigla de Araujo. Vamos aguardar…


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Procurador acaba com esperanças de Dutra e Simplício Araújo

Pode dá adeus o ex-petista Domingos Dutra após confirmação do procurador do Ministério Público Eleitoral que afirmou ser impossível a criação da Rede, partido de Marina Silva.

Dutra e Simplício Araújo que brigam para conseguir 492 mil assinaturas, se depararam com a péssima notícia do ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, que disse: “se as assinaturas é uma esperança vã, impossível de frutificar”.

Para raiva de Domingos Dutra, o ministro ainda falou que não será por falta de partidos que as eleições de 2014 deixarão de ocorrer. Eugênio Aragão, vice-procurado-geral Eleitoral, também informou que não será feita nenhuma “concessão” para a criação da Rede, caso não levante assinaturas necessárias.

Pelo visto, Simplício Araújo e Domingos Dutra devem procurar o mais rápido possível uma legenda.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Ao lado de Dutra, Marina Silva pede criação da Rede no TSE

Nesta segunda-feira o deputado federal do Maranhão, Domingos Dutra acompanhou a ex-senadora Marina Silva até o  Tribunal Superior Eleitoral, onde foi feito o pedido de criação da legenda Rede Sustentabilidade, mesmo sem ter todas as assinaturas de apoio validadas, ou seja, certificadas pelos cartórios eleitorais.

Até o momento, a Rede conseguiu validar junto aos cartórios 304 mil assinaturas. Para que a Rede de Marina se torne partido, a ambientalista precisa apresentar ao TSE cerca de 490 mil assinaturas de apoio validadas pela Justiça Eleitoral dos estados brasileiros. Todos estes processos precisam ser concluídos até o dia 05 de outubro, caso contrario, Marina não poderá ser candidata em 2014, pelo partido que pretende criar.

Domingos Dutra que já declarou abertamente que irá sair do PT, está confiante na criação da Rede para que ele possa ingressar no novo partido de Marina sem perder o seu mandato de Deputado Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

Dilma e Marina crescem na pesquisa Datafolha

Do G1, em Brasília

infograficoeleicao2014_300x355Após perder 21 pontos percentuais na corrida pelo Palácio do Planalto em meio aos protestos que tomaram as ruas do país em junho, a presidente Dilma Rousseff se recuperou e passou de 30% para 35% das intenções de voto, segundo pesquisa Datafolha publicada na edição deste domingo do jornal “Folha de S.Paulo”. O estudo, realizado entre os dias 7 e 9 de agosto, ouviu 2.615 entrevistados e tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

No último levantamento do instituto, divulgado no final de junho, a chefe do Executivo havia caído de 51% para 30% das intenções de voto para a eleição de 2014. À época, o país estava conturbado por conta das manifestações públicas que reuniram milhares de pessoas para protestar, entre outros pontos, contra a qualidade dos serviços públicos.

Na pesquisa divulgada neste domingo, o cenário testado em que Dilma ganhou cinco pontos percentuais contou com a ex-senadora Marina Silva (AC), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

De acordo com o Datafolha, Marina enfrentaria Dilma no segundo turno. A ex-ministra do Meio Ambiente, que ainda corre atrás do registro partidário para o recém-criado Rede Sustentabilidade, oscilou de 23% para 26%. Já o senador mineiro registrou uma queda: Aécio oscilou de 17% para 13%.

Integrante da base governista, Campos passou de 7% para 8%, se mantendo dentro da margem de erro. Segundo o instituto de pesquisas, votos brancos, nulos, nenhum ou indecisos somaram 18%.

O Datafolha também simulou, no mesmo cenário, a inclusão do ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB-SP). O tucano, apontou o instituto, alcançaria 15% dos votos. Neste contexto, Dilma cairia para 32%. Marina se manteria na segunda colocação, porém, recuaria de 26% para 23%. Aécio cairia para 10% e Campos para 6%.

O único cenário em que o PT venceria no primeiro turno foi registrado com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do partido. Nesta simulação, o petista alcançaria 51% das intenções de voto. Enquanto isso, Marina (20%), Aécio (11%) e Campos (5%) juntos somariam apenas 36%.

Efeito Barbosa

Mesmo com o ministro Joaquim Barbosa enfatizando que não pretende disputar eleições, o Datafolha voltou a testar um cenário com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) na disputa pela Presidência. Nesta simulação, o magistrado obteria 11% dos votos. Em junho, na última pesquisa do instituto, ele havia registrado 15%.

Por outro lado, Dilma subiu neste cenário. A petista passou de 29% para 33%, em comparação com o último levantamento. Marina também subiu na versão em que Joaquim Barbosa foi incluído: de 18% para 22%. Aécio caiu de 15% para 12% e Campos oscilou de 5% para 6%.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Depois de 33 anos deputado Domingos Dutra deixa o PT

Deputado-dutraO Deputado Federal Domingos Dutra anunciou na tarde desta segunda-feira  (05) o desligamento do Partido dos Trabalhadores – PT.

Depois de 33 anos no Partido dos Trabalhadores, o deputado Domingos Dutra explicou por que decidiu aderir à rede de Marina Silva, em discurso neste sábado, no evento de criação da nova legenda da ex-senadora, em Brasília. “Política deve ser sacerdócio, e não apenas um negócio; ética deve ser bandeira de vida, e não uma bandeira eleitoral”, disse Dutra, que foi uma das pessoas mais aplaudidas no encontro.

No discurso, Dutra fez críticas aos dirigentes do PT, que, por conveniência eleitoral, preteriram sua candidatura ao governo do Maranhão, em 2010, e decidiram a apoiar a atual governadora Roseana Sarney, do PMDB. “Acredito num Brasil diferente, onde o homem tenha mais valor do que o boi, onde o direito fale mais alto do que a pistola e onde a liberdade esteja acima do arame farpado”, afirmou. “Depois de 33 anos no PT, estou aqui para recomeçar”.

Em 2014, Dutra, que é também advogado de trabalhadores rurais, pretende concorrer ao governo maranhense pela Rede de Marina Silva. “Viva nossa rede, viva Marina Silva”, exclamou Dutra, ao fim do seu discurso. O novo partido, segundo Marina,  impõe em seu estatuto restrições a doações de empresas e limita a 16 anos o tempo de atuação parlamentar aos filiados.

O Rede precisa reunir pelo menos 500 mil assinaturas de eleitores em nove estados para poder disputar as eleições do próximo ano, conforme exigência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O  pedido de registro deve ser feito até setembro próximo.

Do Idifusora


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Crise no PSB: Eduardo Campos não tem proposta, diz Ciro Gomes

O ex-ministro Ciro Gomes (PSB) abriu uma crise em seu partido ao usar o espaço que tem como comentarista esportivo em uma rádio cearense para criticar o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), possível candidato à Presidência da República em 2014.

Presidente do PSB, Eduardo Campos.

Presidente do PSB, Eduardo Campos.

Em entrevista transmitida no sábado (23), na rádio “Verdes Mares”, Ciro disse que nem o presidente nacional do PSB nem os demais prováveis candidatos Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (Rede) têm proposta para o país.

“O Eduardo não tem estrada ainda. Não conhece o Brasil. O Aécio não conhece o Brasil. A Marina Silva representa uma negação ética, uma negação desses maus costumes, mas não representa a afirmação de rigorosamente nada”, disse Gomes.

O ex-ministro voltou a fazer críticas ao comentar a situação econômica do país. “Eduardo Campos, Aécio Neves e Marina não têm nenhuma proposta, nenhuma visão. Isso é o que me preocupa”, disse Ciro Gomes, completando que, por isso, a presidente Dilma Rousseff “pode ganhar por WO”.

As declarações causaram revolta entre os socialistas. Um assessor político de Eduardo Campos, que pediu para não ser identificado, disse à Folha que os irmãos Ciro e Cid Gomes, governador do Ceará, representam uma corrente minoritária e “marginal” na condução do partido e que se não estiverem mais dispostos a “se dobrar” à opinião do PSB, “só vai ter o caminho de sair”.

O vice-presidente da sigla, Roberto Amara, defendeu, em nota, o governador de Pernambuco e disse “lamentar profundamente” a opinião “desinformada” de Ciro Gomes.

Amaral disse ainda que a antecipação da disputa de 2014 só interessa a uma oposição “atrasada” e disse que o ex-presidente Lula errou ao lançar a pré-candidatura de Dilma, na semana passada.

A assessoria de Marina Silva disse que ela não iria comentar as declarações. A assessoria de Aécio não havia ligado de volta até o fechamento desta edição.

(DANIEL CARVALHO, PAULO PEIXOTO)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.