Política

Governistas exalam hipocrisia

IMG-20170504-WA0069

A visita do secretário de Comunicação e Articulações Políticas, Márcio Jerry, e o carona deputado Othelino Neto, ambos do PCdoB, durante o aniversário de Barra do Corda, na última quarta-feira (4), chamou bastante atenção.

O motivo? O meio de transporte usado para chegar até a cidade.

Jerry e o carona usaram, através de dinheiro público, a aeronave de modelo King Air Turbo Hélice para se deslocar de São Luís para Barra do Corda.

O fato é que o aluguel de aviões sempre foi muito criticado na gestão passada, no entanto estão tomando atitudes iguais que outrora repudiavam.

À época, Jerry fazia críticas ferrenhas e alegava que os roseanistas gastavam milhões com tais regalias. Mas, com um lapso de memória tudo foi esquecido, o jogo virou e fatos como esse tem jogado luz em cima de discursos hipócritas e torpes.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder / Política

Palácio dos Leões gera mais uma inimizade partidária

flavio-dino-marcio-jerry-940x540

Após o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), chamar o prefeito de São Paulo, João Doria, de Berlusconi do Brasil, que é do mesmo partido do vice-governador, Carlos Brandão, o PSDB, o presidente estadual do PCdoB e secretário de Comunicação e Articulações Políticas do Maranhão, Márcio Jerry, continuou “detonando” futuros aliados políticos.

Na terça-feira (11), após a divulgação da lista da Odebrecht que acusa políticos de receber propinas, Jerry fez um retweet de uma publicação do jornal Folha de São Paulo que tinha como título “Fachin manda investigar Sarney e Costa Neto por suposta propina”.

Valdemar Costa Neto é membro do Partido Republicano (PR) e já foi presidente nacional da legenda, porém, ainda, tem muita força dentro do partido, que agora é comandado pelo senador Antônio Carlos Rodrigues.

Desse modo, o secretário de Comunicação vai afastando qualquer possibilidade do PR apoiar Flávio Dino nas eleições de 2018. Assim, como fez o próprio governador em relação ao PSDB.

Com tais atitudes o Palácio dos Leões vai para o pleito do ano que vem completamente enfraquecido, afinal não é somente com partidos político que a cúpula do PCdoB anda fazendo inimizades, mas também com a imprensa.

marcio


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão / Poder

Márcio Jerry deixa grupos de WhatsApp para não ser criticado por aluguel de imóvel

poderpolitico3-ligacaodiretaagosto-marciojerry

O Maranhão mais uma vez está protagonizando cenas lamentáveis. Na manhã desta sexta-feira (06), o estado foi destaque no Bom Dia Brasil, após o governo Flávio Dino alugar um imóvel para abrigar menores infratores, no bairro da Aurora, em São Luís. O prédio é de Jean Carlos Oliveira, filiado do PCdoB, partido do governador.

Diante da grande repercussão, o secretário de Comunicação e Articulação Política (Secap) e presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, adotou uma postura que não condiz com a de um gestor público.

Para não ser alvo de críticas e acuado, Jerry saiu de todos os grupos de WhatsApp, que tem como propostas discutir problemas do Maranhão.

img-20170106-wa0041

img-20170106-wa0043

E apesar de todos os fatos já expostos pela mídia, o secretário de Comunicação continua afirmando em seu Twitter que não sabia que o imóvel era de um membro do PCdoB.

Desse modo, o Maranhão continuará servindo de chacota nacional.

Postura lamentável!

flavio1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Flávio Dino e Márcio Jerry são fraquíssimos em articulação

Para conseguir reeleger Edivaldo Holanda Júnior (PDT), a cúpula do Palácio dos Leões tem atuado em todas as frentes com objetivo de conseguir aliados, apoios políticos e de tentar desconstruir a imagem do adversário.

Porém, as estratégias traçadas pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, e pelo secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, ambos do PCdoB, tem fracassado.

Um exemplo é o apoio de Wellington do Curso (PP) ao candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN), adversário de Holanda Júnior.

Durante o anúncio feito no plenário da Assembleia Legislativa na tarde de ontem (24), o pepista deixou bem claro que iria apoiar Braide no 2º turno das eleições porque foi completamente desprezado pelo governo Flávio Dino.

Essa declaração jogou luz em um dos pontos mais fracos do chefe do Palácio dos Leões, a falta de habilidade política.

Flávio Dino sequer chegou a conversar com Wellington para obter apoio para Edivaldo ou até mesmo para conseguir a sua neutralidade. Pelo contrário, enviou os deputados Othelino Neto (PCdoB) e Rogério Cafeteira (PSB) para intermediar a busca pelo apoio, o que, visivelmente, não deu certo.

Dino deveria articular encontro com o presidente estadual do PP e deputado federal, André Fufuca, mas não o fez.

Erros políticos de Márcio Jerry e Flávio Dino transbordam também nas cidades de Grajaú, Caxias e Pinheiro, cidade na qual colocaram o candidato derrotado Leonardo Sá (PcdoB).

Os palacianos perderam a chance, mais uma vez, de garantir a reeleição de “seu afilhado”, Holanda Júnior, por pura soberba e fraqueza. Afinal, é público e notório que Wellington tomou essa decisão por falta de articulação direta do governador Flávio Dino.

Mas, se Edivaldo ganhar, os méritos serão de todos, inclusive, do próprio prefeito, secretário Diogo Lima e deputado federal Weverton Rocha, que atuaram fortemente para derrotar seus adversários.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Edivaldo usa imprensa nacional para atacar Wellington

edivaldo-holanda-flavio-dino-e-marcio-jerry-80930-e1427416705554

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), e os seus aliados já começaram a mostrar que estão dispostos a tudo para vencer a eleição municipal e que ão irão poupar ninguém. Bem como o próprio candidato.

Na tarde desta sexta-feira (16), Holanda Júnior utilizou a imprensa nacional para atacar o candidato do PP, Wellington do Curso.

Supostamente plantaram uma notícia difamatória na coluna Radar Online, do site da Revista Veja, um dos mais respeitados do Brasil, insinuando que Wellington é grileiro de terras e que está tentando esconder bens em sua campanha, o que já foi explicado pelo candidato, assim como a ausência de Waldir Maranhão em sua campanha.

wellington

Esse ataque vil só revela que o Palácio dos Leões e Edivaldo Holanda Júnior (PDT) estão desesperados com o crescimento de Wellington nas pesquisas. Com medo de perder as eleições, Edivaldo está disposto a tudo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“Júlio Pinheiro vai fortalecer ainda mais a chapa de Edivaldo Júnior”, diz Márcio Jerry

CpBLc76XEAAjvo1

O secretário de Comunicação e Assuntos Políticos (SECAP) e também presidente do PCdoB, Márcio Jerry, afirmou, em entrevista concedida para o titular do Blog do Neto Ferreira, que o presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro, é um líder político importante do PCdoB e o sindicalista vai fortalecer ainda mais a chapa de Edivaldo Holanda Júnior.

“Ele é um quadro orgânico do partido. Que vem desde o movimento estudantil, JS, passando pela experiência de presidente do Sinproesemma, suplente de deputado estadual, liderança na área Itaqui-Bacanga, onde ele mora desde os 4 anos de idade. Então tem vários atributos que fazem com que ele fortaleça ainda mais a chapa do prefeito Edivaldo Holanda Júnior”, detalhou Márcio Jerry.

O secretário da SECAP ressaltou que todos os partidos que compõem a coligação do candidato do PDT aceitaram bem a indicação de Júlio Pinheiro como vice de Edivaldo Júnior. “Uma excelente aceitação. Todos os partidos concordaram plenamente, ativamente, porque sabem das qualidades, dos atributos pessoais e políticos que tem o Júlio Pinheiro”.

O sindicalista e professor Júlio Pinheiro foi anunciado como candidato a vice-prefeito na chapa do atual prefeito de São Luís, na manhã desta quinta-feira (04), na sede do PDT, após o PSB recusar a parceria com o Holandinha, que tinha deixado a ata de convenção aberta a fim de atrair a legenda para chapa com o cargo de vice.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Márcio Jerry: o jornalista defensor da censura

jerry-2

Quando professor de Comunicação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), o secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry sempre foi elogiado pelo seu trabalho, mas também criticado, inclusive pelo saudoso jornalista Décio Sá, que foi seu aluno.

Jerry surpreendeu aos seus antigos alunos e amigos de profissão. Ele teve um desequilíbrio mental e pediu no Twitter para que jornalistas, radialistas e blogueiros não repercutissem e/ou divulgassem as ações criminosas que vem acontecendo em São Luís.

Uma atitude antiética, intempestiva e de total falta de respeito para com os profissionais da imprensa maranhense, que primam pela transparência e credibilidade das informações.

A tentativa de Márcio Jerry de censurar a liberdade de expressão tem causado estranheza no seio da sociedade jornalística do Maranhão, uma vez que ele é jornalista e formador de opinião.

Após críticas, o secretário de Comunicação se defendeu e disse que se referia apenas aos boatos. “Não pedi isso a ninguém. Me referi a boatos”.

jerry-1-300x267
No entanto, o estrago já estava feito. Jornalistas reagiram de forma negativa ao tomar conhecimento da declaração de Márcio Jerry:

“Em outro trecho de sua postagem, Márcio Jerry conclama seus colegas de profissão a selarem um pacto com o governo contra a criminalidade. Como tese, pode até parecer bonito. Na prática é um desastre, porque embute a ideia de uma defesa cega do poder constituído e elimina do jornalismo a sua essência, que se pauta na investigação e na crítica. A imprensa não tem que fazer pacto com quem quer que seja, porque todas as vezes em que isso acontece é a sociedade que se vê golpeada no seu direito de ser bem informada. O único pacto imaginável para a mídia é com o interesse público. Eu nem costumo dar ressonância a anomalias desse gênero. Faço-o em atenção à biografia do Márcio e também para que ele reflita sobre tamanha bobagem, se é que ainda lhe sobra um pingo de humildade, se é que algum dia a teve”, desabafou o jornalista Nonato Reis no Facebook.

Roberto Kenard também se pronunciou, por meio das redes sociais, sobre o pedido tresloucado do secretário de Comunicação:

“Acabo de receber o texto de Márcio Jerry, secretário e braço direito do governador Flávio Dino, no qual ele “conclama” jornalistas, radialistas e blogueiros a não divulgarem ações criminosas, no caso específico dos ataques de bandidos a ônibus etc. Custei a acreditar, mas Jerry escreveu essa barbaridade. E ele é jornalista!! Porém, mais do que jornalista, ele tem o DNA autoritário da esquerda brasileira. Reparem bem. Criminosos incendeiam ônibus. Nós jornalistas devemos fazer de conta que nada houve. Dessa forma, e só dessa forma, estaremos contribuindo com o governo no combate ao crime”, criticou o jornalista.

Diante de tais barbaridades, Márcio Jerry está dando sinais claros de que quer reprimir a imprensa maranhense.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino e Márcio Jerry “enterram” Waldir Maranhão

flavio-dino-waldir-maranhao-marcio-jerry-e1462883415229-940x540

O secretário de Comunicação e Assuntos Políticos do Estado, Márcio Jerry, mais uma vez faz jus ao apelido de “Coveiro”, como é conhecido em Imperatriz, ao conseguir juntamente com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), ter a capacidade de afundar o presidente interino da Câmara, o deputado federal Waldir Maranhão.

Os comunistas cobiçaram de todas as formas e conseguiram fazer Maranhão votar contrário ao processo de admissibilidade do impeachment no dia 17 de abril.

Não satisfeitos, levaram o deputado do PP para uma armadilha, diga-se passagem de muito mal gosto, na última segunda-feira (09), na tentativa de anular o processo de abertura do impedimento de Dilma, aconselhado por Flávio Dino, e horas depois revogou a anulação.

Dino e Jerry simplesmente “enterraram politicamente” Waldir Maranhão e sua sobrevivência na Câmara Federal. E isso, sem sombra de dúvidas, não tem valor que pague.

As orientações dadas pelo governador e seu auxiliar a Waldir Maranhão no impeachment gerou um desconforto na família do parlamentar que vive momentos de hostilização nas ruas e redes sociais.

Em consequência de tais atitudes intempestivas tomadas, Maranhão corre sério risco de ser expulso do seu partido, o Partido Progressistas. Ele foi até ameaçado pela bancada do PP para que renunciasse ao cargo de vice-presidente.

Waldir Maranhão deverá também ser investigado pela Comissão de Ética da Casa por abuso de poder. Tudo isso é resultado dos conselhos de Flávio Dino, que queria de todas as formas barrar o impeachment.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Secretário destaca principais ações do Governo

O secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, concedeu entrevista a emissoras de rádio e tv da capital maranhense, na manhã desta terça-feira (26), quando, durante o bate-papo com os apresentadores e interação com os ouvintes, destacou as principais ações do Governo do Estado durante um ano e quatro meses de gestão do governador Flávio Dino.

Ele lembrou que, em meio à grave crise econômica do país, Estados e municípios brasileiros têm sentido grandes impactos.

Ainda assim, o governador Flávio Dino tem conseguido dar passos largos, enfrentando problemas estruturais históricos no Maranhão. “Estamos fazendo aí um verdadeiro milagre de multiplicação do escassos recursos. Fazendo muito, gastando pouco, e fazendo muito em pouco tempo. Essa é a marca que o governador Flávio Dino tem conseguido imprimir nesses quase 16 meses de gestão do nosso Governo”, destacou Márcio Jerry.

Questionado sobre os investimentos e os frutos da parceria com a Prefeitura de São Luís, o secretário de Comunicação ressaltou que o prefeito Edivaldo enfrentou muitas dificuldades nos seus primeiros dois anos de mandato, em razão do boicote que era feito à época pelo Governo do Estado. “Com a posse do governador Flávio Dino, isso mudou e há muitas ações sendo realizadas, planejadas para São Luís, por meio desta parceria entre o Governo do Estado e a gestão municipal”, defendeu Márcio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

O diálogo “tenso” entre Márcio Jerry e Adriano Sarney

Uma situação um tanto quanto tensa foi vista por várias pessoas que são integrantes de um grupo de WhatsApp do Município de Imperatriz.

O diálogo tenso foi protagonizado pelo deputado estadual, Adriano Sarney (PV), oposição ao Governo Flávio Dino, e o secretário de Comunicação e Assuntos Políticos (SECAP), Márcio Jerry Barroso.

Durante a troca de mensagens, o titular da pasta SECAP afirmou que que o parlamentar é patético e disse que se Adriano quiser um debate sério que ele preste contas dos 50 anos que a família Sarney passou no poder no Maranhão. “O Adriano Sarney se revela apenas patético com esse tema das catacumbas anticomunistas. Patetice. Se quiser debate sério, Adriano Sarney pode iniciar prestando contas ao nosso povo das 5 décadas de pilhagem que empobreceu o Maranhão”, declarou Márcio Jerry no grupo do aplicativo de mensagens.

O deputado não satisfeito com a fala do secretário retrucou falando que pessoas que usam de palavras de baixo calão contra ele no Twitter não merece o seu respeito. E disse mais, que respeita o governador Flávio Dino, apesar de não compartilhar com suas ideias.

“Caro Márcio Jerry, quem fala em debate sério e fica usando palavras de baixo calão contra mim no Twitter não merece respeito. Estou discutindo ideias. Sobre a reunião no Palácio, eu também tratei o governador de forma muito educada, tanto que aceitei o convite dele. Tenho respeito a ele, apesar de não compartilhar de suas ideias, e pretendo continuar tendo por você. Mas no momento em que me insulta nas mídias sociais, você me perde meu respeito”, rebateu Adriano Sarney.

Veja na íntegra o diálogo quente entre o secretário Márcio Jerry e o deputado Adriano Sarney.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.