Poder

Prefeito de Nunes Freire tentou omitir prisão do pai

00082

Marcel Curió.

Em um grupo de WhatsApp, o prefeito de Governador Nunes Freire, Marcel Curió, tentou omitir a prisão do pai, ex-prefeito de Turilândia, Domingos Sávio Fonseca Silva, o Domingos Curió, afirmando que se tratava apenas de uma condução coercitiva.

Segundo Marcel Curió, o seu pai teria sido levado para prestar esclarecimentos, o que de não fato não aconteceu.

“Quero esclarecer algo sobre o meu pai! Alguns blogs estão veiculando que ele está preso! Mentira. Não é verdade! Ele foi levado coercitivamente para dar depoimento! Sobre um processo antigo que tramita na justiça!”, afirmou Marcel Curió.

O ex-prefeito de Turilândia e sua esposa, Ângela Maria Everton, tiveram prisão temporária decretada pela Justiça pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, associação criminosa, entre outros, após pedido do Ministério Público do Maranhão e da Polícia Civil, com base nas investigações realizadas pelo Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) sobre o esquema de agiotagem envolvendo diversas prefeituras no estado.

thumbnail_IMG-20160624-WA0071


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Chamem a polícia! Prefeito de Nunes Freire gasta quase R$ 2 milhões com combustível

O Ministério Público do Maranhão deve abrir investigação para apurar um escândalo com recursos público nos contratos da Prefeitura de Governador Nunes Freire.

De acordo com documento exibido abaixo, mostram o prefeito Marcel Everton Dantas Silva (PV), desafiando os órgãos fiscalizações e celebrando um contrato com sinais de superfaturamento.

Marcel Curió, como é mais conhecido, direcionou um contrato de quase R$ 2 milhões para empresa V.Rodrigues Melo-EPP, com a finalidade de fornecer combustível as secretarias.

Em análise do Blog do Neto Ferreira com a Polícia Federal, foi constatado a irregularidade devido o órgão de combate ao crime possuir 40 veiculos circulando diariamente e não tem um gasto que chegue a R$ 600 mil por ano. O que é bem diferente da gestão de Curió.

Ocorre, porém, o escândalo envolvendo a Prefeitura de Governador Nunes Freire afronta a impessoalidade, moralidade e legalidade da gestão pública.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.