Judiciário

Hospital é investigado após contrair empréstimo de R$ 1 milhão

Com o objetivo de conhecer a estrutura e obter informações sobre o funcionamento do Hospital Comunitário Nossa Senhora da Penha, no Anjo da Guarda, a promotora de justiça de Fundações e Entidades de Interesse Social, Sandra Lúcia Mendes Alves Elouf, realizou na tarde desta segunda-feira, 4, inspeção nas instalações da unidade de saúde.

Vereadora Rose Sales e o Vereador Manoel Rego acompanharam a vistoria

Vereadora Rose Sales e o Vereador Manoel Rego acompanharam a vistoria

Participaram da vistoria os vereadores Rose Sales (PC do B) e Manoel Rego (PT do B), a secretária adjunta de ações de saúde de São Luís, Silvia Cavalcante, além de representantes da comunidade.

O Ministério Público iniciou investigações sobre a aplicação de dois empréstimos, totalizando R$ 1 milhão, contraídos pelo Centro Comunitário do Anjo da Guarda, associação mantém do hospital. Por conta do empréstimo, é feito um desconto mensal de R$ 30 mil nos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). “Vamos avaliar toda a documentação para saber a legalidade dessa transação”, informou Sandra Elouf.

A promotora de justiça informou, ainda, que o MPMA vai fiscalizar a aplicação dos recursos destinados à manutenção do Nossa Senhora da Penha , a fim de evitar o desvio e má aplicação do dinheiro. “O Ministério Público está aqui para garantir o interesse da comunidade”. O convênio do Centro Comunitário do Anjo da Guarda com o Município de São Luís está vencido desde março de 2011.

Na visita, os funcionários do hospital informaram que há um atraso no pagamento há mais de seis meses, dificultando a manutenção da unidade e prejudicando o atendimento à população.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.