Geral

Roseana Sarney lamenta morte da desembargadora Madalena Serejo

Governadora Roseana Sarney.

Governadora Roseana Sarney.

A governadora Roseana Sarney lamentou profundamente a morte da desembargadora aposentada Maria Madalena Alves Serejo, ocorrida na noite deste sábado (9), solidarizando-se com familiares e amigos da jurista e ex-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Lembrando as mais de quatro décadas de trabalho, a governadora destacou a trajetória profissional inconteste de Madalena Serejo como membro do Tribunal de Justiça do Maranhão e também ressaltou os méritos da jurista no campo pessoal, sendo exemplo de mulher, mãe e avó.

“A Justiça do Maranhão perde uma grande defensora, uma mulher batalhadora, uma profissional dedicada, que sempre trabalhou pelo bem”, declarou a governadora Roseana.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Geral

Corregedor-geral emite note de pesar pela morte de desembargadora

É com profundo pesar que o corregedor-geral da Justiça do Maranhão, Des. Cleones Carvalho Cunha, vem a público manifestar a sua solidariedade aos parentes e amigos da desembargadora Maria Madalena Alves Serejo, que morreu na noite desse sábado (9), em Teresina (PI), onde estava internada.

Corregedor-geral da Justiça do Maranhão.

Corregedor-geral da Justiça do Maranhão.

Para o desembargador Cleones Cunha, este é um momento muito triste, quando se perde uma amiga e uma magistrada extremamente dedicada, compromissada com a Justiça, que merece todas as homenagens. “Ela foi uma mulher, uma mãe e uma magistrada exemplar!”, destacou, emocionado, o corregedor. Em discurso em homenagem à desembargadora, quando da sua aposentadoria, em 2008, o desembargador Cleones Cunha a definiu como sua “mãe na magistratura”.

A Desa. Madalena Serejo dedicou 37 anos de sua vida à magistratura, sendo 11 anos como desembargadora. Em junho de 2012, o desembargador Cleones Cunha a recebeu na Corregedoria Geral da Justiça, quando ela apresentava a seus alunos do curso de Direito da Faculdade do Vale do Itapecuru (FAI) a estrutura do Judiciário maranhense.

A desembargadora Maria Madalena Alves Serejo tinha 74 anos, tendo nascido no município de Buriti (MA). Formou-se pela Universidade Federal do Maranhão, grau de Bacharel em Direito, em 1963. Exerceu o cargo de promotora de Justiça na sua terra natal, a partir do ano de 1965.

Aprovada para o cargo de juíza em 1970, atuou, inicialmente, na mesma comarca, Buriti. Foi promovida sucessivamente por merecimento, até chegar à capital, em 1986. Foi diretora do Fórum Desembargador Sarney Costa, supervisora do Juizado Informal de Pequenas Causas, juíza eleitoral e juíza auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça. Em 1997, foi promovida, por antiguidade, para o cargo de desembargadora. Exerceu a função de diretora da Escola Superior da Magistratura do Maranhão (Esmam). Foi vice-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão na gestão do desembargador Milson de Souza Coutinho (2004-2005) e supervisora dos Juizados Especiais naquele biênio. Assumiu a presidência do TJMA, em sucessão ao desembargador Raymundo Liciano, de setembro a dezembro de 2007.

Em junho de 2008, o TJMA homologou a sua aposentadoria voluntária poucos dias antes dela completar 70 anos. Depois da aposentadoria, dedicou-se a docência no ensino superior. No último ano, era diretora-geral da Faculdade do Vale do Itapecuru (FAI) e ensina algumas disciplinas do curso de Direito, como Laboratório de Prática Real.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Geral

Morre aos 74 anos desembargadora Madalena Serejo

O desembargadora aposentada Madalena Serêjo, morreu na noite de ontem sábado (9) após infartar em um hospital particular na cidade de Teresina.

Aos 74 anos, Serêjo estava internado há dias por conta de problemas de saúde.

Mãe da ex-prefeita de Caxias, Marcia Marinho, ela foi vice-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, e recebeu vários elogios pela brilhante atuação na magistratura.

corpo esta sendo velado desde a tarde de hoje (10), na Pax União, em São Luís. O enterro deve ser realizado na manhã de segunda-feira no Jardim da Paz.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.