Poder

Em meio à pandemia, Câmara de Paço do Lumiar abre licitação para contratar buffet

A Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar decidiu abrir um processo licitatório para contratação dos serviços de buffet em meio à pandemia do novo coronavírus.

A publicação do aviso de licitação foi feita no Diário Oficial do dia 13 desse mês.

De acordo com as informações, a abertura dos envelopes de proposta comercial ocorrerá no dia 27 de abril de 2020, às 9h.

O objeto do certame é contratação de uma empresa que atue no buffet, organização de eventos e cerimoniais.

No final de março, o Tribunal de Contas do Estado autorizou a realização de auditorias na Câmara Municipal de Paço do Lumiar para investigar três supostas irregularidades de contratação de empresas para prestação de serviços. A denúncia foi ao encaminhada ao Ministério Público de Contas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Abdon Murad perde mais uma Ação e tem que pagar quase R$ 1 milhão a investidor

O médico e empresário Abdon Murad Júnior sofreu mais um derrota na Justiça e terá que pagar quase R$ 1 milhão ao investidor Pedro Henrique Machado Lima. A sentença foi proferida pela juíza da 5ª Vara Cível da Capital, Alice de Sousa Rocha.

Murad é dono da Abdon Murad Júnior Participações e Empreendimentos Imobiliários Eireli, que é considerada uma pirâmide financeira.

Com seu respaldo social, o médico atraiu inúmeros investidores prometendo lucros de 8% em cima dos valores aplicados. Pedro Henrique foi um deles.

Segundo a petição protocolada na Justiça pelo escritório Amaranto Crepaldi Viegas – Consultoria e Advocacia, o cliente investiu a quantia de R$931.700,00 na empresa do médico, mas não obteve o retorno financeiro.

Ainda de acordo com os autos, foi emitido um cheque por Abdon Murad para Pedro Henrique como garantia de pagamento da dívida. Mas a quitação não ocorreu.

“Ocorre que, desde a data prevista para vencimento do título ora executado, a empresa, por meio de seu sócio Abdon Murad Júnior, vem postergando o cumprimento de sua obrigação com falsas justificativas de dificuldade financeira e inúmeros descumprimentos de prazos para pagamento”, narra o documento.

Em outro trecho da petição, o investidor afirma que tentou por várias vezes receber o crédito aplicado, e então decidiu fazer a compensação bancária dos títulos recebidos no dia 06 de agosto 2019, na ocasião recebeu a informação de que todos se encontravam “sustados” ou “revogados”.

Com base nesses relatos, a juíza Alice Rocha determinou que o médico pague o débito o valor atualizado em R$ 994.312,93, além de arcar com os honorários advocatícios.

Abdon Murad é campeão de condenações na Justiça estadual maranhense. O esquema montado por ele atraiu autoridades, como juízes, desembargadores, promotores, delegados, empresários, policiais civis e federais, entre outros. O Blog do Neto Ferreira já divulgou algumas matérias sobre o caso.

Devido a repercussão, a Polícia Federal decidiu investigar a pirâmide financeira (reveja)

Saiba mais______________

Depoimento revela participação de desembargadores, juízes e promotores no esquema da pirâmide de Abdon

Abdon Murad é condenado a pagar dívida de R$ 326 mil em 3 dias

Médico Abdon Murad terá bens penhorados caso não pague R$ 248 mil a investidora

Juiz bloqueia R$ 253 mil do médico Abdon Murad por não pagar dívida a advogado


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Para ter acesso a internet, Câmara de Codó vai desembolsar R$ 35 mil

A Câmara de Vereadores de Codó contratou os serviços da empresa One-Serviços, de propriedade de Gladston de Oliveira Reis para ter acesso a internet.

O valor do contrato gira em torno de R$ 35 mil e teve avala do presidente da Casa Legislativa, vereador Raimundo Leonel Magalhães Araújo.

De acordo com as informações, a empresa fornecerá link de internet e receberá por mês R$ 3.500,00 mil.

O contrato foi firmado no dia 30 de março e terá validade até 31 de dezembro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Droga Rocha é dona de R$ 149 milhões em contratos no MA

Dono da distribuidora de medicamentos Droga Rocha, o empresário piauense Antônio Francisco Rocha de Abreu escolheu o Maranhão para ganhar cifras milionárias.

Há tempos que Rocha é presença garantida nos procedimentos licitatório das Prefeituras maranhenses, em consequência disso, se tornou detentor de inúmeros contratos públicos.

De 2014 até o meados de 2019, a empresa, que fica localizada em Teresina (PI), faturou R$ 149.265.339,51 milhões em acordos contratuais, cujos objetos são fornecimento de materiais médicos, hospitalares, odontólogicos e medicamentos.

Entre as Prefeituras que contrataram os serviços da Droga Rocha estão a de São Luís, Bacabal, Aldeias Altas, Santa Inês, Codó, Humberto de Campos, Paraibano, Igarapé do Meio, Duque Bacelar, Lago dos Rodrigues, Vargem Grande, Governador Eugênio Barros, Brejo, Barreirinhas, Timon, Rosário, Itapecuru-Mirim, Matões do Norte, Bacabeira, Coroatá, Penalva, entre outras.

Em apenas 5 meses desse ano, a distribuidora ganhou R$ 30.730.586,82 milhões.

Veja o detalhamento dos contratos aqui


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PF deflagra contra exploração sexual infantil no MA

A Polícia Federal (PF) deflagrou operação Nêmesis contra a exploração sexual infantil no Maranhão. Ao todo, foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão.

De acordo com a PF, na Operação Nêmesis são investigados crimes de produção, armazenamento e distribuição de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

Caso haja flagrante de fotos, vídeos e arquivos em computadores, por exemplo, o suspeito é preso.

Ao todo, 120 policiais cumprem mandados em oito estados:

Maranhão – 1; Minas Gerais – 2; Paraíba – 1; Rio de Janeiro – 12; Rio Grande do Sul – 6; Santa Catarina – 3; Sergipe – 1; São Paulo – 2.

A operação é coordenada pela Unidade de Repressão aos Crimes de Ódio e Pornografia Infantil da Polícia Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Delegado diz que secretário de Segurança pediu para investigar senador do MA

O senador da República pelo Maranhão, Roberto Rocha (PSDB-MA), foi alvo de um pedido de investigação do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, conforme trouxe à tona a nova carta escrita pelo delegado Ney Anderson Gaspar, ex-chefe do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO).

O documento, obtido com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira, integra uma série de acusações feitas pelo ex-delegado Tiago Bardal e delegado Ney Anderson contra o chefe da SSP (saiba mais aqui e aqui).

No texto, o ex-titular do DCCO revela que Portela pediu para investigar Rocha pelo fato de que o parlamentar poderia atrapalhar as eleições estaduais de 2018. Na época, o senador era candidato ao governo do Maranhão.

Gaspar diz ainda que a estratégia escolhida pelo secretário para atingir o objetivo foi a mesma usada contra os desembargadores do Tribunal de Justiça: grampear os telefones dos familiares de Roberto Rocha e do suplente Pinto da Itamaraty. “Durante muito tempo o senhor Portela pediu para investigar o senador Roberto Rocha, pois o mesmo poderia atrapalhar as eleições de 2018, usando a mesma tática que tentou usar contra os desembargadores, começando por familiares do referido senador e do seu suplente Pinto da Itamaraty.”

Em outro trecho da carta, o delegado relata perseguições incessantes do secretário a delegados da Polícia Civil que se recusaram a cumprir ordens dadas por ele.

Ney Anderson citou, também, o caso do delegado Arthur Benazzi, que teve que impetrar um mandado de segurança na Justiça para voltar a atuar na capital maranhense, pois o mesmo tinha sido transferido para o interior por descumprir as ordens de Portela.

O documento traz ainda relatos de que o auxiliar de Flávio Dino abriu processos administrativos contra delegados, por que os mesmos estariam denunciando a estrutura caótica da Polícia Civil.

Além disso, o texto rebate a nota emitida por Jefferson Portela, na qual afirma que as cartas são criminosas e não condizem com a verdade dos fatos (reveja aqui). “Minhas denúncias são única e exclusivamente contra o senhor Portela, que além de usar o cargo para seus interesses políticos pessoais mais espúrios, agora também tenta usar o Sistema de Segurança Pública como escudo, na tentativa inocente de blindar seus atos criminosos”.

Gaspar adianta que irá divulgar mais denúncias e que estas serão a respeito de processos licitatórios, emendas e eleições de 2018.

Procuradas, as Assessorias de Comunicação da Secretaria de Segurança Pública e do Ministério Público não se manifestaram até o fechamento desta reportagem.

Em contato com o Blog, o senador Roberto Rocha afirmou que não está supreso com a denúncia. “Não posso me dizer surpreso com essa revelação. Quem conhece a História da formação do pensamento das esquerdas, sabe que foi Lenin quem afirmou que ‘o partido é a mente, a honra e a consciência da nossa Época’. O mundo mudou, o comunismo ruiu, mas traços dessa mentalidade ainda permanecem presentes nos seus herdeiros. Então, os comunistas não lutam para tomar o poder, mas o próprio Estado e todas as suas instituições. Então eu deixei de ser um adversário, para me tornar um inimigo. Seria cômico, se não fosse trágico.”

A reportagem procurou o secretário de Comunicação, Rodrigo Lago, que evitou falar sobre o caso.

Veja íntegra da carta aqui.

Na semana passada, o ex-chefe do DCCO, Ney Anderson Gaspar trouxe à tona duas cartas contendo denúncias nas quais afirmam que o secretário Jefferson Portela ordenou investigar e monitorar desembargadores do Tribunal de Justiça, o deputado Josimar de Maranhãozinho, grampear familiares de magistrados, blindar o superintendente de Articulação da Baixada, Penaldon Jorge, no inquérito policial da Operação Jenga – que investigava crimes de agiotagem e tinha como alvos empresários e políticos. (relembre aqui, aqui e aqui)

Na terça-feira (21), o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão José Joaquim Figueiredo, encaminhou ofícios ao Supremo Tribunal Federal, Conselho Nacional de Justiça e Procuradoria Geral de Justiça do Estado do Maranhão, pedindo providências sobre a acusação do uso da Secretaria de Segurança Pública para monitorar desembargadores (relembre aqui).

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Maranhão, solicitou uma invetsigação rigorosa sobre o caso (veja também).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Empresa de Teresina faturou R$ 30,7 milhões em contratos em Prefeituras do MA

Dono da Droga Rocha, Antônio Francisco Rocha.

Localizada na Avenida Nações Unidas, no bairro Vermelha, em Teresina (PI), a Droga Rocha Distribuidora de Medicamentos tem feito fortuna no Maranhão.

A empresa piauiense é dona de vultuosos contratos em Prefeituras do interior do Estado que visam o fornecimento de medicamentos e equipamentos hospitalares e odontológicos. Os dados foram colhidos do site do Tribunal de Contas do Estado e no Diário Oficial do Maranhão

Em apenas 5 meses de 2019, a Droga Rocha, dos sócios Antônio Francisco Rocha de Abreu e Marilene Rocha de Abreu Santos, faturou R$ 30.730.586,82 milhões em acordos contratuais em 25 Administrações Municipais maranhenses.

Segundo as informações, a Prefeitura que pagará mais alto à empresa de medicamentos é a de Caxias. A gestão de Fábio Gentil irá retirar dos cofres públicos da saúde cerca de R$ 9.584.945,24 milhões para arcar com as despesas.

Em seguida, vem a Administração de Imperatriz, comandada por Assis Ramos, que destinará R$ 5.997.988,46 milhões à Droga Rocha.

Em Presidente Dutra, a firma de Teresina irá lucrar R$ 2.696.472,05 milhões; em Coelho Neto ganhou um contrato de R$ 2.098.961,90 milhões.

A Droga Rocha também faturou um acordo milionário em Itapecuru-Mirim, que gira em torno de R$ 1.406.226,53 milhão. Em Santa Inês, o montante que será desembolsado para pagar a empresa é semelhante; por lá a Droga receberá R$ 1.051.940,30 milhão. Em Timon, o valor pago à empresa será de R$ 1.012.868,39

O Blog apurou, ainda, que a Prefeitura de Lagoa do Mato irá desembolsar R$ 1.070.862,10 milhão; aBalsas irá pagar R$ 860.851,50 mil; a de Matinha R$ 794.760,00 mil; a de Governador Eugênio Barros R$ 634.572,85 mil; a de Tufilândia R$ 540.912,28 mil; a de Pinheiro R$ 533.457,95 mil; a de Paraibano R$ 495.703,79 mil; a de Cantanhende R$ 363.215,92 mil; a de São Bernardo R$ 318.431,25 mil; a de São Benedito do Rio Preto R$ 289.536,43 mil; a de Tuntum R$ 306.706,50 mil.

A Droga Rocha ganhou contratos em Humberto de Campos na quantia de R$ 270.999,99 mil; em Lago do Junco no montante de R$ 236.030,64 mil; em Lima Campos no total de R$ 175.870,15 mil; em Peri-Mirim no valor de R$ 137.790,05 mil; em Axixá na quantia de R$ 132.531,46; em Arari no montante de R$ 20.374,43 mil e em Matões no total de R$ 6.282,71 mil.

Todos os contratos tem validade até dezembro de 2019.

Abaixo segue a relação de alguns acordos contratuais firmados entre as Prefeituras do Maranhão e a Droga Rocha.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Em 4 meses, deputados estaduais gastaram mais de R$ 1 milhão em combustíveis

Em apenas 4 meses, o contribuinte bancou mais de R$ 1 milhão em combustíveis para os deputados estaduais do Maranhão.

O montante saiu da cota parlamentar, que é paga com verba pública. O penduricalho é destinado aos parlamentares todos os meses com o objetivo de custear combustíveis, telefonia, hospedagem, pesquisas e trabalhos técnicos, diárias de servidores do gabinete, entre outros.

Em pesquisa no Portal da Transparência, o Blog do Neto Ferreira apurou que o deputado que mais gastou com combustíveis foi Vinícius Louro (PR). A quantia somou R$ 48 mil durante os primeiros meses de 2019.

Em seguida vem Edson Araújo (PSB), com um gasto de R$ 47.680,00 mil. Já os custos de combustíveis de Rafael Leitoa (PDT) somaram R$ 44.319,02 mil. O também pedetista Ricardo Rios usou R$ 44.353,59 mil.

Rigo Teles registrou uma quantia alta com o abastecimento do veículo. O valor chegou a R$ 44.010,01 mil. A parlamentar Cleide Coutinho (PDT) gastou R$ 42.677,93 mil com o produto.

O levantamento mostra ainda que Mical Damasceno (PTB) usou R$ 37.359,45 mil para garantir o abastecimento de seu veículo. Um valor parecido foi utilizado por Cirio Neto (PP), cerca de R$ 37.225,88 mil.

O parlamentar Rildo Amaral (Solidariedade) declarou que utilizou R$ 37.197,92 mil em combustíveis durante o período. Já Zé Inácio (PT) disse que gastou R$ 42.367,36 mil.

A pesquisa constatou também que o pastor Cavalcante (PROS) usou R$ 35.887,21 para abastecer o carro. Os custos de combustíveis de Daniella Tema (DEM) giraram em torno de R$ 35.817,85 mil. O democratas Antônio Pereiro afirmou que gastou a quantia de R$ 34.941,24 mil. Já o montante R$ 33.880,78 mil foi usado por Zé Gentil (PRB) em combustíveis e lubrificantes.

Outro custo altíssimo foi declarado pelo comunista Adelmo Soares, cerca de R$ 33.457,72 mil. O estreante na Assembleia, Leonardo Sá (PRTB) também gastou crifas altas com o abastecimento de carro. O valor girou em torno de R$ 35.439,28 mil. O deputado do Solidariedade, Fernando Pessoa, pediu o reembolso na quantia de R$ 31.654,01 mil que foram gastos com o abastecimento.

O veterano na Casa Legislativa, Arnaldo Melo (MDB), também gastou um montante considerado alto ao voltar para o parlamento. Ele declarou que usou R$ 28.087,85 mil Paulo Neto (DEM) utilizou R$ 25.888,59 mil com o fornecimento.

Durante o levantamento, a reportagem identificou que antes de assumir a Secretaria da Mulher, a parlamentar Ana do Gás (PCdoB) ainda utilizou R$ 25.081,71 mil.

Novata na Assembleia, Detinha (PR) resgistrou um gasto de R$ 24.984,70 mil. Hélio Soares (PR) afirmou que utilizou R$ 22.358,98 mil. Já o pedetista Zito Rolim disse que usou R$ 25.073,01 mil para abastecer o seu carro.

O parlamentar do Avante, Ariston Ribeiro, teve gastos que somaram R$ 20.599,97 mil. Promovido de suplente para deputado, Edivaldo Holanda (PCT) já gastou R$ 16.109,64 mil.

O líder do PV, Adriano gastou R$ 13.106,63 mil; Andréia Rezende (DEM) R$ 11.355,66 mil; Carlinhos Florêncio (PCdoB) R$ 13.412,38 mil; César Pires (PV) R$ 14.611,54 mil.

A pesquisa verificou que o presidente da Assembleia, Othelino Neto (PCdoB), utilizou R$ 13.612,13 mil em combustíveis. Também membro do partido comunista, Marco Aurélio gastou R$ 12.392,09 mil.

Um dos líderes da oposição do governo Flávio Dino, Wellington do Curso (PSDB) gastou muito para abastecer. Foram R$ 17.045,84 mil utilizados. Wendell Lages (PMN), usou R$ 18.830,32 mil.

O deputado Roberto Costa (MDB) utilizou R$ 9.804,56 mil; os gastos do Dr.Yglésio (PDT) somaram R$ 7.979,63 mil; os de Pará Figueiredo (PSL) giraram R$ 7.700,00 mil; de Neto Evangelista (DEM) chegaram a R$ 5.912,93 mil; do pedetista Fábio Macedo (PDT) R$ 5.174,63 mil; de Glalbert Cutrim (PDT) R$ 4.356,52 mil e de Helena Dualibe (Solidariedade) R$ 3.561,26 mil.

Márcio José Honaiser (PDT) usou R$ 10.129,53 mil e Duarte Júnior (PCdoB) a quantia de R$ 3 mil.

Entre os deputados que menos gastaram estão a Drª Thaíza Hortegal (PP), que usou R$ 569,11 mil; Felipe dos Pneus (PRTB), que utilizou R$ 710,29.

Um ponto merece destaque. Em janeiro, a cerca de 4 deputados que não se elegeram receberam o reembolso de combustíveis no valor de R$ 44.751,37 mil. Entre eles estão Francisca Primo, Heméterio Weba, Edilázio Júnior e Raimundo Cutrim. Júnior é deputado federal atualmente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Leonardo Sá gastou R$ 35 mil em combustíveis em 3 meses

Estreante na Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado estadual Leonardo Sá (PRTB) vem gastando cifras altíssimas dos cofres públicos.

Em pesquisa no Portal da Transparência, o Blog do Neto Ferreira apurou que o parlamentar usou cerca de R$ 35,4 mil em combustíveis e lubrificantes em apenas 3 meses. Os gastos foram registrados em fevereiro, março e abril.

No último mês, os gastos aumentaram e chegaram a soma de R$ 12.530,30 mil.

Os valores fazem parte da cota parlamentar, que é destinada aos deputados estaduais para ser usada em combustíveis, alimentação, hospedagem, telefonia, pesquisa e trabalhos técnicos. A verba é uma regalia aos políticos e é custeada com dinheiro público.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Coach em relacionamento vira réu por agressão contra ex-namorada em São Luís

A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público do Maranhão contra o youtuber e coach de relacionamento Fabiano Góes por agressão contra a ex-namorada. Segundo a Polícia Civil, o caso aconteceu em fevereiro de 2018, quando a ex-namorada de Curitiba viajou à São Luís e descobriu que era traída. Fabiano nega todas as acusações.

Em depoimento, a mulher – que não teve a identidade revelada – afirmou que conheceu Fabiano em busca de ajuda para um relacionamento anterior e que ele teria orientado o término do relacionamento. Após ela ter ficado solteira, Fabiano começou a mandar mensagens até que os dois começaram a namorar e ficaram juntos por sete meses. O relacionamento era à distância, mas uma vez por mês Fabiano viajava até Curitiba para se encontrar com ela.

Porém, a mulher suspeitou que Fabiano era casado e viajou até São Luís em segredo, durante o carnaval de 2018. Ao descobrir a traição, a mulher foi agredida e chegou a ficar desacordada quando tentava ligar para a esposa dele e informar as traições.

Fabiano foi intimado a prestar depoimento na Delegacia da Mulher e não chegou a ser preso. A Polícia Civil informou ainda que a mulher desconfiava que Fabiano tenha usado o mesmo artifício mais de uma vez porque, a partir da internet, outras mulheres a encontraram dizendo que também foram enganadas.

Sobre a Justiça ter aceitado a denúncia contra ele, Fabiano Góes informou que nega todas as acusações.

“Até o momento, o que se sabe sobre este assunto é muito unilateral, apenas a versão da ‘suposta vítima’. Eu próprio não tenho muito interesse em falar sobre este assunto, já que isto acaba afetando minha família, etc. No entanto, sendo aberto um processo, terei o lugar certo para mostrar todos os elementos que não tem sido apresentados, com as devidas documentações”, diz Fabiano.

Youtuber e coach em relacionamento

Na internet, Fabiano Góes se apresenta como neuropsicanalista e coach de relacionamento. No Youtube, ele possui quase 300 mil inscritos e descreve seu canal como “um canal para aquela que pretende ser AMADA DE VERDADE (sem armadilhas ou enganações), para quem acredita no poder infinito da psique e pretende desenvolver uma personalidade forte, confiante e verdadeiramente atraente. Enfim, qualquer mulher que queira elevar seu poder de conquista e desenvolver uma personalidade que seja naturalmente atraente, encontrará aqui ferramentas e informações absolutamente preciosas”

Fabiano também vende pela internet um pacote com vídeo-aulas em que promete ensinamentos para o desenvolvimento pessoal e treinamento da mente para um controle pleno do ser humano.

Do G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.