Política

São Luís: quem te viu, quem te vê!

Prefeito-Edivaldo-Holanda-Júnior1

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior

Quem vê a cidade de São Luís nos dias atuais não imagina o passado feliz e glorioso que já teve. A capital maranhense, que recebeu fortíssima influência do continente europeu, viveu sua fase de ouro na economia no século XVIII; período no qual a capital se sobrepôs às demais cidades brasileiras pela produção cultural e literária. Também foi nessa fase que se destacou pelo calçamento e iluminação impecáveis.

Infelizmente, as glórias do passado ficaram para trás e o que se ler nas ruas está bem distante do que imaginava o poeta Bandeira Tribuzzi, quando compôs o Hino de Louvação a São Luís. O cenário do século XXI não traz nenhuma conexão com os momentos áureos vivenciados pela capital maranhense.

Essa ótica alterada se deve aos gestores descompromissados e irresponsáveis que conduzem São Luís ao caos, sem qualquer ressentimento. O atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior, tem prestado um desserviço aos ludovicenses, prejudicando-os com uma má administração, que não atende sequer as demandas básicas da saúde, educação, infraestrutura e transporte.

A administração de Edivaldo Holanda Júnior tem sido um verdadeiro fracasso. Isso deve-se também, aos secretários anêmicos escolhidos por ele. Uma das pastas mais confrontadas, por inúmeras reclamações fundamentadas, é a de Obras e Serviços Públicos, comandada de forma arbitrária pelo secretário Antônio Araújo.

A Secretaria de Trânsito e Transporte, que tem como titular Canidé Barros, é outra que não consegue desenvolver uma ação eficaz e prática, muito pelo contrário tem deixado, e muito, a desejar; prova disso foi o reajuste da tarifa de ônibus, no último dia 25. Outro secretário apagado e que não entende nada de gestão pública é Lula Fylho, à frente da Secretaria de Governo. Ninguém sabe o que ele faz, nem ele mesmo.

O caos se estende também as demais áreas. Não se pode deixar de falar das péssimas condições das escolas e dos hospitais do Município. O Hospital da Criança, por exemplo, está passando por uma reforma que não tem fim. Parece que o prefeito pretende entregá-lo só no período bem próximo ao pleito, que acontecerá em outubro, onde vai tentar sua reeleição descabida.

Portanto, o momento atual vivenciado pela cidade de São Luís é crítico e triste. A capital que vivenciou momentos de ouro no século XVIII, vive no século XXI a fase da lama, do caos e das frustrações.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Secretário de São Luís lança indireta contra jornalista

O secretário do prefeito Edivaldo Holanda, Lula Fylho, anda venenoso no twitter. Em uma de suas últimas postagens ele é extremamente mal educado ao lançar indiretas contra algum jornalista que solicitou se reunir com o prefeito.

O titular da secretaria de Governo foi à rede social e expôs a situação, mas sem tocar no nome do tal profissional.

“Tem jornalista que pede reunião com o prefeito pra fazer ‘pedido’. Eu não marco, aí ele diz que eu não entendo de política. Povo engraçado”, publicou no twitter.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Secretário de São Luís se fantasia de autoridade dois dias após manifestações

O secretário municipal de governo da prefeitura de São Luís, Lula Fylho, comentou que a Prefeitura teria disposição a receber e dialogar com os manifestantes que pararam as principais ruas do centro na semana passada para defender o reajuste da tarifa de ônibus.

A foto bizarra mostra o secretário ladeado por outros membros da equipe de governo de Edivaldo Holanda Júnior na frente da Prefeitura, como se estivessem esperando os manifestantes, que não apareceram.

O curioso é que nos dias em que os protestos pegaram fogo em São Luís, nem ele, nem o prefeito e nenhum outro secretário deram as caras para atender as reivindicações dos estudantes, pelo contrário, eles correram, fecharam toda a prefeitura e colocaram a tropa de choque da Guarda Municipal a postos para tentar impedir a aproximação dos estudantes. Sem falar da Polícia, que foi para cima dos manifestantes com armas em punho.

Desse jeito é fácil…


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Flávio Dino e Lula Fylho discutem oportunidades para São Luís

Cultura, história, culinária, artesanato, infraestrutura turística. Todos estes temas foram pautadas de debate entre Flávio Dino (presidente da Embratur) e Lula Fylho (Secretário Municipal de Turismo de São Luís) para definição de estratégias que dinamizem o turismo internacional na capital. Em parceria com outras cidades do Maranhão e do Norte/Nordeste, a ideia é preparar São Luís para receber turistas estrangeiros a partir de investimentos feitos em qualificação e na atração de turistas através de divulgação internacional dos atrativos do Maranhão.

Dando início à série de iniciativas neste sentido, São Luís receberá a visita de Mônica Rangel, presidente da Associação Brasil à Mesa. Na programação promovida pela Embratur em parceria com a Setur, Monica conhecerá os principais atrativos de São Luís e de Barreirinhas, desfrutando dos principais sabores maranhenses.

“A Embratur incentiva hoje a disseminação da gastronomia como produção associada ao turismo. A intenção é incentivar que produtos regionais e típicos de cada região sejam apresentados ao visitante como parte do turismo cultural. Esse modelo fortalece as cadeias de produção locais, que vão desde o cultivo dos ingredientes (no caso do Maranhão a vinagreira, a pesca, o caju, a juçara, entre tantos outros) e chega até o produto final, que é o prato à mesa,” exemplificou.

Na conversa com Lula Fylho, Flávio Dino enfatizou ainda a necessidade do município em estreitar laços com cidades que serão sede da copa do mundo de 2014. Entre outras oportunidades de crescimento, está o roteiro associado de turismo em São Luís e Barreirinhas, cidades com atrativos diferentes e complementares.

“São Luís tem diversos atrativos. É uma cidade patrimônio histórico, estamos próximos de uma das cidades sede da copa que é Fortaleza. Portanto, temos uma avenida de oportunidades à nossa frente. A partir daí, devemos estruturar ações concretas que resultem em ganhos que sejam percebidos pelo trade turístico e que possa oportunizar aos turistas boas experiências e gerar uma imagem positiva da capital”, explicou Dino.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.