Cidade

Geraldo Castro pretende colocar no olho da rua professores grevistas

Geraldo Castro

Geraldo Castro

Em meio a crise no setor educacional da gestão de Edivaldo Holanda Júnior (PTC), o secretário de Educação de São Luís, Geraldo Castro, pretende retaliar alcatroeis da qual ele mesmo pertence: a dos professores.

Esquecendo de suas origens, Castro vai descontar da folha de pagamento dos professora que estão de greve há 105 dias e acorrentados na prefeitura

Além disso, ele ameaça com processo administrativo enquadrar os educadores como abandono e descumprimento de decisão judicial. Ou seja, colocar no olho na rua.

O sindicato pleiteava na justiça que proibisse o município de proceder ao desconto nos vencimentos dos servidores em greve, bem como instaurar qualquer procedimento administrativo que tivesse por fundamento a ausência de trabalho por adesão á greve.

Portanto, o secretário Geraldo Castro não passa de uma vergonha para os milhares de professores.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.