Poder

Movimento LGBT pede expulsão de deputado no PCdoB e cassação na Assembleia

Fernando Furtado.

Fernando Furtado.

Após o deputado estadual Fernando Furtado (PCdoB-MA) chamar em discurso no dia 4 de julho no município de São João do Caru, índios de “bando de veadinhos”, o Grupo Gayvota, organização não governamental que trabalha na defesa dos direitos dos gays, lésbicas, travestis e transgêneros de São Luís, denunciou o caso para Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legistativa do Maranhão.

Os Grupo Gayvota, Solidários Lilas de Ribamar e Flor de Bacaba, assinaram representações como lideres do Movimento LGBT. Eles protocolaram no Conselho de Ética da Assembleia pedindo a cassação do parlamentar e, consecutivamente, foi protocolado no Partido Comunista do Brasil (PCdoB) pedindo a expulsão.

O discurso infelizmente do deputado Fernando Furtado também motivou a Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, Caricas e a Pastoral da Terra a formalizarem representação cobrando do Poder Legislativo.

O parlamentar chegou a emitir nota se desculpando e reiterando que trabalha sempre a serviço da população maranhense, sem distinção de raça, gênero ou religião. “Venho a público fazer uma retratação formal em relação aos indígenas, homossexuais, ao PCdoB e a todo o povo do Maranhão”.

Em nota, o partido do governador Flávio Dino, repudiou as declarações do parlamentar que ofendem não apenas índios e homossexuais, como também a história e o programa do Partido Comunista do Brasil, sempre à frente das lutas pela garantia da igualdade e dos Direitos Humanos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Atendimento à população ‘LGBT’ é motivo de preocupação

A Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), discutiu estratégias voltadas ao aperfeiçoamento do atendimento envolvendo os direitos da população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais).

Na ocasião, o superintendente do sistema de atendimento ao público, da DPE/MA, José Ribamar Sousa Filho, explicou que os servidores são orientados a utilizar o nome social das travestis para sua identificação, e que eventuais ajustes no atendimento têm sido feitos à medida que os problemas são observados.

O coordenador do grupo Gayvota, Carlos Alberto Lima, lembrou que a DPE é hoje a única instituição que oferece atendimento especializado ao público LGBT no estado. “O órgão mais uma vez inova quando chama a sociedade civil para discutir como aprimorar essa assistência. Trata-se de uma demonstração de respeito a esse público”, avaliou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Rose Sales, homofobia ou religião?

Vereadora Rose Sales .

Vereadora Rose Sales

Em sessão realizada hoje (02) na Câmara Municipal de São Luís, a vereadora Rose Sales (PCdoB) foi duramente criticada pelo vice-líder do governo, o vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), após a comunista pedir que os vereadores votassem a favor da proposta de sua autoria em que concede Título de Cidadão Ludovicense ao então pastor Silas Lima Malafaia, o vereador Ivaldo Rodrigues questionou a proposta da religiosa Rose Sales, por dois motivos, o primeiro: Silas Malafaia é totalmente contra os movimentos LGBT, segundo: não tem nenhum tipo de projeto social em prol da população de São Luís.

Silas Malafaia em outdoor

Silas Malafaia em outdoor

Na sua pagina do facebook, o pastor teria dito que “homossexualidade é aberração”. Hoje Silas Malafaia se tornou o inimigo número 1 dos movimentos LGBT

A comunista alegou que o pastor Silas Malafaia não é homofóbico, apenas segue as palavras bíblicas, “a minha profissão de fé eu não nego”, diz Rose Sales.

Silas Malafaia está de malas prontas e chega a São Luís no dia 19 deste mês onde realizará encontros religiosos da cruzada evangelística vida vitoriosa para você, nos dias 20 e 21, no Aterro do Bacanga.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.