Poder

Leonardo Sá gastou R$ 35 mil em combustíveis em 3 meses

Estreante na Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado estadual Leonardo Sá (PRTB) vem gastando cifras altíssimas dos cofres públicos.

Em pesquisa no Portal da Transparência, o Blog do Neto Ferreira apurou que o parlamentar usou cerca de R$ 35,4 mil em combustíveis e lubrificantes em apenas 3 meses. Os gastos foram registrados em fevereiro, março e abril.

No último mês, os gastos aumentaram e chegaram a soma de R$ 12.530,30 mil.

Os valores fazem parte da cota parlamentar, que é destinada aos deputados estaduais para ser usada em combustíveis, alimentação, hospedagem, telefonia, pesquisa e trabalhos técnicos. A verba é uma regalia aos políticos e é custeada com dinheiro público.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Leonardo Sá possui duas filiações partidárias em Pinheiro

Leonardo-Sá

O candidato a prefeito de Pinheiro, Leonardo Sá (PCdoB), tem dupla filiação partidária, segundo afirmam certidões extraídas do site da Justiça Eleitoral.

O médico é filiado no Partido Democrático Trabalhista (PDT) e também mantém uma filiação no Partido Comunista do Brasil (PCdoB), pelo qual lançou a sua candidatura a prefeito com o apoio do governador Flávio Dino.

Segundo a nova Lei 12.891/2013, é necessário que o candidato comunique ao juiz da respectiva Zona Eleitoral para que haja o cancelamento imediata da primeira filiação partidária. “O cancelamento imediato da filiação partidária verifica-se, dentre outros, nos casos filiação a outro partido, desde que a pessoa comunique o fato ao juiz da respectiva Zona Eleitoral. Havendo coexistência de filiações partidárias, prevalecerá a mais recente, devendo a Justiça Eleitoral determinar o cancelamento das demais”, dispôs a Lei.

No entanto, Leonardo Sá ainda não comunicou a sua desfiliação do PDT à Justiça, haja vista que o seu nome ainda aparece como filiado ao Partido Democrático Trabalhista. Desse modo, o candidato do PCdoB corre o risco de perder a sua candidatura.

O Blog procurou o médico que informou, por meio de nota, que possui única filiação e que é presidente municipal do PCdoB. Veja abaixo o esclarecimento:


O candidato a prefeito de Pinheiro Dr. Leonardo Sá (PCdoB) vem a público esclarecer que possui única filiação ao Partido Comunista do Brasil. No diretório do PCdoB de Pinheiro, Leonardo Sá exerce a função de presidente municipal.

Leonardo Sá informa ainda que está desfiliado do PDT, conforme comunicado oficial feito à Justiça Eleitoral, seguindo todos os trâmites legais, comprovado pela certidão anexa.

O candidato se coloca à disposição para quaisquer outros esclarecimentos.

Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação – Leonardo Sá

Leonardo

Leonardo1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Luciano Genésio lidera pesquisa de intenção de voto em Pinheiro

O superintendente de Articulação Política do Governo, Luciano Genésio (SD), lidera, na cidade de Pinheiro, pesquisa de intenções de voto para prefeito, em todos os cenários analisados pelo Instituto Exata de Opinião Pública.

Em um deles, Luciano estabelece uma vantagem de 12 pontos percentuais sobre o prefeito Filuca Mendes (PMDB). O instituto entrevistou 503 pessoas entre os dias 02 a 05 de junho.

No cenário estimulado, somente com os nomes de Luciano, Filuca Mendes e Leonardo Sá (PDT), o superintendente tem 40 porcento das intenções de voto, contra 28 do peemedebista e 23 porcento do pedetista.

Genésio também lidera com 54 porcento no confronto individual com Filuca que possui apenas 33 porcento. Em um terceiro cenário Luciano derrota com 52 porcento Leonardo Sá, que obtêm 33 porcento.

Rejeição

A pesquisa Exata de Opinião Pública avaliou também que Filuca Mendes é o mais rejeitada pela população de Pinheiro, com 39 porcento, Zé Arlindo aparece com 24 porcento e Leonardo Sá é o menos rejeitado com 7 pontos percentuais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.