Poder

Ribamar Alves afirma que eleição do PSB foi fraudada

O deputado federal Ribamar Alves classificou ontem de “fraude” a eleição do Diretório Estadual do PSB, que reelegeu o advogado José Antonio Almeida presidente. O congresso foi realizado sábado, no auditório da Assembleia Legislativa. O deputado afirmou que José Antonio aproveitou o horário do almoço, quando a maioria dos delegados estava fora da reunião, “para colocar seu nome como candidato e se declarar presidente”.

Ribamar Alves, reclama da eleição do PSB

Ribamar Alves, reclama da eleição do PSB

“José Antonio com o grupelho dele é useiro e vezeiro em fraudar, usar manobras e subterfúgios para se locupletar. Em 2005, ele fez um congresso no Sesc e o ex-governador Miguel Arraes (já falecido) detonou. Em 2008, fez uma eleição da Executiva e o Eduardo Campos (atual presidente do PSB) anulou”, disse.

Ribamar Alves disse ter dado entrada em requerimento na quarta-feira passada, no Diretório Nacional do PSB, denunciando antecipadamente a “fraude”. Ele alega que o adversário montou diversas comissões provisórias em várias cidades do Maranhão sem ouvir o diretório com o único objetivo de fazer com que os presidentes dessas instâncias votassem nele.

Por isso, não participou do congresso. O presidente do Diretório Municipal de São Luís e pré-candidato a prefeito, Roberto Rocha, também não compareceu.

Durante a eleição, sábado, houve muita confusão, bate-boca e empurra-empurra. O militante de Imperatriz Raimundo Nonato Silva disse ter sido “agredido verbalmente” por José Antonio ao protestar contra a atitude “antidemocrática” nem todo processo eleitoral. Ele afirmou que vários delegados da cidade e do sul do Maranhão não votaram porque estavam almoçando no momento da votação.

Fracasso – Ribamar Alves afirma que a eleição de José Antonio está “fadada ao fracasso porque ele aproveitou o momento do almoço e se autoproclamou presidente”. “Foi um processo totalmente viciado, prostituído e fraudado. É por isso que ele não se elegeu a mais nada. Só foi eleito deputado federal porque o Ricardo Murad (deputado estadual licenciado e secretário de Saúde) o elegeu (na década de 1990)”, avaliou.

Segundo o parlamentar, depois de eleito, o presidente compôs a executiva da legenda com “a irmã dele, o filho dele, os amigos dele, e os Tavares (o ex-governador José Reinaldo e um preposto do deputado estadual Marcelo Tavares)”.

Durante o congresso, José Antonio minimizou as críticas e disse que iria trabalhar pela unidade do PSB.

Do Estado do Maranhão


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.