Política

Prefeito cobra medidas para reforçar segurança em São Mateus

O prefeito de São Mateus, Hamilton Nogueira Aragão, o Miltinho (PSB), esteve reunido na última terça-feira (10), com o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, ocasião em que manifestou preocupação com relação aos índices de violência que atingem a cidade nos últimos dias. O prefeito estava como uma comitiva bem representativa, como vereadores, padre, pastor, Associação Comercial, familiares de vitimas.

Prefeito Miltinho ao lado do secretário de Segurança Pública.

Prefeito Miltinho ao lado do secretário de Segurança Pública.

O chefe do executivo são-mateuense reforçou ao secretário de Segurança a importância de fortalecer a estrutura das polícias Civil e Militar e, com isso, garantir um pouco mais de tranquilidade à população, que anda assustada com a incidência de crimes praticados atualmente.

— É preciso que tenhamos nossas polícias cada vez mais fortes e atuantes e para que isso ocorra, é de fundamental importância equiparmos os policiais [civis e militares] e darmos condições dignas de trabalho a esses bravos guerreiros, que no dia a dia enfrentam diversas situações de risco para proteger a população, — disse Miltinho, durante o encontro com Portela.

Um dos pontos abordados pelo prefeito foi com relação a instalação de uma Companhia Independente para aquele município.

— Uma das propostas que estamos sugerindo para ajudar no combate à violência é a instalação de uma Companhia Independente em São Mateus, pois já estamos chegando a 50 mil habitantes e, juntando com a população do município vizinho, temos cerca de 80 mil pessoas nas duas cidades — declarou o prefeito, informando que nos últimos dias foram cinco assassinatos em 48 horas. Ou seja, uma situação que, segundo ele, abalou os moradores daquela região.

O secretário Jefferson Portela classificou o encontro com o prefeito de São Mateus como positivo e afirmou que às reivindicações para a região serão prontamente atendidas já que o governador Flavio Dino autorizou a nomeação de delegados e a compra de novas viaturas para atender as necessidades da população da capital e do interior.

— O governo está empenhado no sentido de promover a paz e reduzir os índices de violência no Maranhão. O objetivo do encontro de hoje é buscar a redução dos índices de criminalidade no Estado, — explicou o secretário Jefferson Portela, que também anunciou a realização de uma audiência pública em até 30 dias para debater as ações realizadas na cidade de São Mateus.

MAIS SEGURANÇA

Ainda durante o encontro com o secretário de Segurança do Maranhão, o prefeito Miltinho Aragão defendeu um combate veemente à criminalidade e afirmou que saiu convicto de que o governador Flávio Dino vai ampliar as ações na segurança que a curto, médio e longo prazo, estará alcançando não só a capital, mas o interior do estado.

— Saio convicto juntamente com o grupo que está representando a cidade, que o estado está atendendo o clamor da população e que os resultados virão nos próximos dias, que a população pode ficar certa de que tem um prefeito preocupado, pois houve uma inquietação pessoal desde que soube destes acontecimentos violentos na cidade. Nós não vamos arredar na cobrança da punição dos culpados pela violência em nossa cidade, pois estamos em parceria com a Secretaria de Segurança e com o Governo, para que tome todas as medidas necessárias. O Poder Judiciário está envolvido nesta ação, com o promotor e juiz da cidade. São estas parcerias que vão nos ajudar a tomar decisões enérgicas para que a população se sinta mais segura, — concluiu Aragão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Em Maracaçumé, vai às ruas pedir mais segurança

Maracaçumé, cidade de quase 20 mil habitantes, saiu as ruas nesta segunda-feira, dia 09, para cobrar segurança pública de qualidade.
A cidade vive uma onda de assaltos nunca antes visto. É uma moto roubada por dia, sem falar nos celulares. As pessoas estão inseguras. Boa parte não quer mais sair de seus lares e quando sai (de moto) não sabe se retorna com ela ou com o celular no bolso.

Foi por causa disto que essa mobilização foi organizada de forma pacifica e contou com a presença da sociedade civil e lideranças políticas.
Diferente do que a gestão andou pregando, essa atitude não tem nenhum cunho político. O objetivo principal da manifestação foi cobrar por mais segurança das autoridades competentes e isso inclui o poder judiciário e executivo.

Dentre as reivindicações é a abertura de vagas no concurso público para Guarda Municipal. A Guarda não é renovada desde 2003. A polícia militar não consegue resolver tudo sozinha é necessário o auxílio constante, da guarda, para trabalhar na prevenção.

A sociedade de Maracaçumé espera mudança na segurança e que não seja necessário outra manifestação para expor as mazelas da cidade. Que haja uma união das força em prol do município.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Em 2015, já foram registrados mais de 645 homicídios, em São Luís

Nos primeiros dez meses de 2015, foram registrados 647 homicídios na Região Metropolitana de São Luís, de acordo com dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-MA). O número representa uma queda de 11% se comparado ao ano passado, quando foram registrados 723 homicídios.

Ainda segundo o órgão, somente em outubro, foram registrados 56 homicídios na Região Metropolitana de São Luís. Uma queda de 14% em comparação com igual período do ano passado, que registrou 68 ocorrências.

Segundo o repórter Domingos Ribeiro, da rádio Mirante AM, foram registradas 77 mortes no mês de outubro. Além dos 56 homicídios dolosos, também foram registradas cinco lesões corporais seguidas de morte, quatro latrocínios, sete mortes em tiroteios e quatro mortes a serem esclarecidas e uma morte posterior. (Do Imirante).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Presa quadrilha que roubou bancos no Maranhão

Uma operação em conjunto da Polícia Militar do Maranhão e Polícia Militar do Piauí, efetuou a prisão na cidade de Timon de bandidos fortemente armados.

O bando é acusado de promover pânico e assaltar agências dos Bancos do Brasil e Hradesco na cidade de Passagem Franca, na madrugada de sexta-feira.

Com eles foram apreendidos fuzis, pistolas de uso exclusivo dos militares, munições, pregos e ouriços usados para furar os pneus da viaturas durante perseguição.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Parques da cidade oferecem insegurança a pedestres

Em alguns parques da cidade, a insegurança pública trás desconforto entre bricantes e moradores da área. Os dois parques mais apontados pela população de São Luís são: Parque Temático Quinta do Diamante e o Parque do Rio das Bicas.

A pouca iluminação e a falta de patrulhamento da polícia civil na área, são os principais motivos apontados pelos frequentadores como as principais causas para a insegurança.

“A segurança é muito fraca e com essa onda de presos fugindo de Pedrinhas as coisas só tendem a piorar. A escuridão e os matos traz desconforto pra qualquer cidadão que passa nessa área. Ja fiquei sabendo de vários casos de assalto e infelizmente não podemos contar com o apoio dos policiais”, relata um pedestre.

Alguns moradores afirmam que a movimentação de crianças brincando na rua é o único motivo que diminui o medo das pessoas, pois a rua não fica totalmente deserta.

Parque do Rio das Bicas o clima não é tão assustador, porém no inicio da noite poucas pessoas fazem caminhada no local e quando há, quase sempre, estão sempre acompanhados. Durante horas da noite, dar para perceber que não existe passagem de monitoramento de viaturas policiais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Policiais não conseguem combater violência no Centro Histórico

O Centro Histórico de São Luís é um local onde a insegurança é servida de prato cheio. Um dos pontos turísticos mais visitados por turistas oferecem péssimas condições em estrutura e segurança.

Apesar de ser uma área monitorada por aproximadamente 22 câmeras implantada pela prefeitura há mais de um ano, a região vem registrando alto número de ocorrências. Entre os meses de março e julho foram registrado 90 casos de assaltos, o que trás medo aos visitantes da área.

“Antigamente as pessoas poderiam visitar essa área com um pouco mais de tranquilidade, mas hoje em dia não. Tinha um posto policial só que simplesmente tiraram. Roubos aqui são constantes, acho que acontece de 20 em 20 minuto e me sinto envergonhada pela imagem que se passa aos turistas”, relata uma vendedora de bombons.

Além dos assaltos, algumas pessoas relatam a grande venda de drogas no local. Por isso, a Secretaria de Segurança do Estado do Maranhão resolveu que um batalhão da PM será construído na Cracolândia, para reforçar a vigilância e o combate à violência urbana.

Segundo informações, o policiamento na área é precário e há, apenas, 7 policiais fazendo ronda de moto.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Via Expressa traz insegurança a motorista no período da noite

A Via Expressa foi criada para ser um refúgio dos grandes engarrafamentos de São Luis, porém se tornou mais um grande problema a população.

Uma das maiores avenidas da capital passa a maior parte do dia com pouca movimentação, principalmente a noite o que trás medo aos motoristas que passam diariamente no local. Segundo alguns motoristas a ação de criminosos não são constantes, porém alegam que com a insegurança pública que a cidade se encontra não se pode mais confiar muito na sorte.

“É importante a presença de policiais na avenida dando suporte e fazendo revistas, ainda mais quando se trata de uma via cheia de matos como essa. A violência na cidade aumenta constantemente e alguma coisa deve ser feita para tranquilizar a população”, relata um motorista.

Com a chegada da noite, as luzes se apagam e o percurso ainda mas perigoso. Os policiais dão assistência em alguns dias, apenas, o que deveria acontecer diariamente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Bandidos assaltam lotérica de Apicum Açu

No município de Apicum Açu – MA, a segurança pública está bastante carente. Os habitantes afirmam que na pequena cidade existem apenas dois policiais e uma viatura.

Na madrugada desta sexta-feira (22) um grupo de ladrões, por volta das 3 horas da manhã, assaltaram uma lotérica levando o valor de R$ 13.000,00 (treze mil reais).

Segundo informações, a quadrilha entrou pela parte dos fundos do estabelecimento, em um buraco feito por eles mesmo e saquearam s agência do município. Um caso que deixou a população chocada.

Um outro fato que contribui no descaso da segurança do município é a falta de iluminação, que facilita a ação dos assaltantes e acaba provocando acidentes irreparáveis.

Há um mês atrás, por conta da iluminação precária no município, um rapaz atropelou e matou um menino de 3 anos, que foi identificado como Eduardo, filho da vereadora Girle Monteiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Insegurança nos coletivos gera medo na população

A cada dia, a população de São Luís faz reclamações a respeito da insegurança nos transportes públicos da capital.

A insegurança nos coletivos é apenas mais uma de várias reclamações dos usuários de transportes público, além dela, os mesmos se queixam dos ônibus velhos e superlotados por falta de frotas na cidade.

A noite, é o melhor horário para ação de ladrões dentro dos coletivos em alguns pontos da cidade. Na área do Itaqui Bacanga, os moradores vivem amedrontados com essa situação diariamente.

“Qualquer ônibus que pegarmos nessa cidade estamos correndo risco, hoje em dia não adianta de muita coisa sair prevenido. A insegurança em São Luís é um caos”, relata Lucas Martins, estudante.

Nos seis primeiros meses do ano de 2014 foram registrados 117 assaltos a coletivos na Região Metropolitana de São Luís, dois a menos que no ano passado. As áreas mais perigosas são: Monte Castelo, Vila Itamar e Ipase.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Violência no Fumacê causa espanto em moradores

Os moradores bairro do Fumacê, na região Itaqui-Bacanga, estão amedrontados com a violência da área. O mais comum de se ver no bairro, hoje em dia, são as vendas e alugueis de casas dos próprios donos que querem, de qualquer forma, sair da comunidade por conta da violência nas últimas semanas, no entanto não conseguem encontrar compradores.

O motivo da violência é a disputa de pontos de vendas de drogas por gangues da área e, segundo alguns moradores, o tiroteio entre as mesmas é constante.

“É muito complicado para nós que moramos aqui, as vezes não podemos nem abrir as portas de casa que temos uma surpresa diferente. Tem uma certa hora da noite que todos ficam em suas casas porque os bandidos tão o toque de recolher”, diz moradora que não quis se identificar por motivos de segurança.

Os moradores, que já não aguentam mais viver com medo, exigem algo rápido do órgão responsável pois a todo momento alguém sofre injustamente pelo desequilíbrio dos bandidos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.