Poder

Medo e revolta rondam os moradores de Pirapemas

presos

Aonde vamos parar com tanta violência e crueldade? Esse questionamento vem à tona quando refletimos sobre o fato lamentável registrado na noite da última terça-feira (19), em Pirapemas.

Na ocasião, quatro homens sanguinários quase põem fim a vida de seis pessoas inocentes, no Povoado Tiquaras. Os criminosos foram com a intenção de roubar a casa, mas como não encontraram nada de valor decidiram trancar as vítimas em um depósito e atearam fogo no local. Um dos bandidos ainda foi atingido com as chamas.

Foram atingidas pelo fogo três pessoas da mesma família. Uma das vítimas – Raimundo da Conceição Frazão, de 55 anos – teve 90% do corpo queimado, sendo transferido para unidade de saúde em Goiânia, onde se submete a tratamento. Duas outras vítimas, que tiveram queimaduras de segundo grau – estão internadas no Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, em São Luís.

Na manhã desta quarta-feira (20), a Polícia Militar prendeu dois suspeitos: Antônio da Silva Cruz, de 27 anos, morador de Pirapemas; e Adriano Rocha Nunes, de 23, morador de Santa Rita. Os outros dois envolvidos ainda foram presos.

A Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) enviou reforços para a cidade para somar na solução do caso e impedir invasão à delegacia onde se encontram os suspeitos. “Estamos reunindo todos os esforços para solucionar esse caso e reforçamos o policiamento para a cidade, inclusive com apoio do Grupo Tático Aéreo. Os envolvidos não ficarão impunes pela crueldade cometida com estas famílias”, enfatizou o titular da SPCI, Dircival Rodrigues.

O ato de maldade cometido contra essa família revolta e preocupa a população de Pirapemas, que está com medo da violência e perplexos com o fato.

2016-07-20-photo-00000013


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.