Crime

Homem é preso suspeito de estuprar sobrinha de 6 anos em Imperatriz

O quinto caso de estupro na Região Tocantina em menos de 10 dias, foi registrado no começo da noite dessa terça-feira (23). O suspeito, identificado como Francisco das Chagas Barros dos Santos, é suspeito de estuprar uma sobrinha de apenas seis anos.

O caso aconteceu no Bairro Bacuri. Mãe e lha vieram da cidade de Montes Altos, para consulta médica, as duas se hospedaram na casa da irmã, que encontra viajando. Na casa só estava o homem.

A violência teria acontecido quando a criança teria entrado no quarto, onde estava o tio. Minutos depois a garota retornou correndo para braços da mãe e contou o que o tio tinha feito com ela. A criança foi levada para Hospital da Criança.

O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar a mãe e lha, juntamente com o suspeito ao Plantão Central da Polícia Civil. Em depoimento, o homem disse que a sobrinha teria pedido para praticar ato libidinoso.

Francisco das Chagas foi autuado em flagrante pelo crime de Estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A. Ele foi levado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI), antiga CCPJ, onde vai ficar à disposição da Justiça.

Do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Homem é preso após estuprar idosa de 78 anos em Imperatriz

Uma idosa de 78 anos foi vítima de estupro no domingo (22) em Imperatriz. Um vizinho dela identificado como Welison Cavalcante foi preso após confessar o crime.

O crime aconteceu na casa da idosa e o agressor tinha passado a madrugada bebendo com um filho dela e pela manhã aproveitou o momento que ele saiu de casa para cometer o crime.

Welison que tem 29 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar. Roupas íntimas dele e uma faca foram encontradas no quarto da idosa que não teve a sua identidade revelada.

A idosa foi levada para o Instituto Médico Legal (IML) onde fez exame de corpo de delito. O delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão, disse que Welison confessou que teve relações sexuais com ela e os exames confirmaram que houve violência sexual.

“Ele confessou ao ser conduzido para a delegacia que manteve relações sexuais com a idosa. Agora a única ressalva que ele prestou foi que essas relações teriam sido consentidas, mas pelo o que foi circunstanciado não houve nenhum tipo de consentimento e, inclusive, o próprio exame do IML comprova que houve traços de violência”, contou o delegado.

Do G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Cardiologista é preso acusado de estuprar paciente dentro de consultório

O médico cardiologista Claumir Simões foi preso preventivamente na manhã desta sexta-feira (20), por determinação do Ministério Público, enquanto prestava escurecimento de um estupro que teria cometido, no mês de junho, em Imperatriz.

Ele é acusado de abusar sexualmente de uma paciente dentro do consultório do posto de saúde, do bairro Três Poderes, onde trabalha.

A mulher é uma paciente de aproximadamente 40 anos. Os detalhes do crime não foram revelados, pois o processo segue em segredo de Justiça. Mas para a promotora de Justiça, Raquel Chaves, não há dúvidas quanto a autoria do crime praticado pelo médico.

Claumir Simões, que foi ouvido pela segunda vez nesta sexta-feira, nega o envolvimento. Mas para a Justiça, as provas são condutemos. “Foram feitas diversas perícias, pelo Incrim. Não há nenhuma dúvida de que ele foi o autor desse fato criminoso. A investigação está concluída. Há indícios seguros de materialidade”, ressaltou a promotora.

Após o cumprimento ao mandado de prisão, o médico foi encaminhado para o Instituo Médico Legal (IML), para procedimentos cabíveis, e em seguida para a Unidade Prisional de Davinópolis, onde vai ficar à disposição da Justiça.

Do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Imperatriz vai torrar R$ 1 milhão em viagens

R$ 1.000.000,00 (Um milhão de reais). Esse é o valor exato que a Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria de Administração e Modernização, vai pagar para a empresa WC Viagens e Turismo Ltda-ME, localizada em Açailândia.

O contrato milionário tem como objeto a prestação de serviços de agenciamento de viagens, compreendendo a emissão, remarcação e cancelamento de passagens aéreas (nacionais e internacionais).

De propriedade de Sid Cléia Carvalho Gonçalves e Weslany Oliveira Araújo, a WC Viagens ficará à disposição da Prefeitura pelo período de 4 de outubro de 2017 a 4 de outubro de 2018.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Sem licitação, Prefeitura de Imperatriz contrata empresa Ratrans por R$ 2 milhões

A Prefeitura de Imperatriz firmou um contrato milionário com a empresa Rio Anil Transporte e Logística Ltda (Ratrans), localizada em São Luís.

O acordo contratual celebrado em caráter emergencial, ou seja, sem licitação, tem como objeto a prestação e exploração de serviço público de transporte coletivo urbano e rural de passageiros de Imperatriz.

O valor que será pago à Ratrans, de propriedade de José Gilson Caldas Neto e Maria da Conceição Ferreira, é R$ 2.000.000,00 (Dois Milhões de reais).

O contrato tem validade apenas por 180 dias e foi firmado em 9 de outubro de 2017 pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte de Imperatriz.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Criminosos invadem Hospital Macrorregional de Imperatriz e atiram contra segurança

assalto

Na noite da última terça-feira (26), dois homens armados invadiram o Hospital Macrorregional de Imperatriz e atiraram contra um vigilante.

O vídeo abaixo mostra a ação dos bandidos. Eles chegaram em uma moto, adentraram a unidade hospitalar, um homem se levanta para fechar a porta, e em seguida, um dos criminosos dispara contra o segurança, que revidou.

A dupla se evadiu do local imediatamente.

O Serviço de Inteligência da Polícia Militar de Imperatriz já iniciou as buscas para localizar a dupla.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

CTA terá base em Imperatriz e fará cobertura em mais 29 municípios do MA

IMG-20170919-WA0000

N manhã desta terça-feira (19), será lançado o novo projeto do Centro Tático Aéreo (CTA), sob o comando do Coronel Ismael, para a região tocantina, no quartel do 3º Batalhão de Polícia Militar.

A cidade de Imperatriz terá uma base do CTA que atenderá cerca de 29 municípios. Para atender essa demanda, foi feito um aumento no efetivo policial e adquirida mais uma aeronave de asa rotativa (helicóptero).

Com uma equipe do Centro Tático Aéreo – CTA baseada em Imperatriz, e considerando um raio de 100Nm (cem milhas náuticas), que equivale a cerca de 160Km, o serviço Aéreo de Segurança Publica terá uma abrangência de cobertura de 29 municípios, com autonomia de 1 hora de operação nos limites sem necessitar de reabastecimento e beneficiará uma população de mais de 1 milhão de habitantes, nos dias de hoje.

CTA
thumbnail_IMG-20170919-WA0001

O Centro Tático Aéreo é um órgão do sistema de segurança pública que possui em seu bojo estrutural e organizacional uma dinâmica de integração onde é constituído por membros efetivos da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil.
Atualmente possui três helicópteros e dois aviões do tipo Cesnna 210, e que toda essa estrutura de serviço aéreo tem sido amplamente utilizada em apoio às diversas operações, tais como:
– Prevenção e combate ao crime organizado;
– Operações de patrulhamento urbano, rural, ambiental e de fronteiras;
– Escoltas e transportes de presos;
– Buscas e salvamentos;
– Resgates e transportes aeromédicos;
– Ações de mapeamento e monitoramento de áreas(
– Combate e repressão a assaltos a instituições financeiras;
– Transportes de autoridades e pessoal especializado para confecção de perícias tecnico-científicas;
– Combate e repressão ao tráfico ilícito de substâncias entorpecentes, incluindo localização e erradicação de roças de maconha;
– Combate a incêndios florestais, dentre outras.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Construtora Redenção ganha mais 2 contratos de R$ 7,1 milhões em Imperatriz

Após a Justiça suspender contratos da Prefeitura de Imperatriz com a empresa Redenção, a gestão municipal, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, voltou a celebrar acordos milionários com a empreiteira.

Nos dias 21 e 24 de agosto, a Construtora, de propriedade de Luiz Gonzaga Pereira Sousa e João Batista Pereira Sousa, ganhou dois acordos contratuais milionários, sendo um para executar serviços terceirizados de conservação, limpeza, segurança e transporte de natureza continua com a locação de mão de obra; e outro para locação de caminhões com motorista para execução de serviços de manutenção em atendimento à demanda da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

O primeiro contrato foi orçado em R$ 3.551.017,52 (Três milhões quinhentos e cinquenta e um mil dezessete reais e cinquenta e dois centavos) e tem validade de 150 dia.

O segundo tem valor estimado em R$ 3.632.200,00 (Três milhões seiscentos e trinta e dois mil e duzentos reais) e deverá terminar em 4 meses.

No total, a Construtora Redenção vai lucrar R$ 7.183.217,52 milhões.

No final do mês de julho, o Blog do Neto Ferreira publicou mais dois contratos ganhos pela empresa no valor de R$5.401.629,49 milhões e com o mesmo objeto. (relembre)

imperatriz

imperatriz1

imperatriz2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Contratação realizada pela Prefeitura de Imperatriz é suspensa pelo TCE

1483645329-758952266

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA) emitiu Medida Cautelar determinando que o município de Imperatriz realize o sobrestamento da contratação da empresa Nova Control Tecnologia Ltda, e caso já tenha realizado a contratação, não realize pagamentos do contrato decorrente do Pregão Presencial n° 075/2017.

A Medida Cautelar do TCE atende a representação impetrada pela empresa Betha Sistemas Ltda, em virtude de supostas irregularidades existentes no Edital de Pregão Presencial n° 075/2017 – CPL, da Secretaria Municipal de Planejamento, Fazenda e Gestão Orçamentária, cujo objeto é a contratação de empresa capacitada para fornecimento de licença de uso e manutenção de sistema informatizado para gestão de tributos municipais (ISS, IPTU, ITBI e taxas).

Na representação, a empresa Betha Sistema Ltda apontou os seguintes aspectos como irregularidades presentes no edital: potencial direcionamento editalício e superfaturamento; ausência de cláusula que especifique as garantias do órgão licitante em caso de rescisão contratual; ausência de critérios de atualização monetária em caso de atraso nos pagamentos; ausência da fixação dos preços unitários máximos dos itens licitados; ilegalidades na formatação do orçamento estimado dos itens da licitação; ausência do número de servidores a serem treinados e superfaturamento de preços.

As informações da representação foram analisadas pelos auditores da Unidade Técnica de Controle Externo II e pela Supervisão de Controle Externo VIII. Posteriormente, o processo foi enviado ao Ministério Público de Contas (MPC), que se manifestou favoravelmente à concessão da Medida Cautelar.

Na Sessão Plenária de hoje, 13/09, o conselheiro-substituto Antonio Blecaute Costa Barbosa, submeteu o processo à apreciação do Pleno do TCE, que decidiu de forma unânime pela concessão da Medida Cautelar.

O prefeito de Imperatriz, Francisco de Assis Andrade Ramos e o presidente da Comissão de Permanente de Licitação, Luis Gomes Lima Júnior, serão citados pelo TCE e terão quinze dias, a partir da data de publicação da decisão, para apresentarem defesa à Corte de Contas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Procuradoria pede suspensão de licitação da Prefeitura de Imperatriz

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), por meio da Procuradoria da República no município de Imperatriz (PRM/Imperatriz), recomendou à Secretaria de Saúde de Imperatriz(MA) que anule o pregão presencial 052/2017, processo licitatório de aquisição de medicamentos por violações aos princípios da competitividade e isonomia, além da possibilidade de danos aos cofres públicos.

A licitação teve como vencedoras as empresas Dimensão Distribuidora e Distrimed Comércio, ambas com sede em Teresina, PI.

O procedimento visa atender às necessidades da Secretaria Municipal de Saúde; do Hospital Municipal de Imperatriz; do Hospital Infantil de Imperatriz; da Unidade de Pronto Atendimento São José; do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência; do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas e do Centro de Abastecimento Farmacêutico e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis.

Segundo o MPF, a licitação está cheia de vícios, entre eles estão a desclassificação indevida da empresa Droga Rocha Distribuidora de Medicamentos LTDA, com inidoneidade suspensa e a ausência de competição efetiva entre as empresas Dimensão Distribuidora e Distrimed.

De acordo com o procurador da República Armando César Marques de Castro, “o baixo grau de competitividade na licitação impossibilita que a administração pública realize a contratação pela melhor proposta, possibilitando a ‘cartelização’ do processo de valor considerável, que se destina à aquisição de medicamentos para o maior município da região tocantina e referência regional em serviços de saúde”.

A recomendação salienta a violação aos princípios da competitividade e isonomia, além da possibilidade de aplicação indevida de verba pública federal repassada ao município para custeio das ações de saúde.

O pedido foi baseado em nota técnica da Controladoria-Geral da União, que ao realizar a análise da licitação destacou a presença de diversas cláusulas restritivas da competitividade, dentre elas a exigência de CBPDA (Certificado de Boas Práticas de Distribuição e Armazenagem), exigência determinante, dentre outras, para o baixo grau de competição evidenciado.

Outrossim, a Controladoria-Geral da União constatou que as empresas vencedoras das maiores fatias da licitação, ambas oriundas de Teresina/PI, não disputaram preços na maior parte dos 600 (seiscentos) itens objeto da licitação e são usuárias dos serviços do mesmo escritório de contabilidade e apresentaram a documentação do envelope de habilitação na mesma ordem.

O MPF recomenda a anulação do procedimento licitatório em 5 dias. Além disso, considerando a relevância social da licitação, pede um novo processo, adotando o formato de pregão eletrônico e sem a presença de cláusulas restritivas, como forma de ampliar a competitividade, isonomia e possibilitar melhor aplicação dos recursos públicos dentro do prazo máximo de 30 (trinta) dias.

imperatriz3

imperatriz4

imperatriz5


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.