Crime

Amigo de Flávio Dino é preso em Pernambuco acusado de matar 12 pessoas no Maranhão

thumbnail_IMG-20170727-WA0080

Empresário e fazendeiro, Sebastião Patrick Campos de Almeida Souza, e o governador do Maranhão, Flávio Dino.

O amigo do governador Flávio Dino (PCdoB), o empresário e fazendeiro, Sebastião Patrick Campos de Almeida Souza, de 33 anos, foi preso nesta quinta-feira (27), no município de Custódia, sertão de Pernambuco, que estava foragido da Justiça. Ele é acusado de cometer 12 homicídios no Maranhão.

Durante a campanha eleitoral de 2014, Patrick foi uma das lideranças políticas do governador Flávio Dino (PCdoB), em Maracaçumé. E se tornou amigo pessoal do comunista, pois todas as vezes que o gestor visita a cidade, vai a fazenda do acusado para participar de almoços oferecidos por ele.

A prisão do fazendeiro se deu em um cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão, e contou com as Forças de Segurança do Maranhão e de Pernambuco.

Segundo informações policiais, Patrick foi detido quando entrava em um táxi, na porta de sua casa, pelo Comando de Operações e Recursos Especiais (Core) de Pernambuco e e pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), vinculado à Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa do Maranhão (SHPP). Com o empresário, foi apreendida uma pistola Glock calibre 380, contendo 16 munições intactas.

De acordo com o delegado Tiago Bardal, titular da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), o amigo do governador é considerado de alta periculosidade.

WhatsApp-Image-2017-07-27-at-15.05.33

O empresário e fazendeiro, Sebastião Patrick Campos de Almeida Souza, preso em Pernambuco.

Patrick é proprietário de uma fazenda no Maranhão, onde está sendo deflagrada uma operação da Polícia Civil maranhense com 15 equipes e um helicóptero, para o cumprimento de mandados de prisão em Governador Nunes Freire e, também, na capital.

A Polícia Civil pernambucana revelou que o fazendeiro integra uma quadrilha conhecida em Recife como “Demônios da Ilha” (DI), que atua nas comunidades Santo Amaro, localizada na área central da cidade; Chié e Ilha de Joaneiro, no bairro Campo Grande, na zona norte. Ao delegado João Leonardo, o suspeito confessou um assassinato ocorrido em Itamaracá/PE.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.