Política

Edilázio coloca governo em saia justa

Deputado estadual Edilázio Júnior.

Deputado estadual Edilázio Júnior.

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV), protocolou na Mesa Diretora da Casa da Assembleia Legislativa, com apoio já declarado de membros da base governista, indicação ao governador Flávio Dino (PCdoB) sugerindo a modificação do nome do Estádio Governador João Castelo, popularmente conhecido como Castelão, para que seja conferida homenagem ao radialista e cronista esportivo, Herbert Fontenele.

A mudança do nome de Castelão para Estádio Herbert Fontenele seria uma afronta ao deputado federal João Castelo.

“Herbert Fontenele é maranhense de coração e dedicou a sua vida ao jornalismo esportivo. Participou da construção e inauguração do estádio, atuou profissionalmente ali por muitos anos e acredito que não há nada mais justo, do que a Assembleia render essa homenagem a ele e à sua família”, disse.

Edilázio afirmou que a mudança de nome também atende a um princípio legal estabelecido pelas Constituições Federal e Estadual. “Com o respeito devido ao ex-governador João Castelo, que encontra-se vivo e exercendo o mandato de Deputado Federal, as Constituições Federal e Estadual vedam a denominação com nome de pessoas vivas a prédios públicos. A mudança de nome corrigirá essa falha e prestará uma justa homenagem ao jornalista Herbert Fontenele, cronista esportivo que marcou o futebol maranhense de forma significativa”, justificou.

Edilázio recebeu o apoio de colegas no plenário – como o vice-presidente da Casa, Othelino Neto (PCdoB), que pediu para subscrever a indicação -, e afirmou acreditar na sensibilidade do governador para que seja concedida a homenagem da Assembleia ao cronista Herbert Fontenele.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Edilázio homenageia Herbert Fontenele

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) homenageou na manhã de hoje, na Assembleia Legislativa, o radialista e cronista esportivo Herbert Fontenele, que morreu no início da manhã em decorrência de complicações de um câncer de próstata.

Deputado Edilázio Júnior.

Deputado Edilázio Júnior.

Ele externou seus sentimentos à família do radialista – que fez história no jornalismo maranhense -, e disse ter ficado abalado com a notícia da morte precoce de Fontenele.

“Eu deixo um abraço todo especial à dona Diva [viúva de Fontenele] e ao Márcio Fontenele [filho do cronista], que é meu amigo, pessoa com a qual tenho um relacionamento estreito, e que, por diversas vezes, por conta dessa amizade, tive a oportunidade de dividir a mesa com Herbert Fontenele, que sempre nos passou ensinamentos”, disse.

Edilázio lembrou da paixão, da dedicação e do compromisso de Fontenele com a profissão, e afirmou que com a sua morte, abre-se uma lacuna irreparável na crônica esportiva maranhense.

“Fica aqui a saudade de todos aqueles que escutam o rádio AM desse grande radialista, e comentarista esportivo. A nossa saudade Herbert Fontenele”, finalizou.

Fontenele, que lutava há seis anos contra um câncer de próstata, morreu aos 73 anos de idade.

Natural do Piauí, Fontenele atuou por 55 anos no jornalismo maranhense. Durante esse período, participou da cobertura, ao vivo, de três Copas do Mundo. Chegou a ser secretário de Esporte em São Luís e secretário-adjunto de Esporte do Governo do Maranhão.

Foi diretor e atualmente era o comentarista titular da Rádio Mirante AM, onde apresentava o programa esportivo ‘Fontenele Comenta’. Já na TV Mirante, ele comentava e apresentava o bloco de esporte no Bom Dia Mirante. Também atuava no canal SporTV como comentarista dos jogos do Sampaio Corrêa na série B do Campeonato Brasileiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Esportes

Morre, aos 73 anos, o comentarista esportivo Herbert Fontenele

Do Imirante

Morreu na madrugada desta terça-feira (16), o comentarista esportivo Herbert Fontenele aos 73 anos. Ícone do rádio maranhense com uma personalidade forte e opiniões críticas, Fontenele lutava contra um câncer de próstata desde 2009, e foi internado no domingo (14), no UDI Hospital, em São Luís. Mesmo realizando o tratamento contra a doença, o comentarista seguia trabalhando, normalmente, na rádio Mirante AM e na TV Mirante. Fontenele também participava de transmissões do Campeonato Brasileiro da Série B pelo SporTV.

Apesar de ter feito sucesso no Maranhão e ter se tornado em uma referência no jornalismo esportivo no Estado, Fontenele é natural do Piauí. Ele chegou ao Maranhão aos 17 anos. Aos poucos, foi ganhando espaço no cenário local e se tornando uma das vozes mais importantes do radialismo maranhense. Com 55 anos dedicados ao jornalismo esportivo, Fontenele é um dos poucos que pôde se orgulhar de ter trabalhado em três Copas do Mundo.

Anos após integrar a equipe da Mirante AM, Fontenele, que tornou-se o “Comentarista do Povão”, também foi a televisão. Na TV Mirante, ele apresentou o já extinto Camisa 10 e o Globo Esporte, até chegar ao Bom Dia Mirante, onde tinha participação especial diariamente.

“Gosto de fazer televisão. Estar na TV Mirante pela audiência que tem pode satisfazer teu ego. Você se torna uma pessoa pública. Fiquei muito mais conhecido do torcedor, da comunidade depois que eu vim para a TV Mirante pelo alcance que tem no Estado todo. Isso te satisfaz e te dá prazer”, disse o “Comentarista do Povão” durante entrevista exclusiva ao Imirante Esporte em 2012.

Em 2013, o comentarista chegou a ser destaque em uma reportagem da Revista Veja sobre a sua luta contra o Câncer. “O sofrimento era tão grande que cheguei a pensar que deveria ter deixado a doença seguir seu rumo natural”, revelou Fontenele à época.

Na última edição do Troféu Mirante Esporte, Herbert Fontenele foi homenageado pelo Grupo Mirante. Na ocasião, o comentarista se emocionou ao relembrar momentos marcantes de sua carreira e da luta contra o câncer.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.