Poder

Rodoviários de São Luís e Região Metropolitana entram em estado de greve

greve-onibus-sao-luis-e1454624299599
Após assembleias nesta quinta-feira (12), os rodoviários decidiram por iniciar o estado de greve. Isso não significa dizer que haverá paralisação imediata da circulação de ônibus na cidade. Com o estado de greve, o Sindicato dos Rodoviários está concedendo um prazo aos empresários, até a metade da próxima semana, para que as negociações entre as partes possam acontecer. Se nenhum acordo for firmado durante esse período, aí sim, será deflagrado o movimento de paralisação na capital.

O principal motivo para o estado de greve, e possível paralisação, foi o não cumprimento de acordos por parte dos empresários do setor.

“O problema é a questão do descumprimento do acordo por parte da patronal com relação aos trabalhadores que ficaram fora dos seus postos de trabalho, pois eram contratados das empresas que perderam o processo licitatório. Foi firmado acordo com a SMTT (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes), Ministério Público e trabalhadores, garantido o remanejamento de parte desses rodoviários para outras empresas. Ficou acordado que seriam chamados, de imediato, 109 trabalhadores para as empresas que ganharam o certame, e o restante ficaria em um banco de vagas para serem chamados de acordo com a necessidade das empresas”, explicou o presidente da STTREMA em entrevista nesta tarde.

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ônibus vão paralisar ás 20h desta sexta-feira

Em nota encaminhada a imprensa, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luis informa que foi notificado pelo STTREMA – Sindicato dos Rodoviários acerca da paralisação dos ônibus, que será iniciada nesta sexta-feira (28.03).

A paralisação será iniciada às 18H nos pontos finais das linhas, ou seja, os ônibus farão a sua última viagem as 18H, com previsão de retorno para os mesmos pontos finais entre 19H30 e 20H, quando, então, serão recolhidos para as Garagens das Empresas de Ônibus.

Assim, o SET alerta que, à partir das 20H, não haverá mais coletivos em circulação no sistema de transporte de São Luis.

O SET discorda desta deliberação exclusiva dos Rodoviários, lamenta os transtornos causados à população, e está informando as autoridades competentes sobre a medida tomada pelos Rodoviários.

SET – Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São LuisSindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luis informa que foi notificado pelo STTREMA – Sindicato dos Rodoviários acerca da paralisação dos ônibus, que será iniciada nesta sexta-feira (28.03).

A paralisação será iniciada às 18H nos pontos finais das linhas, ou seja, os ônibus farão a sua última viagem as 18H, com previsão de retorno para os mesmos pontos finais entre 19H30 e 20H, quando, então, serão recolhidos para as Garagens das Empresas de Ônibus.

Assim, o SET alerta que, à partir das 20H, não haverá mais coletivos em circulação no sistema de transporte de São Luis.

O SET discorda desta deliberação exclusiva dos Rodoviários, lamenta os transtornos causados à população, e está informando as autoridades competentes sobre a medida tomada pelos Rodoviários.

SET – Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luis


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Rodoviários irão decidir sobre greve somente quinta-feira (7)

onibusA assembleia do Sindicato dos Rodoviários que aconteceria às 15h, durante esta terça-feira (5), foi adiada para quinta-feira(7), na sub-sede do sindicato, localizada no bairro da Forquilha, no mesmo horário. A decisão foi tomada por conta do deslocamento dos trabalhadores que moram em bairros distantes.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Dorival Silva a assembleia discutirá sobre a insegurança nos coletivos e os constantes assaltam na capital maranhense. A categoria não destaca uma paralisação por tempo indeterminado ou apenas por algumas horas, após a assembleia que será realizada nesta quinta.

Na última sexta-feira, um cobrador foi baleado ao reagir a um assalto, no bairro Ipase. O Sindicato informou que o estado do cobrador é estável, mas ele continua hospitalizado.

No mês de julho e agosto deste ano, uma paralisação sobre os mesmos motivos, também, foi realizada. Em setembro, a classe, também, parou. (Imirante)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Geral

Rodoviários decidem amanhã sobre paralisação dos ônibus na capital

onibusMotoristas e cobradores se reunirão em assembleia nesta terça-feira (05/11), às 15h, para decidir se a classe irá paralisar as atividades. A reunião foi confirmada a reportagem de O Imparcial, pelo secretário administrativo do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (Sttrema), Isaías Castelo Branco

A possibilidade de paralisação foi motivada após o cobrador José de Ribamar Serra Freitas ser baleado ao reagir a um assalto na tarde da sexta-feira (1/11), no bairro Ipase. Os trabalhadores vão protestar contra os altos índices de criminalidade e os constantes assaltos a ônibus que têm acontecido em São Luís e região metropolitana.
Isaías Castelo Branco, disse que os rodoviários se sentem inseguros com tantos casos de assaltos registrados nos coletivos. “A cidade está violenta. Até agora fizemos o levantamento e detectamos cerca de 620 assaltos  em ônibus. É uma situação preocupante,” pontuou.
Se decidirem pela paralização, os ônibus podem deixar de circular ás 18h desta terça-feira. (Oimparcial)

Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Greve ainda não foi confirmada, rodoviários aguardam resposta do prefeito

 

Rodoviários reunidos na tarde de ontem (9), com o prefeito e empresários (Foto: Maurício Alexandre)

Rodoviários reunidos na tarde de ontem (9), com o prefeito e empresários (Foto: Maurício Alexandre)

A greve dos rodoviários, prevista para ocorrer a meia-noite desta quarta-feira (11), depende de uma conversa entre os empresários do transporte coletivo e o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), marcada para esta terça-feira (10). A afirmação foi feita pelo representante do Sindicato dos Rodoviários do no Estado do Maranhão (STTREMA), Rodrigo Rodoviário.

Em entrevista nessa manhã, no programa Ponto Final, na rádio Mirante AM, Rodrigo Rodoviário comentou sobre a reunião na tarde dessa segunda-feira (9), no Palácio La Ravardiere, com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e empresários do setor do transporte coletivo. Ele disse que o prefeito resolveu intervir para evitar transtornos aos usuários. Caso não o problema não seja anunciado, o sindicalista garantiu a greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (11).

– Nós estamos aguardando a resposta do prefeito de São Luís que ficou de intermediar junto aos empresários para que eles cumpram o acordo celebrado com os trabalhadores. Estamos aguardando uma resposta até as 16h dessa terça-feira (10) (o horário limite estabelecido pela categoria). Se a resposta for negativa iremos decretar greve por tempo indeterminado. A estrutura de greve está pronta, a categoria está mobilizada – adiantou.

Reunião – Na conversa com empresários e trabalhadores, o prefeito Edivaldo Holanda disse que o Executivo Municipal está fazendo a sua parte.

– Temos feito nossa parte e chamamos aqui os empresários para que eles ajudem a cidade cumprindo o acordo celebrado com os trabalhadores. Graças a Deus, chegamos a um bom nível de entendimento e creio que não haverá paralisação – espera o prefeito.

Os dirigentes do Sindicato das Empresas de Transporte (SET) apresentaram um balanço mostrando as dificuldades do setor. Eles apresentaram também algumas propostas que podem melhorar os serviços sem que haja aumento no preço das tarifas.

– As propostas serão analisadas pela SMTT e ainda nesta semana vamos nos pronunciar sobre elas – declarou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Na reunião os representantes do Sindicato dos Rodoviários fizeram um relato do acordo celebrado com os empresários e pediram o empenho do prefeito para que todas as cláusulas sejam cumpridas.

Os sindicalistas manifestaram disposição em dialogar para evitar a paralisação e agradeceram o empenho do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

– Mais uma vez estamos tendo o apoio do prefeito Edivaldo Holanda Júnior para que nossa categoria não precise ir à greve para assegurar seus direitos – destacou o presidente do Sindicato, Dorival Silva.

Os rodoviários querem que o pagamento do mes de agosto seja repassado com o valor conquistado pelos rodoviários, após acordo trabalhista.

Depredação – Na última sexta-feira (6), no Centro de São Luís, mais de 30 ônibus foram depredados na paralisação de motoristas. Quatro foram, ainda, incendiados por vândalos. Na Rua das Cajazeiras, no Centro, os ônibus foram se aglomerando desde as 15h30. Somente por volta das 20h, o trânsito começou a ser liberado. (Imirante)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Rodoviários paralisam atividades na próxima quarta-feira, em São Luís

Imirante.

1240465_404040336384887_689519498_nEm entrevista ao programa Ponto Final, rádio Mirante AM, na manhã deste sábado (7), o representante do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário no Estado do Maranhão (STTREMA), Rodrigo Rodoviário, esclareceu a motivação dos protestos acontecidos nessa sexta-feira (6), no Centro de São Luís – ouça a entrevista na íntegra. Mais de 30 ônibus foram depredados na paralisação de motoristas. Quatro foram, ainda, incendiados por vândalos. Na Rua das Cajazeiras, no Centro, os ônibus foram se aglomerando desde as 15h30. Somente por volta das 20h, o trânsito começou a ser liberado.

Segundo o representante dos rodoviários, nos últimos 10 anos, os rodoviários não tiveram oportunidade de fechar um acordo tão vantajoso como o que foi fechado neste ano, com a intervenção da Prefeitura de São Luís. Ontem, a categoria foi informada que os empresários do setor de transporte público da capital maranhense não iriam fazer o repasse dos salários com o valor conquistados pelos rodoviários após o acordo. O pagamento de agosto seria feito com base no valor do mês de abril, portanto, menor do que o esperado pela categoria. Em assembleia, esclarece o representante, a categoria argumentou que não havia qualquer alternativa e ficou decidido que os rodoviários entrariam em greve a partir da próxima quarta-feira (11), por tempo indeterminado, caso não haja acordo com as empresas.

Ainda de acordo com o representante, o protesto não teve o apoio do STTREMA e as manifestações só tomaram tal proporção por causa de um boato sobre a morte de um trabalhador rodoviário.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Rodoviários decidem sobre paralisação em Assembleia na próxima semana

Imirante
onibusDois ônibus do sistema de transporte público de São Luís foram alvos de assaltantes nas últimas horas. Ambos os casos foram registrados no bairro Santo Antônio.

O primeiro caso aconteceu na avenida dos Franceses. Pelo menos dois homens armados de faca praticaram o assalto. Além da renda do ônibus, um total de R$ 80, eles levaram pertences dos passageiros.

O outro caso aconteceu já nas proximidades da Vila Lobão. Um homem armado levou a renda do ônibus, um total de R$ 50.

Advertência

O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão (Sttrema), Dorival Silva, disse que a possibilidade de greve ainda está mantida. Na quarta-feira, dia 7, deve ser realizada uma assembleia geral onde a categoria vai decidir se paralisa ou não, por tempo indeterminado, suas atividades. O SET considera a medida precipitada, pois acredita que os rodoviários deveriam esperar para avaliar os resultados do trabalho da PM após a reunião. Segundo informações do repórter Domingos Ribeiro, da rádioMirante AM, dos 40 assaltantes presos pela Polícia Militar todos foram liberados.

Por outro lado, o Comando Geral da Polícia Militar e representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão (Sttrema), Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) discutiram estratégias para coibir assaltos a ônibus na Região Metropolitana de São Luís, onde, segundo levantamento da Polícia Militar (PM), houve um aumento de 60% no número de casos este ano. O Sttrema mantém a possibilidade de greve geral para este mês.

De acordo com dados do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), no primeiro semestre deste ano já foram registrados 95 assaltos a ônibus na Região Metropolitana, um aumento de 60% em relação ao mesmo período do ano passado. Mas um levantamento feito pelo sindicato da categoria mostra dados ainda mais preocupantes, 367 assaltos este ano, 70% a mais do que em 2012.

Estratégias

Diante do número elevado de assaltos, alguns rodoviários que participaram da reunião questionaram a eficácia das estratégias tomadas pela PM para combater esse tipo de crime. O Sttrema levou uma lista de sugestões de ações a serem feitas pela polícia.

– Queremos o policiamento ostensivo, abordagens nos ônibus, a presença de policiais à paisana dentro dos veículos, além de uma medida do judiciário que garanta a prisão dos assaltantes, pois muitos deles são soltos momentos após a prisão e voltam a praticar assaltos – comentou Dorival Silva, presidente do sindicato dos rodoviários. Os trabalhadores querem ainda a retirada dos PMs que atuam em órgãos e prédios públicos para reforçar as equipes que atuam nas ruas.

O tenente-coronel Ozório Bueno, que está respondendo pelo Comando do Policiamento Metropolitano (COM), apresentou dados das operações em execução pela PM para coibir os assaltos a coletivos. A área de maior incidência de assaltos é do 9º Batalhão, responsável pelo policiamento da área entre os bairros Anil e Centro, passando por bairros como Vila Palmeira, Alemanha, Monte Castelo e Liberdade. O bairro João Paulo, que também faz parte da região coberta pelo 9º BPM, é o que apresenta o maior número de assaltos, 24 no primeiro semestre deste ano, contra nenhum no mesmo período do ano passado, segundo dados do Ciops. A área do 9º batalhão é também a que teve o maior número de prisões: 40 nos primeiros seis meses deste ano.

Os dias da semana com maior incidência de assaltos na Região Metropolitana de São Luís são as sextas-feiras e sábados, com 23 ações do tipo em cada um dos dois dias no primeiro semestre deste ano, conforme informou o CPM durante a reunião. A maioria das ações ocorre no período da noite, quando o fluxo de pessoas nos coletivos é maior, 82 de janeiro a junho deste ano.

Catraca

Desde o início da semana, a PM intensificou a Operação Catraca, que faz abordagens nos coletivos da capital, em pontos conhecidos pela ação de criminosos, com o objetivo de coibir os assaltos. Entre esses locais está o da Praça Nossa Senhora da Conceição, no Monte Castelo, que, segundo os rodoviários, é um ponto de fuga para assaltantes. “As informações repassadas pelos rodoviários são importantes para que a polícia aja de forma mais pontual, direto nos locais onde são registradas as maiores ações”, explicou o tenente-coronel Ozório.

Ainda segundo ele, serão intensificadas as abordagens a coletivos. Ontem (1º), foi entregue aos rodoviários uma relação com o número de todos os batalhões e suas áreas de cobertura, além do número de celular do oficial do dia de cada unidade para que os motoristas e cobradores, em caso de assaltos ou pessoas suspeitas a bordo dos coletivos, direcionem a denúncia e PM atue de forma mais eficaz.

Números

6.887 abordagens em coletivos foram realizadas pela polícia no primeiro semestre deste ano

247 armas de fogo foram apreendidas nos seis primeiros meses deste ano

3.673 armas brancas foram apreendidas no primeiro semestre deste ano

869 flagrantes foram feitos de janeiro a junho


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

São Luís ficará sem ônibus das 8h às 13h, nesta quinta-feira

Do Imirante

Os rodoviários decidiram paralisar suas atividades das 8h às 13h desta quinta-feira (18), na capital maranhense. O anúncio foi feito pelo Sindicato dos Rodoviários do Estado do Maranhão. Em decisão tomada em Assembleia Geral, a categoria vai se concentrar na praça Deodoro, a partir das 8h.

Depois segue em passeata aos palácios dos governos municipal e estadual, além do Sindicato dos Empresários do Transporte Coletivo de São Luís (SET).

Um dos assuntos em destaque na agenda de reivindicações dos rodoviários é a falta de segurança. Motoristas e cobradores reclamam da onda de assaltos a ônibus na região metropolitana de São Luís. As áreas do Elevado Alcione Nazareth, (Alemanha), avenidas dos Franceses, João Pessoa (Filipinho e João Paulo), Getúlio Vargas (Monte Castelo), Africanos, Ipase e bairros da zona rural. De acordo com o repórter Domingos Ribeiro, da rádio Mirante AM, foram registrados três assaltos no fim de semana.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Greve dos rodoviários continua por tempo indeterminado

Do Imirante

Rodoviários confirmaram greve a partir desta segunda-feira (21) (Foto: Flora Dolores/O Estado)

Rodoviários confirmaram greve a partir desta segunda-feira (21) (Foto: Flora Dolores/O Estado)

Os sindicatos dos Rodoviários (STTREMA) e das Empresas de Ônibus (SET) voltarão a se reunir nesta quarta-feira (30) às 11h, na Câmara de Vereadores de São Luís para, mais uma vez, tentar por um fim na greve de motoristas de ônibus da capital iniciada na última segunda-feira (21). Enquanto os sindicatos não entram em um acordo, a frota de ônibus que está circulando na capital continua de 50%.

Os rodoviários reivindicam um reajuste salarial de 16%, tíquete-alimentação de R$ 450,00 e inclusão de mais um dependente nos planos de saúde e odontológico.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Central Estudantil vai à Justiça contra greve dos rodoviários

Presidente Clarissa Almeida protocola documento na Justiça do Trabalho.

Presidente Clarissa Almeida protocola documento na Justiça do Trabalho.

A Central Estudantil (CES), entidade representativa dos estudantes de São Luis protocolou na última quinta-feira (24), uma Ação civil Pública solicitando Pedido de Liminar  de Tutela Especifica junto à justiça do Trabalho da capital.

A entidade solicita a obrigatoriedade da prestação de serviços indispensáveis à população, através do Sindicato das Empresas de Transportes (SET) e do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão (STTREMA). O documento que é assinado também por outra entidade que representa a classe estudantil cobra a circulação de 60%  da frota de ônibus nos horários normais e de 100% do transporte público em horários de pico.

A presidente da CES, Clarissa Almeida disse que a greve dos empregados dos rodoviários é prejudicial à classe estudantil no âmbito da oferta do transporte público e afeta diretamente o calendário escolar na capital. “A greve impetrada pelo Sindicato dos Empregados além de inconstitucional é uma pedra sobre o calendário escolar, tendo em vista que o mesmo ficará comprometido, e como já sabemos quem pagará por isso será o estudante, tendo que cumprir horas extras dentro das instituições de educação. Por outro lado a medida de contratação emergencial encontrada pelo SET já poderia ter sido colocada em prática. Tendo em vista  que o transporte coletivo é um serviço essencial para toda a sociedade”. Enfatizou a presidente da CES.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.