Poder

Manoel Ribeiro critica coronel Ivaldo e desqualifica gestão de Arnaldo Melo

Manoel Ribeiro escatita com coronel Ivaldo

Manoel Ribeiro escatita com coronel Ivaldo

Após chegar da recente viagem de Portugal, o líder do governo da Assembleia Legislativa deputado Manoel Ribeiro (PTB), cedeu uma entrevista a apresentadora do programa ‘Maranhão Urgente’, para tentar explicar sua ausência nas intermediações entre grevistas e Governo.

O parlamentar disse que sua saída das intermediações foi motivada pela bagunça gerada e falta de comprometimento dos PMs e Bombeiros grevistas.

Segundo informou, o coronel Ivaldo teria firmado um pré-acordo e garantido que não haveria outra greve até a resposta da governadora Roseana Sarney (PMDB) que estudava com a equipe técnica de Planejamento um valor accessível no aumento salarial dos militares.

“Já que eles não cumpriram com a palavra, eu não tenho como participar mais das negociações”

Em tom de deboche, Manoel Ribeiro desqualifica até a gestão do atual presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Arnaldo Melo (PMDB).

“Ajudei até o ponto onde achei que poderia ajudar, quando as coisas estavam sendo conduzidas de boa maneira. Depois que vi que virou bagunça, virou políticagem, estou fora. Eu presidente da Assembleia não teria acontecido isso porque eu teria tirado todo mundo de lá!”.

Veja a entrevista abaixo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

João Alberto poderá por fim na greve dos PMs e Bombeiros

João Alberto

João Alberto

Acabou a reunião por volta das 20h desta terça-feira, 29, dos militares grevistas, deputados, OAB-MA , Exército e o representante do Governo do Estado.

A reunião foi realizada na OAB-MA, presidida por Mário Macieira, e contou com participação do representante do Governo, o senador licenciado e secretário de Assuntos Estratégicos, João Alberto de Sousa, dos deputados estaduais Bira do Pindaré (PT), Zé Carlos (PT) e Neto Evangelista (PSDB) e do coronel do Exercito.

Durante as negociações, o secretário de Assuntos Estratégicos, João Alberto de Sousa, demonstrou total interesse em resolver o impasse entre o Governo e os militares grevistas.

Já os deputados intermediadores, apenas trabalharam para fortalecer as reivindicações dos grevistas, dando suporte e apoio nas negociações, que segundo uma fonte, as reivindicações tiveram acolhimento positivo pelo Exercito e João Alberto (PMDB).

Ao que parece, o interlocutor João Alberto de Sousa, poderá por um fim na greve dos PMs e Bombeiros que já passa das 142 horas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.