Crime

Atenção Aluísio! Agiota Gláucio volta a usar celulares dentro da cela

Chegou ao conhecimento do Blog do Neto Ferreira na manhã desta terça-feira (29), o esquema que vem acontecendo dentro do Comando Geral para beneficiar o agiota Gláucio Alencar Pontes de Carvalho, de 35 anos, com entrada de aparelhos telefônicos em sua cela.

O agiota Gláucio Alencar Pontes, preso acusado de mandar executar um pai de família.

O agiota Gláucio Alencar Pontes, preso acusado de mandar executar um pai de família.

Ele que é mantido preso há mais de seis meses no Quartel do Comando da Polícia Militar do Maranhão, no Calhau, acusado de agiotagem e mandante da execução do jornalista de O Estado do Maranhão, o blogueiro Décio Sá.

Ao todo, na cela do agiota foram realizadas quatro vistorias comandadas pela Secretaria de Administração Penitenciária (Sejap). Na primeira, foram recolhidos objetos e uma carta do agiota á governadora Roseana Sarney (PMDB). Na segunda foram encontrados celulares não só na cela de Alencar como de outros bandidos que estão presos em celas ao lado.

Já na terceira e quarta batida, os mesmos celulares foram encontrados de posse do agiota e drogas como êxtase em uma cela ao lado.

Ocorre que, os bandidos encarcerados ao lado sequer têm condições financeiras de adquirir êxtase por ser uma droga comercializada em valores extremamente elevados. O que caracteriza ser levado ao Quartel a pedido de algum dos presos que tenha boa estrutura financeira.

Em mais: Gláucio Alencar manteve contato telefônico com um empresário, que ele comprou uma maquina pesada e pagou de duas formas: com dinheiro e o resto da dívida foi paga com uma Hilux SW4 da qual pediu a um amigo que comprasse para depois pagá-lo.

Ao que parece, a facilidade, tranquilidade ou então conveniência de membros da Polícia Militar em devolver os mesmos aparelhos apreendidos, poderá desgastar a imagem do Secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, que deve desconhecer o esquema diário em favor de “bandidos” disfarçados de bacana.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.