Política

61,2% acham governo Flávio Dino igual ou pior ao de Roseana Sarney

O levantamento realizado pelo Instituto Prever-Pesquisa e Consultoria aponta que 32,2% acham que o governo Flávio Dino está igual o anterior. Outros 29% dos eleitores acham que está pior.

Na soma dos dois índices, 61,2% dos eleitores acham o governo Dino igual ou pior do que o governo de Roseana Sarney. A pesquisa realizada entre os dias 22 a 24 de julho revela dados em importantes um cenário específico.

Na sondagem, 35,7% do eleitorado acha que o governo comunista é melhor do que o anterior, fazendo assim um comparativo direto de gestões de ambos. Não sabem ou não responderam somaram 3,1%.

Encomendada pelo Blog do Neto Ferreira, a pesquisa possui margem de erro de 3,7% com intervalo de confiança de 95%, e ouviu 700 pessoas. A sondagem está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número MA-02842/2016.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Waldir Maranhão diz que não deixa presidência ‘de jeito nenhum’

Deputado Waldir Maranhão.

Deputado Waldir Maranhão.

O primeiro-secretário da Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), conversou nesta quinta-feira (12) com o presidente em exercício da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), que contou que, apesar da pressão, não deixará a presidência da Casa “de jeito nenhum”. Segundo matéria veiculado no G1.

Maranhão assumiu o comando da Câmara na semana passada, quando o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi afastado do cargo por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Com a decisão de Maranhão, tomada na segunda-feira (9), de tentar anular a sessão do impeachment na Câmara, líderes partidários passaram a pressioná-lo para que renunciasse ao cargo de vice-presidente, abrindo mão, assim, da presidência interina.

Por conta da repercussão negativa, Maranhão acabou revogando a medida no fim do dia e pediu até esta quinta para dar uma resposta se renunciaria ou não ao comando da Câmara.

“[Ele me] ligou e disse que não sai de nenhum, não quer deixar a presidência. Ele não quer renunciar nem se afastar ou assumir uma secretaria em seu estado”, afirmou Mansur ao G1.

O deputado Silvio Costa (PTdoB-PE) conversou com Maranhão nesta tarde e disse que o presidente interino da Casa fica. O deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) também afirmou que Maranhão não vai renunciar: “Vai ser cassado”.

Próximos dias
Beto Mansur afirma que Maranhão foi eleito, logo é o presidente. “Temos que seguir com o andamento das matérias. O Maranhão errou e deve resolver seus problemas sozinhos. Vamos dar um prazo de 15 dias para a poeira baixar.”

Diante desse cenário, a proposta do primeiro-secretário é que, pelo menos nas próximas duas semanas, Maranhão saia da linha de frente dos trabalhos e as sessões da Câmara sejam conduzidas pelos demais integrantes da Mesa Diretora, com a anuência dos líderes partidários.

“Sinto que não deveríamos judicializar essa questão [da presidência]. Nos próximos 15 dias, o Colégio de Líderes pode tocar as sessões”, afirmou. Mansur argumentou que novas eleições neste momento na Câmara poderão, eventualmente, atrasar a discussão de matérias a serem enviadas pelo novo governo do presidente Michel Temer ao Legislativo.

“Eu falei com o [novo ministro da Fazenda] Henrique Meirelles, mas ele não quis adiantar o que vem aí, mas estão trabalhando intensamente em uma pauta grande”, ponderou Mansur.

Conselho de Ética
O DEM e o PSD chegaram a acionar o Conselho de Ética apresentando uma representação contra Maranhão sob o argumento de que ele cometeu abuso de poder ao tentar anular o resultado de uma votação decidida no plenário, medida que não tem previsão regimental.

Líder do DEM na Câmara, o deputado Pauderney Avelino (AM) está irredutível e afirma que o partido não irá retirar a representação contra Maranhão. “Eu sou completamente refratário, eu disse para os demais líderes que não vou aceitar que Maranhão presida nenhuma sessão. No máximo, vou aceitar nessas duas semanas o Colégio de Líderes comandar o processo. Não quero conversa com o Maranhão. Não devemos manter essa situação, é vergonhoso para a Casa”, afirmou Pauderney.

Pauderney se reuniu esta quinta com Antonio Imbassahy (PSDB-BA), Miro Teixeira (Rede-RJ) e Alberto Fraga (DEM-DF) na liderança do DEM.

Após três sessões ordinárias no Conselho de Ética, a representação contra Maranhão será numerada no colegiado. Pauderney explicou que apenas uma sessão ocorreu até agora. Ele disse ainda que há esforços para que o documento seja oficializado nesta quinta, mas não especificou os motivos.

Rogério Rosso disse mais cedo que a representação segue correndo. Fraga, que estava na reunião, afirmou que Mansur deve assumir o comando da Casa por meio de acordo, já que Fernando Lúcio Giacobo (PR-PR) é o segundo vice, sucessor de Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Felipe Camarão deve assumir também a Secretaria de Cultura

Felipe Camarão deve acumular secretaria de Cultura.

Felipe Camarão deve acumular secretaria de Cultura.

O governador Flávio Dino (PCdoB), deve anunciar, provavelmente, nesta semana a primeira mudança em seu secretariado, que vai acumular com rearranjo mais uma pasta.

A minirreforma atinge a Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão (SECMA), que eé controlada pela jornalista e professora Ester Marques. Ester foi indicada na época pela deputada federal Eliziane Gama (PPS).

A mudança não foi confirmada por meio da Secretaria de Comunicação, mas fontes fidedignas do Blog revelam que o secretário de Gestão e Previdência, Felipe Costa Camarão, é quem deve acumular a Secretaria de Cultura do Estado.

Camarão foi escolhido para assumir a pasta temporariamente, até que o governador defina com Eliziane Gama o novo titular da Cultura.

E isso é dado como certo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino anuncia Rodrigo Maia como Procurador Geral

image

Na manhã desta segunda (13), Flávio Dino anunciou mais um nome que fará parte de sua equipe de Governo. O procurador de carreira Rodrigo Maia deverá chefiar a Procuradoria Geral do Estado, órgão responsável pela representação judicial e consultoria jurídica do Maranhão, exercendo a defesa legítima dos interesses do Estado.

Na semana passada, Dino anunciou outros dois nomes de sua equipe – Marcelo Tavares (Casa Civil) e Márcio Jerry (Articulação Política e Assuntos Federativos).

RODRIGO MAIA ROCHA – Procuradoria Geral do Estado

Procurador do Estado do Maranhão há 10 anos, Rodrigo Maia tem carreira ligada à defesa da Advocacia Pública. Formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão e aprovado por concurso público em 2005, Maia seguiu carreira na Procuradoria do Estado e compôs, por dois mandatos, o Conselho Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil.

É professor da Escola Superior de Advogacia na OAB-MA e foi vice-presidente da Comissão de Advocacia Pública da Ordem. É pós-graduado em Ciências Criminais (CEUMA) e pós-graduando em Direito Ambiental (UFPR). Compôs por três mandatos consecutivos o Conselho Estadual de Direitos Humanos.

Sua função atual é de secretário municipal de Meio Ambiente da capital, ocupando a diretoria da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (ANAMMA) desde agosto de 2013 e membro do Plenário e da Câmara Técnica de Assuntos Jurídicos do Conselho Nacional de Meio Ambiente, ligado ao Governo Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino chega a 58% de intenções de voto na DataM

Flávio Dino

Flávio Dino

Na primeira pesquisa realizada após o escândalo na Petrobras envolvendo Roseana e Lobão, o candidato de oposição voltou a subir.

O candidato Flávio Dino voltou a subir no primeiro levantamento de intenções de voto realizado após a reportagem da revista Veja que mostrou esquema de corrupção na Petrobras envolvendo políticos maranhenses. A governadora Roseana Sarney e o ministro Edison Lobão estão entre os citados. O Instituto DataM foi a campo entre os dias 5 e 8 de setembro e colheu as intenções de voto de 1.500 maranhenses. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para cima ou para baixo. A pesquisa foi registrada sob o número 0044/2014.

Na pesquisa, o candidato da coligação Todos Pelo Maranhão, Flávio Dino, obtém 58,2% das intenções de voto contra 24,6%, de Edinho Lobão. Zéluis Lago, do PPL, obteve 0,5% das intenções de voto e os candidatos Prof. Josivaldo, Saulo Arcangeli e Pedrosa têm 0,3% das intenções de voto cada um. Cerca de 6,2% dos eleitores pretendem votar branco ou nulo e 9,5% não sabem.

A rejeição de Edinho Lobão – aliado de Roseana Sarney e Edison Lobão – continua sendo a maior e subiu a 45%. Independentemente de quem o eleitor deseja votar, mais de 60% do eleitorado acredita que o oposicionista Flávio Dino irá ganhar a eleição deste ano.

Senado

Na disputa pelo Senado, o candidato da coligação Todos Pelo Maranhão segue na frente, com 30,1% das intenções de votos contra 24,3% de Gastão Vieira. Haroldo Saboia tem 2,7% das intenções de votos e Marcos Silva, 2,2%. Evan de Andrade tem 1,1% e Gersão tem 0,6%. E 27,7% estão indecisos.

Em relação à eleição presidencial, a presidenta Dilma conta com 47,9% das intenções de voto no Maranhão, contra 34,4% de Marina Silva. Aécio Neves tem 8,3% das intenções de voto e os outros pontuam todos menos de 1 ponto percentual.

Pesquisa DataM

Pesquisa DataM


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Candidatos preferem não mudar as estratégias

O Imparcial

Pesquisas de intenção de voto não irão mudar modo de agir nas campanhas eleitorais. Essa afirmativa é reforçada pelos próprios candidatos que deveriam estar preocupados com o percentual de intenção de votos dos maranhenses, tanto para senador, quanto para governador.

Lobão Filho, por exemplo, aparece na última pesquisa divulgada pelo Instituto Exata com 25 % das intenções de votos, enquanto que o seu principal adversário político está com 30 pontos a mais, somando 55% de intenções de votos do eleitorado maranhense.

Roberto Rocha, que por um longo período liderou isoladamente o ranking, começa a dar sinais do efeito pós-propaganda eleitoral na TV. Apesar de subir um ponto nas pesquisas e ainda liderando com 29% do eleitorado, começa a ser ameaçado pela aproximação de seu adversário nas pesquisas. Na última pesquisa do Instituto Exata, Gastão Vieira (PMDB) começa a emparelhar com Roberto Rocha, somando 27% das intenções de votos no Maranhão.

Sobre uma possível mudança de estratégia, Rocha garante que não mexerá em nenhuma diretriz de campanha. “Vamos continuar fazendo nossa campanha sem preocupação. Toda campanha tem sua própria dinâmica”, disse.

O candidato do PSB também atribuiu a subida de Gastão Vieira ao fato do apoio declarado de Dilma no horário eleitoral ter influenciado diretamente no eleitorado. “Na pesquisa Exata, ele subiu cinco pontos, e eu subi um ponto. E por que? Por causa da Dilma o dia inteiro no seu programa de TV e Rádio. Mas isso era previsto, pois, na estratégia dele, ele precisa grudar na Dilma e se afastar de Sarney e Lobão, negando sua própria história”, ressaltou.

Roberto Rocha analisou que mesmo com o apoio de Dilma, Gastão Vieira também tem sua imagem ligada à família Sarney. “Por enquanto, ele ainda é o candidato da Dilma, apenas. Mas vai ser também do Sarney e do Edinho Lobão. Senão, seria bom demais, liberdade de solteiro e conforto de casado”, lembrou.

LOBÃO FILHO
A reportagem tentou contato com o candidato Lobão Filho, mas não obteve retorno. A assessoria do candidato informou que ele está cumprindo agenda em cidades do interior maranhense, cujos contatos telefônicos são muito difíceis.

Respondendo ao questionamento direcionado ao candidato do PMDB, a assessoria declarou que Lobão Filho está tendo uma percepção de volume da campanha diferente dos números apresentados pela pesquisa citada. “O referencial adotado por Lobão Filho é o contato que ele está tendo nas ruas, aonde ele percebe a receptividade e a evolução da campanha. Esse é guia dele”, declarou.

A assessoria reforçou ainda, que a estratégia continuará a mesma adotada desde o início da campanha. “A estratégia continua a mesma, seguindo os mesmos passos com os eleitores. Ele não vai mudar nenhuma estratégia por conta de números de pesquisas que ele não acredita”, revelou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Justiça Eleitoral condena mais uma vez Edinho Lobão

Edinho Lobão, candidato do grupo Sarney.

Edinho Lobão, candidato do grupo Sarney.

As propagandas eleitorais produzidas pela coligação “Pra frente, Maranhão”, de Edinho Lobão, estão sendo analisadas negativamente pela Justiça Eleitoral. O candidato do PMDB vem sofrendo derrotas não somente nas pesquisas, mas também no Tribunal Regional Eleitoral pelo conteúdo agressivo que apresenta nos programas de TV.

O desespero é tão grande que no último final de semana, por exemplo, uma das propagandas de Edinho Lobão que faz referências negativas a partido. De acordo com a decisão da juíza, a coligação de Edinho deve se abster deveicular a propaganda e informou também às emissoras de rádio e TV sobre a decisão. A multa diária em caso de descumprimento da decisão é de R$ 50 mil.

Entre sexta-feira e domingo, quatro inserções de rádio e TV da coligação de Edinho Lobão foram consideradas abusivas pela Justiça Eleitoral, que determinou que o PMDB e demais partidos se abstenham de veicular esse tipo de propaganda.

As decisões tiveram caráter “liminar”, isto é, de urgência.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Flávio Dino toca na ferida de Edinho Lobão em debate da TV Difusora

O inicio o debate da TV Difusora afiliada (SBT), realizado com os principais candidatos ao governo do Maranhão chegou a ser controlado, mas aos poucos foi perdendo sua essência e chamou atenção de telespectadores e internautas que acompanhavam atentamente as perguntas e respostas.

Os benefícios foram nítidos logo no segundo bloco como – por exemplo -, o candidato Edinho Lobão (PMDB), passou a ser beneficiado em três tempos de 1 minuto cada qual, diferente do comunista Flávio Dino que de três pedidos de direito de resposta apenas um foi atendido.

Aproveitando a oportunidade do minuto do qual foi concedido, Flávio Dino comentou sobre pontos negativos do peemedebista que foi condenado a 2 anos de prisão pelos crimes de formação de quadrilha e falsidade ideológica. Ou seja, tocou na ferida do candidato da Oligarquia Sarney.

Outro ponto bastante questionado por quem assistiu o debate foi a ausência do do candidato do PSTU, Saulo Arcangeli, que acabou irritando Edinho Lobão durante o debate da TV Guará ao dizer que o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), cometeu estelionato eleitoral com a Refinaria Premium, localizada na cidade de Bacabeira.

No entanto, Flávio Dino destacou-se no segundo debate entre os candidatos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Polícia Federal investigará denúncia de Flávio Dino sobre fraude eleitoral

Sessão do Tribunal Regional Eleitoral realizada ontem (12) aprovou pedido à Polícia Federal de investigação de denúncias de irregularidades cometidas no pleito eleitoral de 2010. O pedido foi formulado pelo Tribunal de Justiça, acatando requerimento do desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos.

O debate sobre supostas fraudes ocorridas em 2010 foi desencadeado por um discurso do presidente da Embratur, Flávio Dino, durante evento realizado na Câmara Municipal de Imperatriz.

Na ocasião, ele fez referência às suspeitas levantadas a partir de um estudo feito por equipe de especialistas em apuração eletrônica. Desde então o assunto tem frequentado o noticiário e os debates nos meios jurídicos e políticos.

Diante da decisão, o presidente interino do PCdoB Maranhão, Etelvino Oliveira, anunciou que o partido pedirá ao TRE que encaminhe à Polícia Federal cópias de todos os documentos com as denúncias feitas em 2010. Solicitará também, adiantou, os convênios celebrados no ano eleitoral pelo governo do estado e a anexação das denúncias formuladas no Recurso Contra Expedição de Diploma(RECED) que aguarda julgamento no Tribunal Superior Eleitoral.

Já o presidente da Embratur, Flávio Dino, se manifestou via twitter afirmando que aplaudia a decisão da Corte. “Manifesto meu aplauso à decisão do TRE de apurar as denúncias que fizemos em 2010 sobre as eleições daquele ano. Sempre lutamos por isso e vamos encaminhar à Policia Federal todos os documentos que entregamos ao TRE em 2010.”, declarou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.