Política

Deputados começam a mudar de partidos

De acordo com a Lei nº 5735/13, pertencente a minirreforma política, sancionada pela presidente da República, Dilma Rousseff, em setembro do ano passado, a mudança de partido mudou de 1 ano para 6 meses o prazo para filiação partidária de quem vai disputar as eleições e a determinação já começa vigorar para o pleito municipal de 2016.

A janela, como é chamada a troca de partido, expira em 30 dias após a data de abertura. Portanto, alguns parlamentares do Maranhão tem até sexta-feira (18) para concretizar as mudanças.

Segundo fontes fidedignas informaram ao titular do Blog que quem deverá desfiliar-se de seus partidos e estão correndo contra o tempo são os deputados Fábio Braga (PTdoB), que provavelmente irá para o Solidariedade; Rogério Cafeteria que vai trocar o PSC pelo PSB; Ricardo Rios, que sairá do PEN e deverá se filiar no PCdoB;

Wellington do Curso também trocará de partido, vai sair do PPS e filiar-se no Partido da Mulher, assim como Max Barros, que vai deixar o PMDB para aderir a legenda PRP. O deputado César Pires também vai aderir a mudança e sairá do Partido Democratas (DEM) para se tornar membro do PEN.

Durante a janela, os parlamentares Cabos Campos, antes correlegionário do PP, se filiou no DEM; e Stênio Resende, que era do PMDB, também foi para o Democratas.

Os deputados Léo Cunhas (PSC), Ana do Gás (PRB) e Paulo Neto (PSDC) também deverão se desfiliar-se de suas legendas, porém ainda não decidiram para qual.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Termina hoje o prazo para filiações

Blog do Louremar

Termina hoje o prazo de filiação para quem quer ser candidato.A Lei que rege o processo eleitoral é a 9.504, é ela que dispõe que o cidadão só pode ser candidato se estiver filiado a um partido político. Não existe candidatura avulsa. O registro no partido, deve ser feito com um ano de antecedência do dia da eleição.

Os pré-candidatos estão valorizados. Muitos perderão o valor a partir de amanhã. É o jogo político. Quem não tiver habilidade para participar, é engolido.

Muitos pré-candidatos que poderiam se fortalecer ao longo de um ano para saírem com umc candidatura forte, cedem aos encantos do primeiro momento e se filiam a partidos onde não terão nenhuma chance de concorrer. Os partidos que cooptam os pré-candidatos são os maiores, com mais poder de barganha. Logo, possuem em seus quadros os candidatos com maior potencial eleitoral, em geral aqueles que já são vereadores. Quem entra agora, é arriscar a sorte.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.