Crime

Falso advogado é preso por estelionato

Um homem identificado como Ronnyere Fonseca de Amorim, de 35 anos, que se apresentava como advogado para as pessoas, foi preso pela Superintendência de Investigações Criminais (Seic), nesta quarta-feira (2), em São Luís, suspeito de estelionato.

De acordo com delegado Tiago Bardal, as investigações sobre o caso foram iniciadas há quatro meses, quando um empresário que estava devendo à Receita Estadual contratou Ronnyere como advogado e, segundo a polícia, começou a ser extorquido pelo o suspeito.

O falso advogado, que já tinha um mandado de prisão preventiva decretado pela a Justiça, teve acesso a uma lista de empresas do Maranhão com impostos para restituir ao governo. Conforme explicou o chefe da Seic, Ronnyere usava uma carteira falsa com a inscrição de um advogado do Estado do Piauí. Ele teria pago R$ 20 mil pela falsificação do documento. Oito vítimas compareceram à delegacia e denunciaram o homem por diversos golpes, que teriam rendido ao estelionatário cerca de R$ 500 mil.

A polícia afirma que o falso advogado conseguiu enganar até mesmo as autoridades. Ele acompanhou clientes em audiências realizadas no Fórum de São Luís e chegou a se apresentar na sede da Polícia Federal com a carteira falsa da OAB.

Ronnyere Fonseca de Amorim foi autuado em pelos os crimes de estelionato, falsidade ideológica e extorsão. Ele foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.