Poder

"Fiquei sem pés quando soube da prisão dos assessores do Tribunal de Justiça", diz Guerreiro Júnior

Presidente do TJ-MA, anuncia exoneração dos assessores

Presidente do TJ-MA, anuncia exoneração dos assessores

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Guerreiro Júnior, confirmou na tarde desta sexta-feira, 20, durante entrevista coletiva, a exoneração dos advogados e assessores do TJ-MA, que tentaram extorquir R$ 800 mil do empresário Savigny Sauaia, na tarde de  ontem, 19, no sitio localizado no bairro do Angelim.

Guerreiro Júnior disse ter ficado surpreso com a notícia, e quando soube do fato estava em reunião com a corregedora do CNJ, ministra Eliana Calmon.

“Quando fiquei sabendo, fiquei sem pés no momento que me informaram sobre a prisão dos assessores do tribunal”, disse o magistrado.

De acordo com o presidente, a extorsão cometida por funcionários do TJ, foi de imediato comunicado a corregedora do Conselho Nacional de Justiça.

“Eu mesmo liguei e falei para Eliane Calmon e disse o que tinha acontecido. Eu já enviei para ela todos os relatórios do processo para que seja feita uma investigação sobre o fato ocorrido dentro do tribunal” ponderou Guerreiro Júnior.

Ao ser questionado sobre o processo esta na segunda Câmara Cível que é formada pelos desembargadores Raimundo Cutrim, que foi relator do processo, Nelma Sarney (revisora) e Marcelo Carvalho (vogal), o magistrado afirmou não ter conhecimento do processo, e que o caso agora está sendo investigado pela Secretaria de Segurança Publica.

Veja abaixo o ato de exoneração dos ex-assessores do Tribunal de Justiça do Maranhão:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.