Brasil

Procuradoria volta a pedir anulação de 14 questões do Enem

Mesmo sem conseguir anular questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) na Justiça, o Ministério Público Federal no Ceará voltou a pedir que 14 perguntas da prova sejam suspensas em todo o território nacional. E solicitou à Polícia Federal que integrantes do MEC (Ministério da Educação) sejam investigados.

Em ofício encaminhado nesta terça-feira ao Inep (instituto do MEC responsável pelo exame), a Procuradoria diz que o vazamento das questões pode não ter ocorrido só para alunos do colégio Christus, de Fortaleza.

O MEC conseguiu na Justiça Federal anular as questões apenas para estudantes do ensino médio do colégio, que receberam simulado com as mesmas perguntas dias antes da aplicação do Enem. O colégio sediou um pré-teste no ano passado, e a Polícia Federal investiga se alguém copiou os cadernos de provas.

Para a Procuradoria, porém, “a probabilidade de 14 itens de um banco de 6.000 se repetirem aleatoriamente de um ano para o outro é de 0,2%”. Por isso, o vazamento pode ter ocorrido por parte de pessoas do MEC e do Inep que tinham acesso privilegiado às questões que cairiam no Enem.

A Procuradoria quer que a Polícia Federal convoque para depoimento servidores que têm acesso ao banco de questões.

(Com informações da Folha)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Tribunal derruba liminar que anulava 13 questões do Enem

O TRF-5 (Tribunal Regional Federal da 5ª região), com sede em Recife (PE), suspendeu nesta sexta-feira a liminar da Justiça Federal no Ceará que anulava 13 questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em todo o país.

De acordo com a decisão, só serão anuladas as questões para os 639 alunos do Colégio Christus, de Fortaleza. Desse modo, a nota desses estudantes será recalculada. O MEC ainda não se pronunciou.

A decisão foi tomada pelo presidente do tribunal, Paulo Roberto de Oliveira Lima. O recurso contra a liminar (decisão temporária) foi impetrado ontem pela AGU (Advocacia Geral da União).

O MEC (Ministério da Educação) havia cancelado toda a prova dos alunos da escola de Fortaleza (CE), que teriam tido acesso antecipado as 13 questões, por meio de uma apostila distribuída dez dias antes do Enem.

A decisão de anular as questões em todo o país foi tomada segunda-feira (31) pela Justiça Federal no Ceará, atendendo pedido do Ministério Público Federal no Estado. Para o procurador Oscar Costa Filho, ao cancelar as provas apenas para um grupo de alunos, o MEC tratou de forma regional um problema nacional.

Da Folha


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

Ministro deve recorrer da anulação das 13 questões do Enem

A AGU (Advocacia-Geral da União), em nome do Ministério da Educação, recorrerá nesta quinta-feira (3) da decisão da Justiça Federal no Ceará, que anulou 13 questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2011. A ação deve ser entregue pelo ministro Fernando Haddad, que irá a Fortaleza.

Haddad vai argumentar que o ideal é que o exame seja aplicado aos 639 alunos da escola cearense que tiveram acesso às questões, e não adotar a anulação total do Enem. Para o governo, a anulação das 13 questões de um total de 180 contidas no Enem prejudicará a grande maioria dos estudantes que fizeram a prova.

O pedido de cancelamento dos itens foi feito pelo Ministério Público Federal do Ceará depois da constatação de que alunos do Colégio Christus, de Fortaleza, tiveram acesso antecipado a 13 questões do exame. A ação se refere às questões aplicadas nos dias 22 e 23 de outubro. O Enem vale 1.000 pontos, mas se as questões forem anuladas, o valor de cada item terá de ser reavaliado, segundo especialistas.

Ontem (1º), o Ministério da Educação e o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) reforçaram a intenção de recorrer da decisão da Justiça Federal por avaliar que a sentença definindo a anulação total do exame foi desproporcional.

Leia mais em Ministro deve ir a Fortaleza para recorrer da anulação do Enem


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

13 questões do Enem são anuladas em todo o país

A Justiça Federal do Ceará decidiu nesta segunda-feira anular para todo o país as 13 questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) que vazaram para alunos do colégio Christus antes da prova. O MEC (Ministério da Educação) disse que vai analisar a decisão. Cabe recurso.

O Ministério Público Federal queria a suspensão do exame nacional em todo o país ou a anulação das 13 questões. Já o MEC (Ministério da Educação) queria nova prova apenas para os 639 concluintes do ensino médio do colégio Christus, de Fortaleza.

Os estudantes tiveram acesso antecipado a questões do Enem em um simulado no colégio. Para o colégio, as questões podem ter entrado em um banco de perguntas da própria instituição por sugestão de alunos que fizeram pré-testes, “sem o conhecimento da escola no que diz respeito à origem desses dados”.

A presidente do Inep (órgão do MEC responsável pelo Enem), Malvina Tuttman, esteve nesta segunda-feira em Fortaleza para se reunir com o juiz federal Luiz Praxedes Vieira da Silva e defender que o exame fosse anulado em todo o país.

Leia mais em Justiça do Ceará decide anular 13 questões do Enem no Brasil


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

MEC confirma que não vai anular o Enem 2011

Malvina Tuttman

Malvina Tuttman

A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Malvina Tuttman, entregará pessoalmente à Justiça Federal de Fortaleza, na segunda-feira, a argumentação do Ministério da Educação (MEC) contrária ao cancelamento do Enem 2011. O pedido de anulação foi feito pelo Ministério Público Federal do Ceará. O MPF quer que o exame seja declarado nulo ou, pelo menos, que as 14 questões copiadas sejam invalidadas.

Em entrevista à Rádio CBN, na sexta-feira, Malvina reiterou que o Inep não pretende cancelar o Enem ou as questões:

– O MEC não trabalha com esta hipótese. Ele trabalha na defesa do princípio da isonomia e da Justiça para todos – afirmou.

A presidente do Inep sugeriu que o Colégio Christus, de Fortaleza (CE), premeditou o uso indevido de questões do Exame Nacional do Ensino Médio 2011 (Enem) em material didático distribuído a alunos dias antes do teste. Segundo Malvina, o processo utilizado pela escola para obter as questões pode ser comparado a um furto. Ela reiterou que o caso está sendo investigado pela Polícia Federal e evitou cravar as acusações. Mas reforçou o tom adotado na véspera pelo ministro Fernando Haddad, que declarou que professores da escola teriam copiado cadernos de questões do pré-teste do Enem, aplicado com um ano de antecedência pelo Inep, com a finalidade de aferir o grau de dificuldade dos itens.

– Um ano atrás, a escola possivelmente premeditou a utilização de questões indevidas, porque esse é um processo sigiloso – disse Malvina à CBN. – Utilizou um processo que possa configurar, talvez, mas isso é a Polícia Federal que vai nos dizer, semelhante a um furto.

O Globo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

MEC cancela provas do Enem no CE

O MEC (Ministério da Educação) decidiu cancelar a prova dos 639 estudantes do colégio Christus, de Fortaleza (CE). O ministério reconheceu nesta quarta-feira que um simulado feito pelo colégio, duas semanas antes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), continha nove questões idênticas às do exame –aplicado no fim de semana passado para 5,4 milhões de alunos em todo o país.

As questões do simulado foram divulgadas ontem em um perfil do Facebook. Dos 14 itens expostos na rede social, 9 eram idênticos às questões apresentadas pelo Enem. A Polícia Federal foi acionada para investigar o caso. Uma das hipóteses trabalhadas é que as questões vazaram pelo pré-teste do Enem.

A cada ano, o Inep (instituto do MEC responsável pelo exame) aplica provas para alunos de diferentes escolas do país para testar o nível de dificuldade dos itens. Essas questões, após serem testadas, podem fazer parte do banco de itens, de onde saem as questões do Enem.

Da Folha


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.