Política

Apreensivos, prefeitos tentam sair da inadimplência

Em Brasília, a fila foi imensa de prefeitos e secretários de educação de municípios do Maranhão que procuram informações sobre os programas do governo federal na área da educação na sala de atendimento do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do Ministério da Educação (MEC), no Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas.

Nos corredores do Centro de Convenções, em Brasília, a fila de prefeitos e secretários.

Nos corredores do Centro de Convenções, em Brasília, a fila de prefeitos e secretários.

Os prefeitos foram também conferir pendências na antiga gestão e se informar sobre as ações federais que podem ajudar os municípios no momento do sufoco.

De forma mais eficaz, o FNDE providenciou um relatório individualizado sobre a situação de cada município. Após receber o documento, os prefeitos são atendidos individualmente, inclusive com consulta aos sistemas da autarquia. Assim, eles são devidamente informados sobre como solucionar pendências e participar de programas do MEC e do FNDE, como o Proinfância, que repassa recursos aos municípios para a construção de creches e pré-escolas, e o Caminho da Escola, que promove a renovação da frota escolar.

“Estamos buscando todos os dados aprofundados que o ex-prefeito deixou e fez com que o município ficasse inadimplente. Dessa forma a população pode participar dos programas federais”, disse um prefeito ao Blog do Neto Ferreira.

Segundo outro prefeito que foi reeleito, não existe pendências nos programas da educação municipal e estão todos em andamento. “A minha deslocação para Brasília foi para buscar recursos para a construção de escolas e quadras”, informou o gestor.

No primeiro dia de atendimento, mais de vários gestores municipais foram atendidos de forma individualizada.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.