Poder

Justiça quebra sigilo bancário de Eduardo Braide, investigado pela Polícia Federal

A pedido da Procuradoria Regional da República da 1ª Região (PRR 1ª), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) autorizou a quebra do sigilo bancário do deputado estadual e candidato derrotado nas eleições de São Luís, Eduardo Braide (PMN).

A informação sobre o procedimento foi confirmada à reportagem pelo procurador regional Ronaldo Meira de Vasconcelos Albo, que em parceria com a Polícia Federal, investiga o deputado e empresas envolvidas na Máfia de Anajatuba (reveja) e (releia)

A decisão já foi comunicada ao Banco Central do Brasil, que repassará a informação à todas as agências bancárias do país.

O pedido foi motivado com base no relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF, que foi encaminhado à Procuradoria Regional da República. O COAF detectou que Braide teve movimentações financeiras atípicas.

Braide é investigado pela Superintendência da Polícia Federal do Maranhão no inquérito de número 0058214-57.2016.4.01.0000, instaurado para apurar apropriação indevida de recursos públicos e vultosas movimentações.

A Polícia Federal conseguiu no dia 5 de outubro uma nova autorização de mais 90 dias para prosseguir as investigações sigilosas sobre o parlamentar do PMN. Ao concluir o inquérito, o delegado responsável encaminhará para Procuradoria Regional da República, que no final pode ou não denunciar Eduardo Braide.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Veja os detalhes da votação em São Luis por Zonas Eleitorais

1475698943-546386815

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) que venceu o 2º turno da eleição em São Luís foi o mais votado em oito das nove Zonas Eleitorais.

O candidato do PDT obteve 53,94% (285.242 votos) e Eduardo Braide (PMN) 46,06% (243.591 votos), segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os maiores percentuais de votação obtidos por Holanda Júnior foram registrados na 2ª, 10ª e 88ª Zonas Eleitorais.

Já o candidato Eduardo Braide (PMN) foi o primeiro colocado apenas na 1ª Zona Eleitoral, que abrange os bairros da região central de São Luís.

Veja a votação dos candidatos por Zonas Eleitorais:

1ª Zona Eleitoral

Bairros: Centro, Lira, Canto da Fabril e Lira

Edivaldo – 26.851 votos (38,37%)
Eduardo – 32.332 votos (54,63%)
Brancos – 867 votos (1,40%)
Nulos – 1.750 votos (2,83%)

2º Zona Eleitoral

Bairros: Monte Castelo, João Paulo, Filipinho, Bairro de Fátima, Coroado e Sacavém

Edivaldo – 33.123 votos (55,58%)
Eduardo – 26.475 votos (44,42%)
Brancos – 983 votos (1,58%)
Nulos – 1.566 votos (2,52%)

3ª Zona Eleitoral

Bairros: Alemanha, Camboa, Ivar Saldanha, Monte Castelo, Liberdade, Jordoa e Caratatiua

Edivaldo – 31.395 votos (52,77%)
Eduardo – 28.094 votos (47,23%)
Brancos – 1.106 votos (1,76%)
Nulos – 137 votos (3,41%)

10ª Zona Eleitoral

Bairros: Vila Palmeira, Radional, Vila Lobão, Santa Cruz, Anil, Aurora, Ipase, Maranhão Novo, Bequimão, Angelim, Cohab Anil III, João de Deus, Vila Isabel Cafeteira e Santo Antônio

Edivaldo – 36.988 votos (56,89%)
Eduardo – 28.025 votos (43,11%)
Brancos – 1.155 votos (1,69%)
Nulos – 2.020 votos (2,96%)

76ª Zona Eleitoral

Bairros: Renascença, Cohama, São Francisco, Vinhais, Cohama, Vicente Fialho, Vila Fialho e Cohaserma

Edivaldo – 28.775 votos (54,58%)
Eduardo – 23.946 votos (45,42%)
Brancos – 896 votos (1,62%)
Nulos – 1.842 votos (3,32%)

88ª Zona Eleitoral

Bairros: Turu, Cohab Anil IV, Divineia, Cohab Anil, Cohatrac III, Cohatrac II, Vila Luizão, Sol e Mar, Bom Jardim Turu, Olho d’Água, Habitacional Turu, Cohatrac e Primavera

Edivaldo – 34.201 votos (54,94%)
Eduardo – 28.055 votos (45,06%)
Brancos – 1.088 votos (1,65%)
Nulos – 2.509 votos (3,81%)

89ª Zona Eleitoral

Bairros: Santa Bárbara, Estiva, Quebra Pote, São Cristóvão, Tibiri, Cidade Operária, Itapera, Taçjaçoaba, Rio Grande, Jardim São Cristóvão, Vila Brasil, São Raimundo, Jardim América, Vila Magril, Cajupe, Vila Janaína, Santa Clara, São Bernardo, Vila Cascavel, Cidade Olímpica e Tajipuru

Edivaldo – 47,45% (30.662 votos)
Eduardo – 22,90% (14.800 votos)
Brancos – 2.165
Nulos – 3.165

90ª Zona Eleitoral

Bairros: Sacavém, Parque Timbira, Estiva, Maracanã, Pedrinhas, Coheb Sacavém, Coqueiro, Vila Itamar, Vila Sarney, Rio Grande, Porto Grande, Tauá-Mirim, Coroadinho, Estiva e Vila Nova República

Edivaldo – 27.111 votos (55,76%)
Eduardo – 21.512 votos (44,24%)
Brancos – 748 votos (1,49%)
Nulos – 916 votos (1,825)

91ª Zona Eleitoral

Bairros: Anjo da Guarda, Fumacê, Bonfim, Vila Embratel, Bacanga, Vila São Luís, Vila Nova, Vila Isabel, Vila Bacanga, Mauro Fecury I e Cidade Nova

Edivaldo – 31.500 votos (55,19%)
Eduardo – 25.575 votos (44,81%)
Brancos – 794 votos (1,34%)
Nulos – 1.239 votos (2,10%)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Roberto Rocha comenta derrota de Eduardo Braide

Em contato com o titular do Blog, o senador Roberto Rocha disse que Eduardo Braide (PMN) poderia ter vencido a disputa pela Prefeitura de São Luís com relativa facilidade. Mas, a inflexibilidade do candidato foram marcantes na derrota no segundo turno.

“Eu falei na segunda-feira, dia seguinte à eleição do primeiro turno, que ele, Eduardo, precisava imediatamente fazer duas coisas: conversar com todas as forças políticas possíveis, e preparar estrutura para o programa de TV. Pois bem, ele não fez. Pior, para agradar Flavio Dino e manter-se distante de potenciais aliados, posou de anti-político” disparou o senador.

Braide preferiu negligenciar os conselhos e as orientações do experiente político e se aventurar sozinho na disputa. Eduardo foi presunçoso e tentou repetir o feito surpreendente do primeiro turno no segundo. Pensou que apenas pela boa retórica poderia lograr êxito, também, no novo embate. Mas, teve seus planos frustrados. Com o comportamento e postura adotados, o resultado não poderia ser outro a não ser a derrota.

“Ele dependeu exclusivamente dele para ganhar o primeiro turno. E, no segundo, também. Achava que poderia fazer no debate do 2° turno o mesmo que fez no 1° turno. Ledo engano! No primeiro turno são muitos candidatos, e maior expectativa pelo novo. No segundo, não tem muita margem para show, teatro, pirotecnia. São apenas dois. Especialmente na Globo, as regras são muito bem definidas. Ou seja, nestes casos, via de regra, termina 0x0”, explanou Roberto Rocha.

O senador disse ainda que Braide foi traído por Flávio Dino, que não cumpriu o ‘acordo’. “Na reta final foi correr atrás do prejuízo, e da pior forma, colocando um programa dedicado ao governador, como se o grande público entendesse o que ele queria dizer. O povo não aceita ambiguidade”, concluiu Rocha.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Eduardo Braide pagava R$ 15 mil de salário para líder de organização criminosa

Maços de dinheiro que somam R$ 50 mil que foi entregue por Fabiano como propina na máfia de Anajatuba.

Maços de dinheiro que somam R$ 50 mil que foi entregue por Fabiano como propina na máfia de Anajatuba.

Documentos obtidos pelo Blog do Neto Ferreira revelam que, entre os anos de 2012 e 2014, o candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN), pagou uma quantia de R$ 360 mil ao empresário Fabiano Carvalho Bezerra – que foi preso no ano passado por envolvimento no esquema de corrupção que desviou milhões da Prefeitura de Anajatuba.

O pagamento, segundo depoimento do próprio empresário dado ao Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), foi feito mensalmente, como forma de salário. Fabiano recebia R$ 15 mil por mês para trabalhar no gabinete do então deputado Eduardo Braide.

O curioso a se notar é que anteriormente, entre os anos de 2008 e 2012, Fabiano Carvalho Bezerra recebia apenas R$ 10 mil para ocupar o mesmo cargo no gabinete do ex-deputado Carlos Braide, pai de Eduardo Braide, que também é suspeito de participação no esquema criminoso. Carlos Braide, aliás, é apontado pelo Gaeco como outro cabeça da quadrilha.

Outro ponto no mínimo curioso é a comprovada relação da família Braide com um empresário envolvido em escandaloso esquema de corrupção. Ao todo, a família do candidato à prefeitura de São Luís pagou R$ 840 mil ao empresário preso.

Veja, abaixo, o depoimento do empresário preso que foi obtido pelo Blog do Neto Ferreira

eduardo0020copia

eduardo10024V


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Procurador da República pede quebra de sigilo bancário de Eduardo Braide

5329036

A Procuradoria Regional da República da 1ª Região, em parceria com a Polícia Federal, aprofundou as investigações contra o candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN).

O procurador regional Ronaldo Meira de Vasconcelos Albo confirmou à reportagem que pediu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1ª) a quebra do sigilo bancário de Braide. A solicitação já foi repassada ao Banco Central, que deverá comunicar à todas as agências bancárias o país.

O motivo do pedido foi com base no relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF, que detectou movimentações financeiras atípicas na conta do candidato.

O inquérito instaurado pela Polícia Federal de número 0058214-57.2016.4.01.0000 apura o envolvimento de Eduardo Braide e das empresas que atuaram no esquema que desviou milhões da Prefeitura de Anajatuba (reveja)

De acordo com documento abaixo, as investigações foram aprofundadas em 16 de setembro do corrente ano, quando a Polícia Federal deu entrada na Procuradoria Regional da República da 1ª Região informando que o inquérito já estava em andamento.

Atualmente, os autos do processo já estão bem avançados, é o que indica o relatório de movimentação da PRR 1ª Região. E, para concluir o inquérito, a Polícia Federal solicitou a dilação do prazo para 90 dias, o que já foi autorizado.

thumbnail_doc-4

thumbnail_doc-2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Exclusivo: Polícia Federal abre inquérito para investigar Eduardo Braide

braide0910

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar o envolvimento do candidato a prefeito de São Luís, deputado estadual Eduardo Braide (PMN) com as empresas que integravam o esquema que atuava dentro da Prefeitura de Anajatuba, de acordo com documentos obtidos com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira.

Nessa investigação, a Polícia Federal apura movimentação atípica de grandes quantias na conta do deputado envolvendo as empresas Escutec, A4 Serviços e Entretenimento, Viera e Bezerra Ltda, AJF Junior Batista Vieira e 12 prefeituras. O esquema foi denunciado no quadro “Cadê o dinheiro que tava aqui?”, do Fantástico.

A abertura do inquérito foi autorizada pelo procurador regional federal, Ronaldo Meira de Vasconcelos Albo, no dia 20 de abril do corrente ano. “Requisite-se a instauração de inquérito a fim de que se apure os fatos aqui noticiados, especialmente quanto à efetiva participação de deputado estadual e prefeitos na obtenção dos resultados tidos como ilícitos”, despachou o procurador da República.

Após a determinação do procurador, a Polícia Federal deu início às investigações, porém não terminou em tempo hábil e por isso pediu mais 90 dias para concluir a apuração, o que foi aceito pelo Ronaldo Albo.

“Ciente de tudo o que consta dos presentes autos, verifica-se especificamente que a digna autoridade policial restou requerer dilação do prazo a fim de dar continuidade as investigações já encetadas no presente inquérito. Assim sendo, determino que a digna autoridade policial providencie a continuidade das investigações iniciadas, motivo pelo qual defiro a dilação de prazo requerida no prazo de 90 dias”, despachou o procurador.

Ronaldo disse, ainda, que autorizou a extensão do prazo pelo fato das eleições municipais e que após o período concedido a Polícia Federal tem que indicar quem são investigados.

Se for denunciado, Eduardo Braide será enquadrado no artigo 1º da Lei 9613 (Lavagem de dinheiro) – “Ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de infração penal”.

Veja os documentos abaixo:

Documentos que comprovam que Eduardo Braide está sendo investigado pela Polícia Federal.

Documentos que comprovam que Eduardo Braide está sendo investigado pela Polícia Federal.

Documentos que comprovam que Eduardo Braide está sendo investigado pela Polícia Federal.

Documentos que comprovam que Eduardo Braide está sendo investigado pela Polícia Federal.

Documentos que comprovam que Eduardo Braide está sendo investigado pela Polícia Federal.

Documentos que comprovam que Eduardo Braide está sendo investigado pela Polícia Federal.

Procurador da República pediu abertura e inquérito em 20 de abril.

Procurador da República pediu abertura e inquérito em 20 de abril.

documento-05

documento-06

documento-07


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

A tese de Eduardo Braide…

thumbnail_img-20161025-wa0003

De irrelevante a surpreendente, a desenvoltura da candidatura de Eduardo Braide (PMN), na disputa pela Prefeitura de São Luís, pegou a todos de surpresa, quiça ele mesmo. Uma reviravolta imaginável, no 1º turno das eleições municipais, deixou muita gente boquiaberta. Em nenhum momento, Braide chegou a ser cogitado como oponente de Edivaldo Holanda Júnior (PDT) no 2º turno do pleito eleitoral.

Contra todas as expectativas e cenários errôneos, amplamente divulgados, Braide consolidou-se na vice-liderança pela Prefeitura de São Luís e reservou seu espaço para o outro nível do embate, muito mais acirrado e (in)tenso. De nome apático a candidato revelação, Braide se fez ver e ouvir pelo eleitorado ludovicense.

As pesquisas eleitorais, que erraram feio no 1º turno em São Luís, mostram uma disputa apertada entre os dois candidatos. Alguns institutos chegam a arriscar que Braide leva essa disputa. Mas, o resultado só será conhecido mesmo no próximo dia 31. Até lá esse cenário favorável não passa de especulação, haja vista o vexame das pesquisas no 1º turno.

Uma coisa é certa: independente do resultado das urnas, Eduardo Braide já é vitorioso. Isso porque ele conseguiu projetar seu nome de forma exponencial em toda São Luís. Com toda repercussão que conseguiu, tem condições reais de alçar voos bem maiores nas eleições de 2018.

A retórica levou a ludibriar o eleitorado. Sem sombras de dúvida, Braide fortaleceu seu nome em São Luís. E parece que esse era o real objetivo. Visto que não fez questão de firmar e nem expor alianças políticas para o 2º turno, como estratégia para fortalecer sua candidatura.

Prova disso é que Braide não conseguiu aglutinar o apoio de todos os candidatos derrotados no 1º turno – somente de Wellington – e nem de boa parte dos comunicadores que eram favoráveis à derrota de Edivaldo.

Por isso, a tese de Braide e que muitos analistas políticos dizem é óbvia: derrotando Edivaldo ou perdendo no 2º turno, ele está ganhando.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Wellington do Curso deve anunciar apoio a Eduardo Braide

????????????????????????????????????

O deputado estadual, Wellington do Curso (PP), deve anunciar apoio ao candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN), no 2º turno das eleições municipais.

O parlamentar se reuniu com articuladores tanto do lado do prefeito da capital maranhense, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), quanto do lado de Braide, para ouvir as propostas e projetos de ambos para gerir o município.

Após os encontros, Wellington analisou o que seria melhor para a população e decidiu apoiar Eduardo Braide.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Eduardo Braide tenta censurar Blog, mas perde na Justiça

1O juiz da 2ª Zona Eleitoral de São Luís, Adelvam Nascimento Pereira, indeferiu o pedido do candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN), para que fosse retirada a matéria “Documentos comprovam que Eduardo Braide é investigado no esquema de Anajatuba” do Blog do Neto Ferreira. (Releia)

Braide alegou que a matéria referida acima lhe causaria danos irreversíveis, porém o magistrado negou tal fato. “Entendo que a não concessão da medida extrema não importará em dano irreparável ao candidato representante ou ao equilíbrio ou à normalidade do pleito eleitoral”, disse Adelvam Nascimento.

A atitude de Eduardo Braide é uma demonstração clara de censura à imprensa e a liberdade de expressão.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, durante o fórum da Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner), que foi realizado ontem, dia 20, em São Paulo, falou sobre a liberdade de expressão e de imprensa.

“Precisamos garantir a integridade, a eficácia, a efetividade, não apenas jurídica, mas a efetividade social, da nossa Constituição para que tenhamos nela a garantia de todos os direitos. E isso é possível com uma imprensa integralmente livre, com todos podendo se expressar.”, ministra Cármem Lúcia.

Leia o documento abaixo:

img-20161021-wa0028

img-20161021-wa0026


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Documentos comprovam que Eduardo Braide é investigado no esquema de Anajatuba

Candidato Eduardo Braide.

Candidato Eduardo Braide.

Mais uma bomba está prestes a explodir em cima do deputado e candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN).

Segundo documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira, a Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão está apurando, ou seja, investigando, o envolvimento de Eduardo Braide com o esquema de corrupção que desviou milhões da Prefeitura de Anajatuba, que foi desarticulado pela Polícia Federal em outubro de 2015.

A investigação, ao que parece, já está em curso. “Verificar se há envolvimento do deputado estadual Eduardo Salim Braide com a contratação das empresas A4 Produções e Eventos, Vieira e Bezerra, Construtora Construir e M.A Silva Ribeiro por diversos municípios maranhenses, no período de 2005 a 2015 (…).”, determina o documento.

Em consulta no site do Ministério Público do Maranhão, o Blog apurou que há, sim, um procedimento instaurado contra Braide.

O procedimento chamado Notícia de Fato – que serve para investigar e apurar – foi aberto em 2015 sob sigilo com o número 028109-500/2015, e encontra-se, segundo o documento, com o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizados (GAECO), coordenado pelo procurador geral de Justiça. O documento contém assinatura da antiga procuradora-geral de justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha.

Eduardo Braide teve o nome também citado em um depoimento que compõe o inquérito da Polícia Federal, na Operação Attalea, realizada em 2015, na qual o seu pai Carlos Braide, ex-presidente da Assembleia Legislativa, foi apontado, inclusive, como mentor e um dos chefes da organização criminosa (ORCRIM).

Em contato com o titular do Blog, o candidato afirmou que nunca foi investigado até mesmo pela Procuradoria Geral de Justiça.

Lamentavelmente, os fatos novamente estão distorcidos e, desta vez, usando indevidamente o nome da Procuradoria Geral de Justiça.

Para que fique claro mais uma vez, compartilho o requerimento solicitado a mim sobre o caso noticiado por este mesmo blog e a reposta da própria Procuradoria Geral de Justiça, que confirma: nunca fui investigado“.

Abaixo os documentos da Procuradoria Geral de Justiça que manda apurar envolvimento do candidato a prefeito de São Luís.

Documento mostra que Procuradoria mandou apurar, ou seja, investigar, o envolvimento do candidato com empresas que desviaram verba da cidade de Anajatuba.

Documento mostra que Procuradoria mandou verificar, ou seja, investigar, o envolvimento do candidato com empresas que desviaram verba da cidade de Anajatuba.

Procuradoria diz que existe a abertura de notícia de fato para investigar Eduardo Braide

Consulta no site mostra que existe a abertura de notícia de fato para investigar Eduardo Braide

Documento revela que procuradoria abriu investigação sob o número 028109-500/2015

Documento revela que procuradoria abriu investigação sob o número 028109-500/2015

braide20002

braide30002

braide40003

braide5

braide60004


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.