Cidade

Edivaldo Júnior abandona sistema educacional de São Luís

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), nada tem feito para mudar o quadro da precariedade da Unidade Básica de Ensino Carlos Madeira, localizada no bairro São Raimundo, que é motivo de revolta entre pais e alunos pela péssima estrutura do local. A escola apresenta número insuficiente de professores e há uma grande falta de merenda aos estudantes.

Vista de fora, a escola esconde o descaso que passa por dentro. Alguns pais mostram indignação pois alegam que a mesma possui falta de água, as salas não possuem ventiladores adequados pois o pouco que tem solta fumaça, não possui banheiros para alunos, as tomadas são quebras e expostas – o que causa um risco grande as crianças -, o teto da escola é rachado e no inverno o uso de guarda-chuva dentro da sala é obrigatório. Situações que são confirmadas por alunos.

“O banheiro, a água e os ventiladores são mitos na escola. Em cada sala de aula apenas uma luz funciona. O mais comum é a falta de professores, o que prejudica a todos nós”, relata uma aluna.

A falta de professores também é outro fator que prejudica os alunos da rede municipal e divido a essa problemática, a escola passou mais da metade do primeiro semestre sem ter aulas.

De fato, o que acontece em São Luís na infraestrutura, saúde e educação é apenas o reflexo de um administrador leigo em gestão pública.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PT declara apoio a Edivaldo Holanda Júnior

Representantes de todas as vertentes do Partido dos Trabalhadores em São Luís se reuniram na manhã deste sábado (13) para declarar apoio à candidatura de Edivaldo Holanda Júnior no segundo turno. Com o movimento “Sou 13 agora voto 36”, os petistas da capital aderem ao movimento da mudança liderado por Edivaldo no segundo turno das eleições de 2012.

Com diversos ex-candidatos a vereadores do PT na última eleição, vereadores eleitos pela coligação “Muda São Luís” (PCdoB, PDT, PSB e PTC), o vice Roberto Rocha (PSB) e o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), Edivaldo confraternizou com as diferentes correntes do PT em nome de um governo democrático, transparente e de diálogo com a população.

“Receber formalmente o apoio do PT de Dilma e Lula é uma grande honra. Estar hoje ao lado do partido que ajuda a presidenta Dilma a comandar o país e de cujo Conselho Político faço parte é mais que um orgulho, é um dever. Lá em Brasília discutimos juntos os rumos do país. Em São Luís, o PT também quer a mudança feita em todo o país,” afirmou Edivaldo.

O candidato da mudança e da renovação política em São Luís aproveitou o momento para analisar alguns pontos frágeis da administração do PSDB na capital maranhense nos últimos quatro anos. “A atual administração destruiu a cidade por falta de gestão e diálogo. É contra esse tipo de prática, que governa de costas para o povo de São Luís, que estamos lutando,” disse.

No início da semana, o coletivo Resistência Petista, liderado pelos deputados Bira do Pindaré e Domingos Dutra também declarou apoio a Edivaldo Holanda Júnior, demarcando o posicionamento progressista do PT de São Luís.

Para o vice-presidente estadual do PT, Augusto Lobato, o partido não pode ficar refém de uma família e a reunião em prol da candidatura de Edivaldo Holanda Júnior representa um recomeço para o partido.

“Somos um partido democrático e que consegue discutir internamente para optar politicamente. Nestas eleições, Edivaldo representa a antítese do PSDB, partido contra o qual lutamos nacionalmente. Com ele, teremos uma aliança programática, para fazer uma prefeitura que saiba olhar para o cidadão,” analisou Lobato.

O presidente da Embratur, Flávio Dino, lembrou as lutas sindicais que o PT defendeu historicamente no Maranhão e do posicionamento de esquerda que o partido adotou ao longo de sua história.

“Sou parte dessa luta porque sempre votei 13. Não visto uma camisa por oportunismo, sem entender o símbolo de lutas que ela representa,” e, ao criticar a atual administração, completou: “É razoável que falte água e sobre esgoto todos os dias nas casas de nossa cidade?”.

Já o candidato a vice-prefeito, Roberto Rocha, ressaltou que todos os partidos que neste momento escolhem ficar ao lado de Edivaldo têm um mesmo sentimento, que é o de mudança, de fazer um governo que inverta as prioridades. “A prefeitura tem de parar de olhar para si e começar a olhar para o povo de São Luís. Não podemos olhar só as eleições, precisamos planejar e pensar no futuro das próximas gerações,” concluiu.

Para a vereadora Rose Sales (PCdoB), o PT faz jus à ideologia do partido ao aderir à campanha de Edivaldo. “PT faz política por vontade autêntica de mudança. Frente a uma administração nefasta, utilizando artimanhas grosseiras para tirar benefícios do povo. Mas isso vai mudar a partir de 2013, com um governo democrático ao lado de pessoas que querem caminhar ao lado do povo,” assegurou Rose.

Representantes católicos aderem ao 36. Dentre os grandes apoios presentes no evento, destacou-se o representante do movimento católico, Gregório Guimarães. Na reunião, ele repudiou as mentiras espalhadas pela campanha adversária no meio religioso.

“Estamos aqui para desmentir as histórias que andam espalhando pela cidade de que um candidato religioso poderá atuar contra as demais crenças. É uma estratégia baixa espalhar boatos colocar medo na população. Vivemos em um ambiente democrático, o que traz também o respeito a todas as religiões e culturas. Os responsáveis por esses ataques agem de má-fé, contra a o princípio da Verdade defendida por todas as religiões,” afirmou Gregório.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.