Poder

Em 3 anos, Edeconsil recebeu R$ 442 milhões do cofres públicos

As obras públicas milionárias do governo do Maranhão tem sido cobiçadas por muitas construtoras. Como é o caso da Edeconsil Construção Civil, comandada por Fernando Cavalcante e José Thomaz Cavalcante Filho, que vem ganhando inúmeros contratos vultuosos na gestão comunista.

Levantamento feito pelo Blog do Neto Ferreira apurou que já foram repassados para a empreteira nada menos do que R$ 442.549.826,90 milhões entre 2015 e 2018. O montante milionário é decorrência da realização de acordos contratuais firmados entre a Secretaria de Infraestrutura e a contrutora, que tem como objeto obras de pavimentação em rodovias estaduais.

O valor mais alto destinado para Edeconsil foi em 2015, segundo dados coletados no Portal da Transparência. À época, a construtora recebeu R$ 127.621.491,66 milhões. Em 2016, a quantia paga aos empresários girou em torno de R$ 117.203.783,10 milhões.

No terceiro ano de mandato do governador Flávio Dino, a empreiteira faturou cerca de R$ 116.641.052,49 milhões. Já no ano passado, foram destinados R$ 81.083.499,65 milhões.

Em 2019, a Edeconsil não recebeu qualquer valor oriundo de pagamentos de contratos, mas há empenhado o montate de R$ 4 milhões, de acordo com a Transparência.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Edeconsil ganha mais um contrato de R$ 29,4 milhões no governo Flávio Dino

Em menos de 1 mês, a Edeconsil Construções e Locações Ltda, de propriedade Fernando Antônio Leitão Cavalcante e José Thomaz Cavalcante Filho, fatura o 4º contrato milionário no governo Flávio Dino (PCdoB). Os três primeiros foram firmados entre os dias 26 de maio e 2 de junho e, se somados, equivalem a R$ 99.364.900,20 milhões.

O último acordo contratual foi publicado no Diário Oficial do dia 14 de junho e foi celebrado 5 dias antes.

O valor do novo contrato é de R$ 29.483.435,00 (Vinte e nove milhões, quatrocentos e oitenta e três mil e quatrocentos e trinta e cinco reais), que prevê a execução dos serviços de pavimentação e manutenção de vias urbanas no municípios da regional de Caxias, com extensão de 70 KM.

Assim como os demais, o acordo tem validade de 12 meses.

A soma total dos 4 contratos firmados entre o governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), e a Edeconsil chega a R$ 128.848.335,20 milhões.

Ao que parece, a construtora ganhará mais acordos contratuais milionários na gestão estadual.

________________________Leia também

Edeconsil fatura mais 2 contratos de R$ 63,4 milhões no governo Flávio Dino
Edeconsil e Construservice ganham contratos de R$ 72,2 milhões no governo Flávio Dino

edeconsil

edeconsil1-1

edeconsil2-1-768x287


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Irmão de Ricardo Murad recebe precatório milionário da Edeconsil

IMG-20170606-WA0057

Emílio Murad

A empreiteira Edeconsil- Desmatamento Construções Ltda, cobra uma dívida da Prefeitura de Caxias que já virou precatório de nº 021646/2012, e o valor que deve ser pago é R$ 1.873.072,44 milhões.

As duas decisões, para que fosse efetuado o pagamento, foram dadas em fevereiro de 2015 e 28 de abril de 2017. Sendo que a primeira foi no valor de R$ 740.680,14 mil e a segunda no montante de R$ 1.132.392,30 milhão.

O processo de nº 0004272-67.2012.8.10.0000 tramita no Tribunal de Justiça do Maranhão.

Porém, um ponto chamou atenção. A Edeconsil colocou o irmão do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, Emílio Jorge Murad para receber tal pagamento.

Por quê a empreiteira nomeou o Emílio para ficar responsável por receber a tal quantia?

A relação da Edeconsil com as famílias Murad e Sarney é bastante antiga. Somente no governo de Roseana Sarney, que é cunhada de Emílio Murad, a construtora faturou cerca de R$ 324.779.020,83 milhões.

IMG-20170607-WA0113

IMG-20170607-WA0112


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Edeconsil fatura mais 2 contratos de R$ 63,4 milhões no governo Flávio Dino

Empresário-Fernandão

Empresário e sócio-proprietário da Edeconsil, Fernando Antônio Leitão Cavalcante

Seguindo os passos da gestão anterior, o governo Flávio Dino tem firmado inúmeros contratos milionários com a empresa Edeconsil Construções e Locações Ltda, de propriedade Fernando Antônio Leitão Cavalcante e José Thomaz Cavalcante Filho.

Localizada em São Luís, a construtora ganhou sozinha mais dois acordos contratuais, que somados dão o montante de R$ 63.478.692,70 milhões (Sessenta e três milhões, quatrocentos e setenta e oito mil, seiscentos e noventa e dois reais e setenta centavos).

De acordo com o que foi publicado no Diário Oficial do Maranhão, os contratos, que foram firmados entre as Secretarias de Infraestrutura e de Desenvolvimento Social e a Edeconsil Construções, preveem a pavimentação e manutenção de vias urbanas nos municípios das regionais de Pinheiro e Itapecuru-Mirim, com extensões de 80 km e 60 km, respectivamente.

Para executar o serviço em Pinheiro, a empreiteira vai faturar R$ 36.306.604,80 (Trinta e seis milhões trezentos e seis mil seiscentos e quatro reais e oitenta e oito centavos). E em Itapecuru-Mirim, o valor pago será menor, o montante de R$ 27.172.087,90 (Vinte e sete milhões, cento e setenta e dois mil, oitenta e sete reais e noventa).

Além desses acordos contratuais, a construtora ganhou mais um para pavimentar vias nos municípios da regional de São Luís no valor de R$ 35.886.207,50 (Trinta e cinco milhões, oitocentos e oitenta e seis mil, duzentos e sete reais e cinquenta centavos). (relembre)

Portanto, com mais esses dois contratos, a construtora vai lucrar R$ 99.364.900,20 milhões em 12 meses, pois essa é a validade de todos os acordos.

edeconsil3

edeconsil4

edeconsil1

edeconsil2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Edeconsil e Construservice ganham contratos de R$ 72,2 milhões no governo Flávio Dino

Fernandão

Um dos sócios da Edeconsil, Fernando Antônio Leitão Cavalcante

R$ 72.201.001,62 milhões. Esse é o montante que as empresas Construservice Empreendimentos e Construções e Edeconsil Construções e Locações vão faturar no governo Flávio Dino somente com duas obras.

Foi publicado no Diário Oficial dois contratos firmados entre as Secretarias Estadual de Infraestrutura (Sinfra) e Desenvolvimento Social (Sedes) e a Edeconsil e a Construservice que preveem a execução de serviços e manutenção de vias urbanas nos municípios das regionais de Santa Inês e de São Luís, com extensão de 80 KM.

Pelo serviço feito em São Luís, a Edeconsil, que tem como proprietários Fernando Antônio Leitão Cavalcante e José Thomaz Cavalcante Filho, vai receber R$ 35.886.207,50 (Trinta e cinco milhões, oitocentos e oitenta e seis mil, duzentos e sete reais e cinquenta centavos), sendo o valor de 01 KM é Km R$ 579.685,50 mil.

E a Construservice, que pertence à Rodrigo Gomes Casanova Júnior e Adilton da Silva Costa, vai lucrar R$ 36.314.794,12 (Trinta e seis milhões, trezentos e quatorze mil, setecentos e noventa e quatro reais e doze centavos), sendo o valor de 01 km R$ 452.347,83 mil.

Os dois contratos tem vigência de 12 meses.

Esse não é o primeiro acordo contratual milionário ganho pela Edeconsil no governo estadual. Nas gestões de Roseana e Flávio Dino, a construtora já faturou mais de R$ 200 milhões para executar obras na capital maranhense e no interior do estado.

Construservice

edencosil

construservice1

construservice2

edeconsil1

edeconsil2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Fernandão da Edeconsil: o homem que mais ganha dinheiro no governo Flávio Dino

fernandao

O abençoado Fernando Antônio Leitão Cavalcante, conhecido no meio empresarial como Fernandão, dono da Edeconsil Construções e Locações Ltda, é o homem que mais fatura cifras milionárias no governo Flávio Dino.

Fernandão, que tem como sócio José Thomaz Cavalcante Filho na construtora, tem se tornado recordista em ganhar contratos com valores exorbitantes na gestão estadual.

Em 2016, o empresário já lucrou o montante de R$ 104.965.148,74 milhões com a construção de obras públicas em todo o Maranhão. Mas, a “mão amiga” de Fernandão, a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Sinfra) pretende pagar à Edeconsil nada menos do que R$ 173.768.657,12 milhões, referente aos acordos contratuais do ano corrente.

A parceria entre o governo Flávio Dino e a poderosa construtora de Fernandão iniciou em 2015. Naquele ano, a Edeconsil embolsou R$ 127.211.057,46 milhões. E de lá para cá, a conta só foi aumentando e parceria ficando mais forte. Durante esses dois anos, a gestão estadual já pagou R$ 232.176.206,20 milhões ao empresário.

Os lucros são exorbitantes. E a tendência é aumentar. Presume-se que Fernadão, até 2018 – final do mandato de Flávio Dino-, irá faturar cifras que giram em torno de quase R$ 500 milhões.

Portanto, Fernandão, de fato, é abençoado por Deus!

edeconsil3

Dados referentes ao ano de 2016, que foram colhidos no Portal da Transparência

edeconsil4

Dados referentes ao ano de 2015, que foram colhidos no Portal da Transparência

edeconsil1

Cadastro da Edeconsil na Receita Federal.

edeconsil

Cadastro da Edeconsil na Receita Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PF investiga ligação entre a Edeconsil e o doleiro Youssef

A empresa Edeconsil Construções e Locações Ltda, de propriedade dos empresários Fernando Antônio Leitão Cavalcante, o Fernandão, e José Thomaz Cavalcante Filho é investigada pela Polícia Federal.

alberto-youssef-flavio-dino-fernando-cavalcante-edeconsil

Um dos proprietários da Edeconsil, Fernando Antônio Leitão Cavalcante, o Fernandão.

A construtora teve seu nome citado durante a 2ª fase da Operação Lava Jato, denominada Bidone, quando o doleiro Alberto Youssef entregou aos agentes federais uma relação com diversos valores relacionados a obras negociadas por ele, segundo documento obtido pelo Atual 7.

A planilha contabilizou 170 empresas, sendo a maioria empreiteiras, e uma delas é a Edeconsil. No documento aparece nome de José Humberto Tavares como representante da empresa.

Ainda de acordo com o documento, a empresa integrava o Consórcio EIT/Edeconsil/PB que estava concorrendo a um processo licitatório para realizar obras da Caema, na adutora Italuís.  A proposta do doleiro Youssef foi encaminhada no 12 de janeiro de 2012, e o Consórcio ganhou o contrato no dia 24 de janeiro do mesmo ano.

Diante de tais informações, os investigadores acreditam que a Edeconsil e outras empresas teriam pago propina para garantir contratos com o poder público.

Um escândalo!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Empreiteiros da Edeconsil são alvos do MST no Pará

Os proprietários da empresa Edeconsil Construções e Locações Ltda, os irmão Fernandão e Thomás, se deslocaram até a fazenda Cedro, no Pará, em um avião – que foi arrematado do empresário João Claudino – com o intuito de comprar gado, onde pousaram em uma das melhores pista de voo do interior do estado.

Segundo informações, o local era de um grande pecuarista, Bené Mutran, que a vendeu para o grupo Oporttunity, de propriedade de Daniel Dantas, porém a fazenda foi invadida pelos integrantes do Movimento Sem Terra (MST).

Ao voltar para a aeronave, os donos da Edeconsil foram recebidos com balas, mas conseguiram sair ilesos da situação. Apenas o avião ficou avariado


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.