Poder

Ducol de Henry Dualibe abocanhou R$ 73 milhões do governo Roseana

Uma das empresas de Henry Dualibe Filho, a Ducol Engenharia Ltda., fatura alto com os contratos do Governo do Maranhão com prestação de serviço na area da construção civil. O multimilionário e amigo pessoal da governadora Roseana Sarney, tem gerado alguns conflitos de interesses de construtores que tentam ganhar obras de custos elevados no estado.

De janeiro deste ano, Dialibe ganhou licitação para pavimentação de estradas e a obra que do espigão. Para evitar que o mar avançasse, foi construída o espigão que também serve para famílias apreciam a vista do mar.

Segundo apurou o blog, houve uma concorrência pública com lotes e a empresa não teria apresentado o valor mais baixo. De fato, o preço teria sido acima de outras concorrentes. Mesmo assim, a Ducol acabou levando o contrato.

Desde então, a empresa já recebeu mais de R$ 73 milhões do Governo do Maranhão, operando nas Secretarias de Infraestrutura e Educação, segundo levantamento feito pelo Blog do Neto Ferreira no Portal da Transparência.

As relações de negócios e amizades entre as famílias Sarney e Dualibe ja teve repercussão nacional com a reportagem da Folha de S. Paulo mostrou um vídeo do senado José Sarney (PMDB-AP), juntamente com o empresário Henry Duailibe sendo levado e horas depois desembarcando do helicóptero da Polícia Militar do Maranhão após passeio na ilha particular de Curupu, no litoral maranhense (reveja abaixo a reportagem).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Roseana Sarney recorre ao STF contra suposta empresa de Edinho Lobão

O Governo do Maranhão recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender decisão em que o Tribunal de Justiça do Estado impede o recolhimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) da Itumar Distribuidora de Bebidas Ltda. Segundo o Estado, os tributos chegam a ultrapassar R$ 16 milhões.

O proprietário da Itumar, Marco Antônio Costa foi sócio do senador Edinho Lobão (PMDB) pela Bemar, distribuidora da Schincariol, que foi criada como empresa de fachada da Itumar, onde o senador também teria participação.

Na época, o empresário sugeriu a Edinho que fosse criada a empresa no intuito de fugir dos impostos além do receio que a Itumar Distribuidora de Bebidas Ltda viesse a falir por problemas fiscais.

Sem vender ou comprar algo, a Bemar Distribuidora de Bebidas tinha uma extensa movimentação bancária, que era dinheiro oriundo da Itumar, além das duas empresas funcionarem como se fosse apenas uma.

Foi descoberto que as empresas Itumar, Bemar, Ventura e Marco Atacado  tinham o mesmo endereço, sendo todas de fachada do grupo Itumar, que supostamente é de propriedade do senador Edinho Lobão (PMDB).

Segundo as investigações do Ministério Público do Maranhão, a “Itumar” é acusada de sonegar R$ 42 milhões em impostos desde 2000.

O senador Edinho Lobão (PMDB) alegou “não há ligações alguma com a Itumar e nunca houve fraudes em sua empresa Bemar, distribuidora da Schincariol”, afirmou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.