Poder

Construção de praça em Montes Altos vai custar R$ 433 mil

Apenas com a construção de uma praça, o município de Montes Altos vai gastar a quantia considerável de R$ 433.314,95 (quatrocentos e trinta e três mil, trezentos e quatorze reais e noventa e cinco centavos).

O serviço deve ser executado pela empresa Construset. A parceria foi firmada no dia 15 de agosto deste ano e tem vigência de 180 dias. Quem assinou o documento foi o próprio prefeito de Montes Altos, Valdivino Rocha Silva.

Para tentar justificar o valor elevado da contratação, a Prefeitura informou no extrato de contrato que o empreendimento terá canteiros, urbanização, paisagismo, palco para eventos e quiosques. Mesmo com todos esses acessórios, o valor está muito acima do investimento.

1

a


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Imperatriz vai pagar R$ 900 mil em aluguéis

A Prefeitura de Imperatriz contratou, com inexigibilidade de licitação, a empresa GDR Participações e Administração S/A para realizar o serviço contínuo de locação de imóvel para atender as necessidades de instalação da Secretaria Municipal da Fazenda e Gestão Orçamentária.

O valor da parceria celebrada é de R$ 900 mil. O pacto foi firmado no dia 19 de agosto deste ano.  A empresa detentora do contrato é do município de Paço do Lumiar. No documento consta a assinatura do titular da pasta agraciada, Francisco Jerfeson Alves de Sousa.

De acordo com a Lei 8.666/93 (que institui normas para as licitações), em seu artigo 25, é inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial: I – para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo; II – para a contratação de serviços técnicos; e III – para contratação de profissional de qualquer setor artístico, desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública.

Como se percebe, a referida contração de Imperatriz não atende a nenhum dos critérios de inexigibilidade que a lei assegura. Portanto, o município infringiu as normas legais. Essa parceria precisa ser apurada pelos órgãos competentes. O município de Imperatriz é comandado pelo prefeito Sebastião Madeira.

imp

a


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Santo Amaro do Maranhão vai gastar mais de R$ 630 mil com praças

A Prefeitura de Santo Amaro, comandada pela prefeita Luziane Lopes Rodrigues Lisboa, decidiu há poucos dias construir três praças valiosíssimas no município. Ao todo, será despendida a quantia absurda de R$ 636.238,62 com os espaços.

Com tantas deficiências para serem sanadas no município, a prefeita optou torrar o dinheiro do povo  com praças; isso se elas forem construídas de fato. A parceria generosa foi celebrada com a Construtora Maranhense, no dia 22 de agosto.

Para a prestação de serviço, foram celebrados dois contratos com a referida empresa: um de R$ 246.301,88, para a construção de duas praças, e ou outro de R$ 389.936,74, para apenas uma. Um verdadeiro absurdo, além é claro do valor total do serviço. Como a construção de uma praça pode ser muito mais cara que a construção de duas?

A prefeita Luziane deve esclarecer esses pactos grotescos, e o Ministério Público deve investigar esse absurdo. Os contratos foram assinados pela própria prefeita e vigoram até o dia 22 de dezembro. Confira o extratos dos contratos publicados no Diário Oficial do Maranhão:

santo

cons


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Parnarama vai pagar R$ 641 mil em manutenção de veículos

A manutenção de veículos no município de Parnarama, administrado pelo prefeito David Pereira de Carvalho, vai ser salgada. A prestação de serviço vai custar aos cofres públicos a extravagante quantia de R$ 641.610,85.

Duas empresas do Piauí foram as beneficiadas: R. F. C. Carvalho (R$ 86.360,83) e Casa das Molas Comercio de Peças e Serviços de Molas ( R$ 555.250,02). O contrato com a primeira empresa foi firmado no dia 18 de abril e com a segunda no dia 19 de abril. Ambos foram assinados pelo prefeito David Pereira de Carvalho.

Confira  extrato do contrato publicado no Diário Oficial do Maranhão:

a

1

2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Bacabeira vai gastar R$ 556 mil com material de construção

A Prefeitura de Bacabeira, conduzida pelo prefeito Alan Jorge Santos Linhares,gastou a expressiva quantia de R$ 556.458,00 (quinhentos e cinquenta e seis mil, quatrocentos e cinquenta e oito reais) com aquisição de material de construção.

O contrato foi celebrado no dia 12 de abril deste ano com a empresa C.de C. Colins Comércio (Carlito Construções) e deve vigorar até o dia 31 de dezembro. No documento, consta a assinatura da secretária Municipal de Administração e Planejamento, Vilany Oliveira Rodrigues.

Na resenha do contrato, publicada no Diário Oficial do Maranhão, não é especificada o destino e objetivo de tal contratação. Diz apenas que os materiais adquiridos devem atender a demanda da Prefeitura de Bacabeira.

a

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Fortaleza dos Nogueiras pretende gastar R$ 932 mil com o transporte escolar

O transporte escolar em Fortaleza dos Nogueiras vai ter um custo bem elevado no segundo semestre deste ano. A prestação de serviço vai custar a quantia de R$ 932.850,25 aos cofres públicos.

O contrato foi firmado com a empresa M D Construções no dia 4 de agosto e vigora até o dia 30 de dezembro. No documento consta a assinatura do secretário de Arrecadação, Planejamento e Administração, Raul Alexandre Lima e Silva.

A Prefeitura de Fortaleza dos Nogueiras é comandada pelo prefeito Eliomar de Sousa Nogueira. Confira abaixo, o extrato do  contrato publicado no Diário Oficial do Maranhão:

Fortaleza

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Belágua vai pagar R$ 1,7 milhão em combustíveis

R$ 1.795.750,00 ( um milhão, setecentos e noventa e cinco mil, setecentos e cinquenta reais). Esse foi o valor absurdo despendido pela Prefeitura de Belágua com combustíveis e derivados de petróleo.

A empresa que faturou a prestação de serviço foi a Washington Aguiar Lopes ( Auto Posto Progresso II), de São benedito do Rio Preto. O acordo foi assinado pelo prefeito de Belágua, Adalberto do Nascimento Rodrigues, no dia 4 de julho deste ano e tem vigência de 176 dias.

O contrato foi divido em três lotes, que devem atender às secretarias municipais de Educação (R$ 596.750,00), Administração (R$ 738.350,00) e Saúde (R$ 460.650,00).

Essa contratação exorbitante precisa ser apurada pelo Ministério Público Estadual. Vale destacar que Belágua foi apontada pelo IBGE como o município mais pobre do Brasil e ganhou destaque nacional no ano de 2014 pela condição lamentável.

Mesmo com o dados negativos, nada tem sido feito pela gestão municipal para reverter o quadro. Muito pelo contrário, gastos desnecessários estão sendo efetuados.Enquanto isso, população continua sofrendo com a falta de investimentos nos serviços básicos e com a pobreza extrema.

Belagua

a


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Bacabeira vai gastar R$ 1 milhão em eventos

A Prefeitura de Bacabeira, comandada pelo prefeito Alan Jorge Santos Linhares, destinou uma boa fatia do orçamento para os eventos do município no exercício 2016. Ao todo, foi despendida a quantia de R$ 1.085.500,00 (um milhão, oitenta e cinco mil e quinhentos reais) com a prestação de serviço.

A empresa que conseguiu o contrato foi a M.A.S Pereira, de São José de Ribamar. O acordo foi celebrado no dia 22 de janeiro deste e foi o próprio prefeito quem assinou. A parceria milionária vigora até o dia 31 de dezembro.

Pelo visto, o ano eleitoral promete ser bastante festivo em Bacabeira. Seria bom se o Ministério Público apurasse essa festança.

a

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Retoques em escolas municipais de Lago do Junco custam mais de R$ 900 mil

A Prefeitura de Lago do Junco, administrada pelo prefeito Osmar Fonseca dos Santos, resolveu realizar uma manutenção valiosa nos prédios escolares a poucos meses das eleições municipais. Pelo menos é o que aponta a publicação abaixo, extraída do Diário Oficial do Maranhão.

A Prefeitura vai gastar a quantia expressiva de R$ 922.755,48 com a prestação de serviço. A empresa detentora do contrato é Construtora Cap Norte, do Pará. O pacto foi firmado no dia 29 de julho deste ano e vigora até o dia 31 de dezembro.

No contrato, consta a assinatura do secretário Municipal de Educação, Marcony Wellython Oliveira Pinheiro. Confira o extrato do contrato:

Lago do Junco

a


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Buriticupu vai gastar R$ 1,5 milhão em materiais permanentes

A farra com o dinheiro público continua em Buriticupu. No último dia 5, o município despendeu R$ 1.516.275,22 (um milhão, quinhentos e dezesseis mil, duzentos e setenta e cinco reais, e vinte e dois centavos) só com materiais permanentes.

Detalhe, a prestação de serviço deve atender somente à Secretaria Municipal de Saúde. A parceria milionária foi firmada com a empresa Med Hospitalar, de São Luís. O contrato suspeito vigora até o dia 31 de dezembro.

A prefeitura de Buriticupu é administrada pelo prefeito José Gomes Rodrigues, que é candidato à reeleição.

Buriticupu

a


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.