Política

PF detecta doações milionárias para deputados federais e estaduais do MA; veja relação

A Polícia Federal durante as investigações, que apuraram desvios de verbas federais do Sistema de Saúde do Maranhão, constatou doações de empresas envolvidas no esquema criminoso com a finalidade de financiar campanhas eleitorais de candidatos a deputado estadual e federal.
As doações ocorreram nas eleições dos anos de 2010 e 2014.

O documento detalha, ainda, os valores recebidos por esses candidatos e revela os nomes das empresas doadoras, conforme mostra o documento abaixo.

O atual deputado Antônio Pereira Filho (DEM), em 2014, recebeu do Centro Oncológico Brasileiro Ltda – COBRA, o montante de R$542 mil, já em 2010 a quantia foi de R$ 75 mil, que foi doado pelo COBRA e Serviço de Diagnóstico.

Foi enviado à deputada Andréa Murad (PMDB), filha do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, o total de R$334 mil por três empresas, a Litucera Limpeza Engenharia Ltda., a Tempo Engenharia e Arquitetura Ltda., e a SIAH Assessoria Hospitalar, Informática e Representações.

A atual deputada federal Eliziane Gama (REDE), em 2014, foi beneficiada com R$11.530 mil pela W.L da S Marque –ME;

Nas investigações, também, foi detectado que o parlamentar federal Sérgio Frota (PSDB), 2014, foi beneficiado com doações no valor de R$ 200 mil da Bacanga Sonorizações e Transportes; assim como Josimar Rodrigues, o Josimar de Maranhãzinho (PR), o deputado estadual mais bem votado do Maranhão, em 2014, que recebeu a quantia de R$ 30 mil da empresa W.C Almeida Silva Comércio de Alimentos ME.; na conta de José Inácio Sodré Rodrigues, o Zé Inácio (PT), foi depositado R$27.500 mil pela Biofar Diagnóstica Comércio e Representações Ltda.

Segundo a Polícia Federal, em 2010, Ricardo Murad (PMDB) recebeu doações no valor de R$18 mil de três empresas Tanaka Dedetização e Serviços Gerais Ltda, Posto São Francisco Ltda. e Posto Americano Ltda., para o financiamento da candidatura a deputado estadual.

Deoclides Neto (PDT), foi eleito a deputado estadual, mas teve seus votos anulados pela Justiça Eleitoral, também recebeu dinheiro do Centro Médico de Anestesia Ltda-ME, o montante de R$10 mil.

A PF apontou que José Carlos Nunes Júnior, mais conhecido como Zé Carlos da Caixa (PT), em 2010, recebeu em sua conta bancária o valor de R$ 58 mil; e para Magno Augusto Nunes, que é suplente, foi depositado o montante de R$ 140 mil em 2010. E para o deputado federal Hildo Rocha foi doado a quantia de R$ 2 mil pela empresa Adolfo Silva Fonseca, em 2014.

Foi constatado que Igor Lago, filho ex-governador do Maranhão, Jackson Lago, recebeu Atlântica Segurança Técnica Ltda. R$ 10 mil, mas não se elegeu no pleito de 2014; Telma Pinheio também recebeu doações no valor de R$350,00, da W. L da S Marque-ME, mas não foi eleita. Ela era secretária de Jackson Lago.

Essas empresas aqui citadas são investigadas pela Polícia Federal, pois serviram aos Institutos Bem Viver e ICN como manobra para fazer doações de campanha eleitoral para candidatos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.