Poder

Depoimento revela negociação de agiota com prefeito de Bela Vista e ex-gestor de Nova Olinda

page

Documento obtido com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira, revela que o prefeito de Bela Vista, Orias de Oliveira e o ex-prefeito de Nova Olinda, Delmar Sobrinho, receberam dinheiro do agiota Josival Cavalcanti, o Pacovan.

A revelação foi feita pelo pistoleiro Wellington Silvestre dos Santos, conhecido como Júnior Alagoano, durante um depoimento aos delegados do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO), Ney Anderson Gaspar, Victor Okano Nascimento, e Jalves Carvalho. O DCCO é ligado à Superintendência Estadual de Investigação Criminal (SEIC).

Trechos do depoimento afirmam que Júnior Alagoano trabalhava em fazendas localizadas em Bela Vista, Pio XII e Nova Olinda e viu, por diversas vezes, Pacovan chegar com malas de dinheiro nos referidos imóveis e entrando nos quartos para fazer as negociações.

O pistoleiro frisou que vários políticos, que perderam as eleições, já tiveram veículos tomados em virtude da dívida contraída.

Alagoano disse, ainda, que o ex-prefeito de Nova Olinda, Delmar Sobrinho, está devendo para Pacovan e que Zé Augusto, pai do então candidato a prefeito de Bela Vista, Augusto Filho, também pegou recursos emprestados, mas que já foram pagos com o veículo SW4.

O depoimento traz também a informação de que um homem identificado como Zé Arthur recebeu dinheiro do agiota para investir na campanha de Augusto Filho, mas colocou a verba na candidatura do atual prefeito de Bela Vista, Orias de Oliveira.

Júnior Alagoano falou aos delegados do DCCO que quando Pacovan foi levar dinheiro nas fazendas de Orias e Zé Augusto o encontrou nos dois locais.

depoimento

depoimento1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Aliados espalham suposto acordo para retornar Delmar a Prefeitura de Nova Olinda

O prefeito afastado de Nova Olinda do Maranhão, Delmar Barros da Silveira Sobrinho, não se conforma com o afastamento e está fazendo o que pode para retornar ao cargo. Ele foi afastado pela Câmara dos Vereadores pelo período de 90 dias.

Indignado com a situação, Delmar Sobrinho ingressou com duas ações na Justiça, na última quarta-feira (9): uma para retornar ao cargo e a outra para responsabilizar os vereadores por terem o afastado e dado posse ao vice-prefeito, Marlon Vale Cutrim.

Aparecem como réus nos dois processos os vereadores: José Alberto Lopes Sousa, Belimário de Albuquerque Cabral, Herbert dos Santos, Raimunda Rodrigues Rego, Selma de Sousa Coelho, Euvilene Silva Linhares e Milton Moreira da Silva.

Mesmo diante do afastamento, aliados de Delmar espalham na cidade que existe uma suposta “acordo” para que possibilite o retorno dele ao cargo. Retorno que, supostamente, envolveria cifras para bancar uma decisão favorável.

Ocorre, porem, os dois processos que tramitam na Comarca de Santa Luzia do Paruá, sendo um deles o que trata do pedido de retorno ao cargo, estão aos cuidados do juiz Rodrigo Costa Nina, que já determinou o afastamento de Delmar Sobrinho outras vezes do cargo.

Se depender da seriedade do magistrado Rodrigo Nina, Delmar Sobrinho deve permanecer afastado do cargo por atos nada republicanos.

1

2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Prefeito de Nova Olinda é afastado do cargo

image140

Prefeito de Nova Olinda do Maranhão, Delmar Sobrinho.

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ-MA) negou mais um recurso impetrado pelo prefeito de Nova Olinda do maranhão, Delmar Barros da Silveira Sobrinho (DEM) e portanto foi afastado do cargo de gestor municipal. Quem deverá assumir o posto será vice-prefeito, Marlon Vale Cutrim.

Segundo informações do Tribunal de Justiça, Delmar foi afastado após uma decisão proferida pelo juiz Rodrigo Costa Nina, em dezembro de 2015, pois foi ajuizada contra ele uma Ação Civil Pública (ACP) pelo promotor Hagamenon de Jesus Azevedo da Promotoria de Justiça de Santa Luzia do Paruá.

O motivo da ACP se deu pelo de fato de constar na folha de pagamento da Prefeitura o nome de Gentil Augusto Frazão como funcionário sem conhecimento deste, que só foi descoberto quando o idoso deu entrada na sua aposentadoria.

O Ministério Público já ajuizou três Ações contra o prefeito por vários motivos, como a regularização do pagamento dos salários do funcionalismo municipal e atos de improbidade administrativa.

Após o afastamento, Delmar conseguiu retornar ao cargo no dia 29 de dezembro depois da decisão da relatora Maria das Graças de Castro Duarte Mendes. A magistrada deferiu o pedido de defesa dele, suspendendo a decisão do juiz Rodrigo Nina.

E hoje, a Justiça do Maranhão sentenciou que o gestor público seja afastado por tempo indeterminado. A sentença ainda cabe recurso, mas somente no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.

IMG-20160405-WA0023


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Indícios de fraude em Nova Olinda complica a vida de prefeito

O Ministério Público do Maranhão encontrou indícios de irregularidades em pagamentos da folha dos servidores, após receber vasta documentação do bioquímico Gentil Frazão, que acusa o município de usar seu nome no Conselho Nacional de Entidades de Saúde como funcionário da prefeitura.

De acordo com a documentação, Gentil consta como servidor de Nova Olinda do Maranhão há mais de sete anos exerce as funções de bioquímico e técnico em alimentos. Ocorre que, ele nunca trabalhou na gestão de Delmar Sobrinho.

Há 15 o bioquímico mora no estado do Pará e descobriu que estava sendo usado quando quando foi pego na ‘malha fina. “Nunca exerci essa função esses sete anos que colocaram”, revelou.

O promotor de Justiça Hagamenon Azevedo solicitou que o prefeito encaminhe documentações sob pena de responder por atos de improbidade administrativa. “Nós já temos atualmente instauradas outras investigações de pessoas que estariam em situação irregular perante ao município”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Saúde

Bebê morre após médico de Nova Olinda recusar fazer parto alegando atraso salarial

Criança vítima do sistema precário de saúde de Nova Olinda.

Criança vítima do sistema precário de saúde de Nova Olinda.

No munício de Nova Olinda do Maranhão a saúde pública fez mais uma vítima, decorrente ao atraso no pagamento dos salários dos servidores. Um caso que aconteceu recentemente no município, onde uma senhora, em trabalho de parto, teve atendimento negado pelo médico da unidade de saúde a qual recorreu. Na ocasião, o médico justificou a recusa do atendimento sob a alegação de não ter os equipamentos necessários e, ainda, por estar com o salário atrasado.

Enquanto outros municípios, como Centro do Guilherme e Maranhãozinho, pagam os seus servidores em dia, a gestão de Delmar Sobrinho não tem honrado com seus compromissos, com servidores com salários atrasados há seis meses, o que tem acarretado na demissão voluntária de funcionários e prejuízos à economia local.

O Conselho Regional de Medicina (CRM), deve tomar as devidas providências em relação ao médico que recusou atendimento à paciente em trabalho do parto. O Código Médico é contra profissionais que deixam de atender um paciente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Bomba! Polícia Federal investiga prefeito e ex-affair por corrupção

Delmar e Noélia são alvos de investigação da Polícia Federal

Delmar e Noélia são alvos de investigação da Polícia Federal

A Polícia Federal do Maranhão abriu inquérito para investigar o prefeito de Nova Olinda do Maranhão, Delmar Sobrinho (DEM) e sua ex-namorada, Noelia Cutrim Pereira. A abertura das investigações foi determinada pela procuradora da República, Carolina da Hora Mesquita Hohn.

As investigações começaram após o prefeito celebrar contratos milionários com a empresa da ex-namorada, a construtora Noelia Cutrim Pereira – ME, que de acordo com os dados da Receita Federal, foi criada em 13 de novembro de 2013, às vésperas da realização de grandes certames licitatórios.

A empresa ganhou duas licitações em Nova Olinda, uma para o serviço de implantação da infraestrutura em estradas vicinais na zona rural do município, pelo valor de R$ 708.779,66. O segundo contrato, para realizar serviços de recuperação de estradas vicinais do povoado Inganzal, na zona rural do município, sob o valor de 128.617,00.

A verba dos contratos celebrados foi destinada pelo governo do estado e pelo governo federal, respectivamente, ano passado.

O inquérito que foi instaurado no dia 04 de agosto sob o n.º 249/2015, pode levar para cadeia o prefeito Delmar Sobrinho e sua ex-affair Noelia Cutrim Pereira.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Prefeito de Nova Olinda vive no luxo e deixa cidade a ver navios

Prefeito de Nova Olinda_Delmar Sobrinho

Prefeito de Nova Olinda_Delmar Sobrinho

A cidade de Nova Olinda do Maranhão, que fica a 350 km de São Luís, tem enfrentado diversos problemas com a gestão do prefeito Delmar Sobrinho (DEM).

A começar pelo atraso de salários dos professores, que não acontece de forma periódica e quando é pago, só é repassado uma parte a outra fica detida por tempo indeterminado, não se sabe o motivo.

Alguns funcionários já completaram oito meses receber um centavo e ainda foram coagidos pelo prefeito para não falarem sobre o assunto. Caso falem, a demissão é tida como certa.

A cidade tem buracos para todo lado e nada foi arrumado. A câmara dos vereadores do munícipio não funciona, as sessões acontecem pouquíssimas vezes por mês e quem precisa de um remédio na cidade precisa se deslocar até a cidade mais próxima, porque o hospital não dispõe de medicamentos.

Enquanto isso, os investimentos em seu benefício vão só aumentando. Delmar comprou uma casa no valor de 250 mil, gastou quase 200 mil na reforma e ainda usou um laranja para comprar uma fazenda. Certamente com o dinheiro que foi desviado ano passado na contratação da Construtora Construir Ltda., para realizar serviços de manutenção preventiva e corretiva do sistema de iluminação pública na cidade. A empresa inclusive estava sendo investigada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal por participar de uma organização criminosa (ORCRIM), que desviava recursos públicos.

Outros escândalos envolvem o nome do prefeito e sua esposa, Noélia Cutrim Pereira envolvidos em corrupção, inclusive com o desvio de verbas que deveriam ser direcionadas para os professores do município.

O blog já fez diversas denúncias sobre a situação na cidade, mas até o momento nenhuma providência foi tomada. O Ministério Público precisa começar uma investigação em Nova Olinda, já!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Nova Olinda operou com empresa atrelada a corrupção

Prefeito Delmar Sobrinho.

Prefeito Delmar Sobrinho.

O Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão, devem investigar rigorosa a Prefeitura de Nova Olinda, administrada por Delmar Sobrinho.

A gestão de Sobrinho contratou com a Construtora Construir Ltda., para a realizar serviços de manutenção preventiva e corretiva do sistema de iluminação pública. O enoresa faturou R$ 187.606,00 (cento e oitenta e sete mil, seiscentos e seis reais).

A mesma empresa é investigada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal por participar de uma organização criminosa (ORCRIM), que desviou recursos discorres públicos.

A Construtora Construir faturou R$ 1,4 milhão da Prefeitura de Anajatuba, em 2013, para reforma de escola e obras em estradas vicinais. A empresa foi registrada em uma casa de fachada.

Na Superintendência da Polícia Federal em São Luís, consta um depoimento revelando a atuação de Fabiano Bezerra como chefe da Construir. Fabiano teve a casa vasculhada na semana passada por agentes federais na Operação Geist (fantasma em alemão).

A testemunha disse também que o esquema das empresas é prestar serviços e fornecer produtos superfaturados a diversas prefeituras e que todas as notas dessas empresas são frias.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Delmar Sobrinho ‘sofre’ primeira derrota na Câmara de Nova Olinda

O prefeito de Nova Olinda sofreu uma grande derrota na ressaca das eleições. No último dia 15, Delmar Sobrinho perdeu força na Câmara de Vereadores do município.

A mudança aconteceu durante a eleição da mesa para o biênio 2015/2016. Os vereadores Zé Alberto (PMDB), Celma Coelho (DEM) e Raimunda da Colônia (PSDC) que faziam parte da base política de Delmar Sobrinho romperam com o prefeito e se aliaram ao deputado estadual reeleito Hemeterio Weba (PV).

De acordo com informações não faltam motivos para o rompimento e segundo os próprios vereadores, desde que assumiu a administração de Nova Olinda do Maranhão, Delmar Sobrinho deixou o município em uma situação precária, com salários atrasados, greves de professores e o total abandono da saúde – o Hospital Municipal que era referência da região enfrenta a maior crise desde que foi construído na gestão de Hemeterio Weba – apesar dos constantes pedidos dos vereadores para que o prefeito resolvesse o problema.

Os vereadores afirmaram que não compactuam com o descaso e, portanto, buscaram apoio a quem sempre cuidou dos interesses da região: o deputado Hemeterio Weba.

Zé Alberto (PMDB) se reelegeu para presidente da Câmara dos vereadores e, juntamente, com os vereadores Celma Coelho (PT) vice-presidente, Betinho (PT) 1° secretário, Vivi Linhares (PHS) 2° secretária vão coordenar os trabalhos do legislativo municipal nos últimos meses da administração de Delmar Sobrinho.

A retaliação contra a decisão dos vereadores foi imediata. Quem aprovou a mudança foi imediatamente exonerado do cargo pelo prefeito de Nova Olinda. Atitude já esperada, já que o Delmar Sobrinho costuma demitir quem não aprova o seu governo.

Portanto, Sobrinho deve sofrer sua maior derrota na sucessão municipal de 2016.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Hemetério Weba consegue registro de candidatura no TSE

Deputado estadual Hemetério Weba.

Deputado estadual Hemetério Weba.

Com essa o prefeito de Nova Olinda do Maranhão, Delmar Sobrinho, vai morrer do coração. A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luciana Lóssio, em decisão monocrática, deferiu o pedido de registro de candidatura do deputado estadual Hemetério Weba (PV) na noite desta sexta-feira (03).

O parlamentar recorreu à Corte Superior após ter o pedido de candidatura liberado pelo Tribunal Regional Eleitoral no Maranhão (TRE-MA) e depois o Ministério Público Eleitoral recorreu ao TSE que indeferiu o registro de candidatura com base da alteração advinda da Lei da Ficha Limpa, no dia 11 do mês passado.

Candidato à reeleição, Weba conseguiu através da decisão da ministra que no seu entendimento foi dado provimento ao agravo regimental, com base no art. 36, § 9º, do RITSE, para deferir o registro de Hemetério Weba Filho ao cargo de deputado estadual, nas Eleições de 2014. Confira abaixo a decisão:

Nesse contexto, consoante orientação jurisprudencial firmada no âmbito desse e. TSE, ¿nos termos do art. 11, § 10, da Lei nº 9.504/1997, inserido pela Lei nº 12.034/2009, a obtenção de liminar, ainda que posterior ao pedido de registro, é capaz de afastar a cláusula de inelegibilidade prevista no art. 1º, I, g, da Lei Complementar nº 64/90″ .

Considerando, desse modo, a existência de tutela antecipada suspendendo os efeitos das decisões que rejeitaram as contas do pretenso candidato ao cargo de deputado estadual, resta afastada a inelegibilidade prevista no art. 1, I, g, da LC nº 64/90, devendo ser deferido o requerimento de registro de candidatura de Hemetério Weba Filho. (Fls. 285-286)

Do exposto, reconsidero a decisão de fls. 228-237, e dou provimento ao agravo regimental, com base no art. 36, § 9º, do RITSE, para deferir o registro de Hemetério Weba Filho ao cargo de deputado estadual, nas Eleições de 2014.

Publique-se em sessão.

Brasília, 2 de outubro de 2014.

Ministra Luciana Lóssio

Relatora


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.