Política

Alegando crise e exonerando funcionários, prefeito de Timon torra R$ 370 mil com passagens

Prefeito Luciano Leitoa.

Prefeito Luciano Leitoa.

A Prefeitura de Timon gastou, só este ano, quase meio milhão de reais apenas com passagens aéreas para o prefeito e funcionários do município. As informações foram publicadas no Diário Oficial.

De acordo com as resenhas dos contratos, a empresa Miraceu Turismo LTDA é responsável pelo fornecimento de passagens aéreas para atender as necessidades das Secretarias de Saúde, Educação, Assistência Social, Administração e do próprio prefeito. Foram exatos R$ 370 mil dos cofres públicos gastos com passagens.

Desde 2013 Miraceu Turismo Ltda ganha licitação, referente o fornecimento de passagens aéreas da prefeitura de Timon.

Os contratos foram assinados pelo prefeito Luciano Leitoa (PSB), que parece não se importar com a crise financeira, conforme mostra os contratos no Blog do Kiel Martins.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Maranhão tem queda de mais de R$ 16 milhões em repasse do FPE

O repasse do Fundo de Participação do Estado (FPE), referente ao mês de setembro, foi R$ 16,6 milhões menor que o valor recebido no mesmo mês do ano passado. O valor representa uma queda de 4,58% em termos nominais e 12,64% em termos reais no valor dos repasses federais para o Maranhão. Hoje, as transferências federais representam a metade do orçamento do estado.

Diante da atual crise econômica vivida no Brasil, a disponibilidade orçamentária limitada tem sido uma tendência constatada nos meses anteriores. Com a diminuição dos repasses federais, os estados e municípios têm relatado dificuldades, já que a transferência é imprescindível para a manutenção de obras, serviços públicos, custeio da máquina pública e investimentos.

Para a secretária de Estado do Planejamento, Cynthia Mota, a redução da atividade econômica, ocasionada pela diminuição na arrecadação de impostos e em virtude da desaceleração da economia é um dos fatores que ocasiona a redução no repasse de recursos para os estados.

A receita proveniente do FPE para o Maranhão, em setembro de 2014, foi de R$ 364,4 milhões. No mesmo mês de 2015, o montante recebido foi de R$ 347,7 milhões, uma redução de R$ 16,6 milhões, em termos nominais. Se acrescentar a inflação acumulada ao valor de 2014, o valor no mês de setembro chega a R$ 50,2 milhões.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.