Poder / Política

Hilton Gonçalo vai a Brasília discutir candidatura própria com Lupi

Hilton Gonçalo.

Hilton Gonçalo.

Acontece na próxima terça-feira (6), em Brasília, um encontro entre os pedetistas maranhenses e o presidente nacional do partido, Carlos Lupi. Entre os participantes estará o pré-candidato ao governo, Hilton Gonçalo, que foi convidado para discutir a candidatura própria no estado.

O convite surgiu, após Carlos Lupi ter praticamente a certeza que o PSDB indicará o vice-governador na chapa de Flávio Dino (PCdoB). Diante desta situação, o PDT reavaliará sua posição e pode optar pelo caminho de uma candidatura própria no estado.

Antes do encontro em Brasília, ocorre em São Luís na segunda-feira (5), uma reunião com os pré-candidatos a deputado estadual e federal do partido, para que estes emitam seu posicionamento sobre a aliança que deve ser formada na proporcional e sobre uma eventual candidatura própria. O resultado do encontro será levado ao conhecimento do presidente Carlos Lupi.

De acordo com Hilton Gonçalo, cerca de 90% dos membros do partido são favoráveis a uma candidatura própria, caso o PDT não receba o direito de indicar o vice-governador. “A minha intenção de candidatar ao governo sempre existiu, mas agora ganha mais força, uma vez que o acordo firmado ainda em 2012 com o partido não foi cumprido, estou pronto para disputa”, afirmou o pré-candidato ao governo.

Na eleição municipal de 2012, Flávio Dino (PCdoB) teria prometido a vaga de vice-governador ao PDT na disputa estadual em troca do apoio a Edivaldo Holanda Júnior (PTC) na eleição para prefeito. No entanto isto não deve ocorrer, pois o PSDB entrou na aliança e deve indicar Carlos Brandão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Weverton Rocha fica de fora do programa nacional do PDT

weverton_rocha1Vixe Maria, parece que a ‘relação’ entre o deputado federal Weverton Rocha e o ex-ministro do trabalho, Carlos Lupi não anda muito bem. Pelo menos é o que se comenta nos bastidores.

Ontem (28) foi exibido em rede nacional o programa partidário do PDT, que lembrou os 10 anos da morte do líder Leonel Brizola e destacou a presença do PDT no comando do Ministério do Trabalho e Emprego.

Weverton Rocha que se diz muito influente em Brasilia e principalmente no PDT do Maranhão, foi totalmente esquecido, não teve o direito de aparecer nem muito menos dar um piu, e olha que o partido está tendo uma grande perda de deputados ultimamente e nem isso fez com que Rocha fosse lembrado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Fábio Macêdo é convidado para encabeçar chapa de Flávio Dino

capture-20140109-181425

Fábio Macêdo discursando durante evento do PDT em Dom Pedro

São grande as especulações de quem deverá preencher a vaga  vice ao lado do comunista Flávio Dino em 2014. Um deles, Rosângela Curado, teve seu nome comentado como sendo uma forte candidata pelo PDT.

Antes de Curado, apareceu o nome do empresário da região sul do Maranhão, Marcio Honaiser, proprietário de uma Faculdade na cidade de Balsas. Além dele, o ex-prefeito ficha suja, Deoclides Macedo também apareceu na lista dos prováveis.

Por ultimo, surge nos bastidores  o nome do filho do empresário Dedé Macêdo, Fábio Macêdo que é declarado pré-candidato a deputado estadual pelo PDT.

Irmão de Hernando Macêdo, prefeito de Dom Pedro, Fábio Macedo foi convidado pelo presidente nacional do PDT, o ex-ministro do trabalho Carlos Lupi, para compor a vaga de vice na chapa majoritária encabeçada por Flávio Dino. No entanto, cabe ao jovem pedetista aceitar ou não o desafio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Hilton Gonçalo é o plano B do PDT

hiltonApós o anuncio de Hilton Gonçalo em permanecer no PDT, a tese de que ele será o plano B do Partido Democrático Trabalhista (PDT) ganha cada vez mais força, tanto pela permanência de Gonçalo, quanto os diversos desfalques que o partido vem sofrendo nacionalmente com a criação de dois novos partidos, o que fez com que eles ficassem com menos deputados federais e consequentemente menos tempo de televisão.

Como já é de sabedoria de todos, no Maranhão há um acordo entre Carlos Lupi, o todo poderoso do PDT com Flávio Dino desde as eleições de 2012, o acordo prevê que seja Lupi quem indique o vice na chapa de Dino, porém com a aproximação do pleito as coisas começam a mudar e o PDT não demonstra mais tanta força no Maranhão, além das conversas internas entre Dino e o PSDB que deverá muito em breve indicar o vice, e se isso realmente acontecer, Carlos Lupi e Weverton Rocha, deverão anunciar a candidatura de Hilton Gonçalo a governador do Maranhão, o que poderia significar uma grande perda para Flávio e sua turma.

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Polícia Federal poderá intimar mãe do deputado Weverton Rocha

O escândalo de corrupção no Ministério do Trabalho que pode ter movimentado R$ 400 milhões quando Weverton Rocha era assessor especial de Carlos Lupi, deve atingir uma nova safra após novas diligencias da Polícia Federal Distrital.

Entre eles estão o secretário da cidade de Timon, Saney Santos Sampaio, presidente do Instituto Brasil Voluntário – Bravo, Marileide Rocha, mãe do deputado federal Weverton Rocha, que aparece controlando a Federação do Desenvolvimento das Organizações do Terceiro Setor do Maranhão (Fedecma). Na época, as duas Ongs faturaram milhões do Ministério do Trabalho.

Os relações perigosas das Ongs motivou o ministro Ricardo Lewandowski a pedir uma amplicação na investigação sobre o pedetista que vem sendo alvo no inquerito que apura corrupção ativa e corrupção passiva e crime de peculato – desvio de recursos públicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Amigo de Weverton diz ser impossível controlar pedetistas envolvidos em escândalo

Weverton Rocha atrás de Lupi em foto.

Weverton Rocha atrás de Lupi em foto.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, exonerado do cargo de ministro do Trabalho após graves acusações que atrelaram o seu antigo assessor especial Weverton Roha, hoje deputado federal, disse que o partido continua apoiando o governo federal.

Lupi que, diga-se de passagem, culpou a mídia por sustentar a ideia de envolver seu nome nas acusações sobre seu amigo pessoal e de partido, o ministro Manoel Dias.

“Quando não tem nada que fale do Lupi, aí botam ‘são os amigos do Lupi, ligados ao Lupi’ , como se eu fosse o controlador de um esquemão”, disse Lupi durante entrevista ao Estadão.

Em um cinismo de tamanha dimensão, Lupi avaliou que as denúncias servem apenas para enfraquecer sua imagem e o Partido Democrático Trabalhista (PDT).

O pedetista em tom de indignação, perguntou durante entrevista ao jornalista. “Cadê o esquemão? Onde está o dinheiro do esquemão?”

Ao que se demonstra, o presidente do PDT, Carlos Lupi foi professor da escola do ex-secretário de Estado de Esporte e Juventude, Weverto Rocha que foi denunciado à Justiça Federal por irregularidades do Programa ProJovem Urbano onde é pedido a condenação e devolução de mais de R$ 6 milhões.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Amigo de Weverton Rocha, Lupi conspira contra Brizola Neto

Da Coluna Esplanada

Weverton Rocha ao lado de Carlos Lupi.

Weverton Rocha ao lado de Carlos Lupi.

O PDT está em guerra. O presidente do partido e ex-ministro Carlos Lupi procurou Lula e pediu que intercedesse para audiência com a presidente Dilma. Lula avalizou e ela vai recebê-lo. Lupi controla a bancada no Congresso e iniciou campanha oficial na tentativa de destituir o atual ministro do Trabalho, Brizola Neto, seu sucessor na pasta. O primeiro movimento será a recondução semana que vem do líder na Câmara, André Figueiredo (CE). O partido ameaça anunciar a saída da base do governo.

NA BALANÇA. O PDT tem 25 deputados federais e cinco senadores. Brizola Neto contaria hoje com apenas cinco deputados a seu lado. Ele tenta fazer José Silva (PDT-MG) como líder.

PADRINHO. Para se reforçar, o ministro convidou Carlos Araújo, ex-marido de Dilma, para voltar ao PDT. Ele foi o seu padrinho na pasta ao aconselhar sobre o simbolismo do nome.

MAS… Há quem diga na própria executiva do PDT que Dilma não vai ceder a Lupi e Lula, e manterá Brizola. Lembrará a Brizola, porém, que ele deve controlar o partido.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Relação entre Ivaldo Rodrigues e comando do PDT é desgastada

Ivaldo Rodrigues e Weverton já foram grandes amigos

Ivaldo Rodrigues e Weverton já foram grandes amigos

Depois de todo alvoroço e as brigas interna no Partido Democrático Trabalhista (PDT), os lideres que hoje comandam a sigla, mantém uma relação desgastada com o vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT), que foi escolhido em abril para o cargo de presidente do Diretório Municipal da Capital.

Ivaldo, que é aliado e amigo pessoal da família Castelo, tentou em diversas vezes aliançar o PDT com o PSDB de João Castelo,  só que isto, acabou resultando em sua destituição da presidência do PDT.

E agora?

O próximo membro do PDT que será atingido ainda neste mês, com a decisão ordenada pela Nacional do Partido, será Clodomir Paz, a quem insiste em ficar na Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), que contraria totalmente a direção nacional, ou seja, Carlos Lupi e Manoel Dias.

Com isso, Ivaldo Rodrigues é achincalhado diariamente pelos mesmos que o colocou na presidência do partido, e hoje torcem pela sua derrota ao lado do tucano João Castelo.

Acorda Ivaldo…


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PDT mantém apoio ao governo, com ou sem ministério, diz presidente da sigla

Ao sair da reunião da Executiva do PDT, o presidente interino da legenda e deputado federal pelo Ceará, André Figueiredo, afirmou na tarde desta segunda-feira (5) que a saída de Carlos Lupi –presidente licenciado da sigla– do Ministério do Trabalho não altera o apoio dos pedetistas ao governo Dilma Rousseff.

Questionado sobre quem seria a melhor indicação do partido para sucedê-lo, o parlamentar não quis citar nomes, mas frisou que a legenda criou uma comissão composta pelos líderes da Câmara e do Senado, do presidente e vice-presidente do PDT para fazer o papel de “intermediários” nas conversas com o Palácio do Planalto.

Comando do PDT – Na reunião, Lupi informou aos seus colegas de partido a decisão de “tirar férias” até o fim de janeiro, quando retoma ao posto de presidente do PDT. O ex-ministro deixou a reunião do partido por volta das 19h e, ao ser questionado sobre o que faria agora, ele se limitou a dizer que iria “continuar trabalhando”.

Demissão – O ministro do Trabalho pediu demissão do cargo após reunião com a presidente Dilma Rousseff, na tarde deste domingo (4). Em seu lugar, ficará, de forma interina, o secretário-executivo da pasta, Paulo Roberto Pinto

Em nota oficial, Lupi afirmou que sua demissão foi causada pela “perseguição política e pessoal da mídia que venho sofrendo há dois meses sem direito de defesa e sem provas”. Segundo o agora ex-ministro, sua demissão foi necessária “para que o ódio das forças mais reacionárias e conservadoras deste país contra o Trabalhismo não contagie outros setores do Governo”.

( com informações do Uol notícias )


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.