Poder

Bira do Pindaré gastou R$ 17,5 mil em passagens aéreas

O estreante na Câmara Federal, deputado Bira do Pindaré (PSB), tem gasto cifras altíssimas com a compra de passagens aéreas.

Entre fevereiro e março, o parlamentar já usou R$ 17.529,83 mil em viagens. Os dados foram colhidos no Portal da Transparência da Câmara.

No mesmo período, Bira usou R$ 10.004,54 mil em manutenção de escritório de apoio à Atividade Parlamentar. Foram gastos também cerca de R$ 3.364,68 com combustíveis e lubrificantes. Com telefonia, o deputado já utilizou R$
2.696,45 mil.

Foram também gastos com locação de veículos no valor de R$ 1.861,00 mil.

Ao total, Bira utilizou R$ 35.526,03 mil em apenas 2 meses.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Paladinos da moralidade…

15 de março de 2017 será o dia em que ficará marcado na história como algo vergonhoso na vida pública dos deputados Bira do Pindaré e Marco Aurélio.

Ambos defensores dos oprimidos e participantes ativos da militância sindicalista, protagonizaram uma cena lamentável e de total desrespeito durante a votação da Medida Provisória 230/2017, na Assembleia Legislativa, na última quarta-feira (15).

Parlamentares do PSB e PCdoB, também professores de carreira, traíram a sua classe da maneira mais pífia que poderia existir, para atender a hierarquia política, exibindo o caráter e manchando também as imagens de paladinos da moralidade.

Bira e Aurélio votaram a favor da MP que trata de um reajuste que não incide sobre o vencimento e sim sobre a Gratificação por Atividade no Magistério (GAM), o que vai de encontro com que diz o artigo 32 do Estatuto do Magistério.

Mesmo com a presença dos professores na sessão de votação, os parlamentares não se intimidaram e foram de encontro com o que sempre defenderam, principalmente Marco Aurélio, que é professor de matemática e dono de curso preparatório. Ele foi eleito com a promessa de que daria voz ao educador, mas não é isso que vem acontecendo.

No dia da sessão, os deputados ganharam a pecha de traidores, e eles merecem, sim, essa alcunha! Afinal, traíram não somente os profissionais, mas todo o sistema educacional.

Infelizmente, no Brasil, o poder corrompe o caráter político e expõe ao ridículo, inclusive, os paladinos da moralidade, a exemplo de Bira e seu amigo de parlamento, Marco Aurélio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Bira do Pindaré desiste de pré-candidatura

bira-do-pindare-e1462799988159-940x540

O deputado estadual, Bira do Pindaré (PSB), desistiu de concorrer as eleições municipais de São Luís. O anúncio foi feito por meio de carta aberta publicada em sua conta no Facebook.

Na publicação, Bira afirmou que nos últimos meses travou uma batalha dentro do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em nome de uma candidatura própria a prefeito de São Luís nas eleições de 2016, mas por causa do senador Roberto Rocha, não foi possível mais mantê-la.

“No caminho, muitas foram as dificuldades. Primeiro, o senador Roberto Rocha se lançou candidato. Depois, tentou filiar a deputada federal Eliziane Gama ao partido para ser a candidata à prefeita pelo PSB. Não conseguiu. Finalmente, lançou o nome do filho, vereador Roberto Rocha Junior, passando a negociar a vaga de vice-prefeito com Edivaldo Holanda Junior e Wellington do Curso. Para arrematar, o filho, na qualidade de presidente da Comissão Provisória do PSB em São Luís, marcou a Convenção para a última hora do último dia, dificultando a mobilização dos filiados, prejudicando as coligações partidárias e a chapa de vereadores”, declarou Bira do Pindaré.

E em seguida, qualificou tais atitudes do senador como “postura repudiável”.

Veja abaixo o pronunciamento de Bira do Pindaré:

Bira


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder / Política

Presidente do PSB de Coroatá teria recebido sem trabalhar na pasta de Bira do Pindaré

Quem disse que fantasmas não existem? Nos órgão públicos eles são realidade; tem nome, sobrenome e até contracheque. É o caso de Francinaldo de Almeida Silva, mais conhecido  como Cici Almeida.

O jovem foi nomeado em março de 2015 ao cargo de Assessor Técnico na Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTEC), mas nunca compareceu ao trabalho. No entanto, o salário cai em dia na conta dele. De acordo o Portal da Transparência do Governo do Estado, o valor do cargo comissionado ocupado por Cici Almeida, DAS-1, corresponde a quantia de R$ 762,26.

A SECTEC é comandada por Bira do Pindaré, do mesmo partido de Cici Almeida, o PSB. O fantasminha camarada também é presidente do partido na cidade de Coroatá. Confira abaixo, o ato de nomeação de Cici de Almeida, publicado no Diário Oficial do Maranhão no dia 8 de abril de 2015:

IMG-20160308-WA0009


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Conheça o submundo dos aliados de Flávio Dino

Condenados. Improbidade administrativa, corrupção, saqueamento do cofres públicos. São esses negativos pontos que atrelam-se aos aliados do Presidente da Embratur, Flávio Dino. Ele que é metido a paladino da moralidade, se submeteu a ter como amigos a pior categoria da classe: aqueles que vem do submundo da politica maranhense.

Infelizmente, nada mais se pode esperar de Flávio Dino com sua trupe e sede de poder de cada um deles. Veja abaixo uma pequena lista dos amigos do paladino. Uma vergonha para o Maranhão.

Flávio Dino e Weverton Rocha.

Flávio Dino e Weverton Rocha.

Weverton Rocha: 

O deputado federal Weverton Rocha (PDT) responde a sete ações por improbidade administrativa no Maranhão. Seis na Justiça Estadual e uma na Justiça Federal. Ele é apontado em reportagem da revista Veja como um dos assessores do ministro Carlos Lupi responsáveis por cobrar propina para liberação de convênios com suspeitas de irregularidades. Ao longo das últimas semanas, o iG tem revelado uma série de irregularidades na pasta.

Nas ações, Rocha é acusado de ter cometido várias irregularidades quando era Secretário de Estado de Esporte e Juventude do então governo Jackson Lago (PDT). As irregularidades incluem o desvio de 1.080 colchões destinados a atender famílias desabrigadas pelas enchentes do Maranhão e o favorecimento ilícito de uma empresa para reforma de um ginásio – a reforma mal saiu do papel.

Zé Reinaldo

flavio-e-zé

Operação Navalha da Polícia Federal (PF) que desmontou, em 2007, um esquema de fraudes de licitações e desvios de recursos públicos federais em favorecimento da construtora Gautama e que levou José Reinaldo Tavares à prisão algemado.

Autora da decisão que levou o ex-governador José Reinaldo Tavares ao xadrez da PF em Brasília, a ex-ministra Eliana Calmon pode vir a ser colega de bancada de Tavares no Senado Federal.

 

Flávio Dino e o seu amigo, agora inelegivel

Flávio Dino e o seu amigo, agora inelegivel

Othelino Neto:

O deputado estadual Othelino Neto (PC do B) foi condenado pela Justiça Estadual por improbidade administrativa ambiental, concessão de licença sem cumprimento de formalidades legais e omissão do dever de fiscalização. Com a decisão o parlamentar teve os direitos políticos suspensos por cinco anos – o que o impossibilita de concorrer a cargos eletivos – e deve pagar multa. Ele pode recorrer no cargo.

Além de Othelino Neto, a empresa Limp Fort Engenharia Ambiental também foi condenada e deve pagar uma multa de mais de R$ 70 mil – que devem ser atualizados – e está proibida de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais direta ou indiretamente de ente público.

Rubens Pereira:

very_089

O ex-deputado Rubens Pereira, pai do do deputado imberbe Rubens Pereira Júnior (PCdoB), foi condenado à perda dos direitos políticos por cinco anos, a devolver R$ 759,6 mil aos cofres do Estado do Maranhão, além de estar proibido de contratar ou receber incentivos financeiros do poder público.

A decisão, do último dia 14, é do juiz de Matões, Rogério Monteles da Costa. A ação tramitava há 16 anos e foi oringária dos anos de 1990 quando Rubens Pereira foi prefeito da cidade. Em 2006, ele deixou de ser candidato a deputado, colocando o filho em seu lugar, por causa condenações parecidas.O ex-deputado foi acusado pelo Ministério Público de desviar convênios de associações, especialmente na área de eletrificação rural. O pai do deputado comunista usou o nome de 21 pessoas no golpe.

Bira do Pindaré:

flavio-dino-e-biraO deputado estadual Ubirajara do Pindaré Almeida Sousa, o Bira do Pindaré (PT), foi condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por atos de irregularidade administrativa e desvio de dinheiro público quando chefiou a Delegacia Regional do Trabalho (DRT) no Maranhão, no período de março a dezembro de 2003. A condenação o proíbe de assumir cargo público por oito anos e a devolver valores desviados do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

A condenação do hoje deputado Bira do Pindaré foi publicada em acórdão do TCU no dia 26 de setembro do ano passado. A única reação do parlamentar, que seguiu fazendo o papel do político que nunca prevaricou, foi apelar para um expediente chamado nos meios jurídicos de “protelatório”.

Trata-se de um pedido de revisão da pena que, por mais que lhe seja favorável (o que é pouco provável) só atenuará, mas não poderá resgatar-lhe da condição de condenado. Assim, o parlamentar petista não passa, hoje, de mais um ex-gestor do dinheiro público condenado e que se vale de artifícios da Lei para retardar o cumprimento da sua pena.

O crime de Bira do Pindaré como delegado regional do Trabalho foi dar sequência a um mecanismo de desvio do dinheiro do FAT, através do qual se pagavam com notas fiscais “inidôneas”, portanto sem nenhuma validade, contas de supostos reparos mecânicos e de substituição de peças em carrosda frota do DRT/MA.

cleomartemacunha

Cleomar Tema

A Polícia Federal prendeu oito prefeitos de municípios maranhenses, três funcionários do Tribunal de Contas do Estado e mais de 80 envolvidos em denúncias de fraude de licitações. A ação policial, intitulada de “Operação Rapina”, contou com apoio da Controladoria Geral da União (CGU).

Numa das maiores operações da PF no país, foram presos o presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Cleomar Tema, prefeito de Tuntum.

Zé Viera

Zé Vieira mostra força e avança na liderança.

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) teve o pedido de condenação do ex-prefeito de Bacabal (MA), José Lins Vieira, deferido pela Justiça Federal. Ele desviou quase R$ 3 milhões de reais em recursos públicos repassados pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) que deveriam ser aplicados em investimentos voltados para a educação do município.

Constatadas as irregularidades em auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) realizada no município de Bacabal, o MPF propôs contra o ex-prefeito ação de improbidade, por danos ao erário e aos princípios da administração pública e enriquecimento injustificado.

Segundo o MPF, entre outros atos de improbidade, o ex-prefeito realizou licitações para compra de material de limpeza, material didático e de expediente, por intermédio de sucessivas licitações ao invés de realizar licitação única, maximizando gastos. Além disso, montou processos licitatórios com indicação genérica do objeto, impossibilitando a apresentação de propostas, e, em alguns casos com a contratação direta do fornecedor, sem formalização de dispensa de licitação.

Luis da Amovelar:

Flávio Dino e o condenado Luis da Amovelar

Flávio Dino e o condenado Luis da Amovelar

Ex-prefeito de Coroatá, Luís da Amovelar, prefeito este que foi condenado pela Justiça Federal por desvio de verbas federais destinadas à educação. No julgamento de ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal, a juíza Liviane Kelly Soares Vasconcelos condenou o ex-prefeito a devolver aos cofres municipais o valor de R$ 1.223.174,12 com as devidas correções monetárias, e suspendeu seus direitos políticos por oito anos, tornando-o inelegível.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Oposicionistas dizem que matéria do ‘Fantástico’ é uma vergonha para o Maranhão

Deputado Bira do PindaréDeputado Bira do Pindaré

Deputado Bira do Pindaré

Os deputados Othelino Neto (PPS), Bira do Pindaré (PT), Marcelo Tavares (PSB) e Eliziane Gama (PPS) ocuparam a tribuna, na tarde desta segunda-feira (8), para manifestar sua indignação em relação à denúncia apresentada na Rede Globo, domingo à noite, em uma reportagem especial do programa ‘Fantástico’, mostrando que no município de Bacabal o Corpo de Bombeiros funciona sem as condições básicas para atender à população.

Othelino Neto foi o primeiro deputado a abordar o assunto e manifestar sua indignação. Ele disse que já se acostumou a assistir a programas jornalísticos veiculados em rede nacional na televisão e deparar com notícias quase sempre depreciativas, que causam vergonha ao povo do Maranhão.

Em seu discurso, ele relatou que como em Bacabal o Corpo de Bombeiros não funciona, quando ocorre um incêndio, tem de ser chamada às pressas uma equipe da capital, São Luís, que fica a quase 250 quilômetros de distância do município da região do Médio Mearim.

Indignado, o deputado Othelino disse que ficou alarmado com a informação de que, no Maranhão, em média, há um quartel de bombeiros para cada 20 cidades. “É uma tristeza ver o Maranhão, mais uma vez, sendo constrangido na imprensa nacional pela irresponsabilidade de um grupo político que desmanda e que subjuga o povo do nosso Estado”, frisou.

No mesmo tom, os deputados Bira do Pindaré e Marcelo Tavares reagiram. Bira do Pindaré disse que a matéria do ‘Fantástico’ representa um achincalhe ao povo do Maranhão.

Deputado Marcelo Tavares

Deputado Marcelo Tavares

“O Fantástico mostrou a realidade, mas demonstra mais uma vez a gravidade que a gente se encontra nesse Estado do Maranhão, apagar fogo com fezes, parece que a gente já tinha visto tudo, a gente já falou de Ilha cercada de fezes por todos os lados, eu pensei que as fezes eram só aqui no entorno de São Luis, mas agora estão usando fezes para apagar fogo”, protestou o deputado petista.

O deputado Marcelo Tavares disse que ficou indignado mais ainda porque deputados governistas foram à tribuna, nesta segunda-feira à tarde, tentar defender o governo em relação a este episódio registrado pela TV Globo em Bacabal. “Isso é um desrespeito com aquela cidade que tem uma população trabalhadora e que é uma das mais representativas do nosso povo”.

A deputada Eliziane Gama também manifestou seu protesto, dizendo que o Maranhão virou uma chacota nacional. “Infelizmente, não é a primeira vez e infelizmente pode também não ser a ultima vez, porque o que a gente tem visto, de uma forma muito presente, é uma exposição da situação real e dramática que o Estado do Maranhão tem vivido. É uma vergonha para todos nós”, enfatizou.b


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Roberto Costa critica requerimento de convocação do Iterma

Roberto Costa.

Roberto Costa.

O líder do Bloco Parlamentar pelo Maranhão, deputado Roberto Costa (PMDB), criticou o requerimento de convocação do diretor do Iterma (Instituto de Colonização e Terras do Maranhão), Luis Alfredo Soares, solicitado pelo deputado Bira do Pindaré (PT).

Para o peemedebista, o intuito da convocação é por conta de interesses políticos. “Querem informação, se não for aprovado o requerimento nós vamos até o diretor do Iterma. Vamos até o Secretário. Qual é o problema que se tem? Não se quer é resolver o problema do povo do Maranhão? Ou se quer apenas usar a tribuna da Assembleia para os interesses político-pessoal? Ai eu vejo um discurso muito bonito da oposição. Porque aqui, não se aprova nada porque esta Casa está se agachando. Eu quero dizer à oposição que, se alguém iniciou esse processo de agachamento aqui, foi a própria oposição porque esta oposição até pouco tempo era governo”, disse Costa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Roberto Costa responde críticas da oposição sobre a Refinaria Premium

Deputado Roberto Costa.

Deputado Roberto Costa.

O líder do Bloco Parlamentar pelo Maranhão, deputado Roberto Costa (PMDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã de ontem quinta-feira (21), para responder os questionamentos feitos pelo deputado Bira do Pindaré (PT) a respeito da Refinaria Premium I.

Costa, durante o seu pronunciamento, disse que não é necessário o deputado ir até o Rio de Janeiro, e fez um convite ao petista para participar da reunião com o ministro das Minas e Energia, Edson Lobão, às 16h de hoje, no Palácio dos Leões.

“V. Exª diz que vai viajar para o Rio de Janeiro, mas para falar aqui com o ministro Lobão, que é o ministro responsável, inclusive ao qual a empresa é subordinada, o senhor não vai. Então, deputado Bira, o senhor não quer resolver problema, o senhor não quer nada, o senhor só quer discurso político”, declarou Roberto Costa.

Agora, o senhor acabou de dizer que prefere ir ao Rio de Janeiro do que falar com o ministro aqui mesmo no Maranhão. Então, o senhor quer é viajar deputado Bira?” questionou Roberto Costa.

O parlamentar disse que a governadora viajou, mas deixou o vice-governador. “Nunca vi um filiado a um partido político desmoralizar tanto o seu partido como o deputado Bira. Será que o seu partido não tem pessoas preparadas? É isso que o senhor quer dizer? O que está lhe incomodando é o governador Washington assumir o governo do Maranhão?”, indagou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Vereador playzinho de Ribamar tenta disciplinar deputado

Conhecido como playzinho, Teté é vereador de Ribamar

Conhecido como playzinho, Teté é vereador de Ribamar

Durante audiência pública para discutir a cobrança do ITBI às famílias contempladas no programa Minha Casa, Minha vida, no município de São José de Ribamar, o vereador metido a playzinho, Elias Rabelo Vieira Junior, o Teté (PV), tentou disciplinar um deputado dentro do Poder Legislativo.

Marcada por um clima tenso, o vereador de Ribamar criticou Bira do Pindaré dizendo que ele estaria politizando a questão do cobrança do ITBI.

E mais: Teté tentou disciplinar e disse: “deputado Bira, neste momento devemos tirar nossos botons e nossas bandeiras. Faça como eu, esqueça o Teté do PV, o Bira do PT, venha lutar de fato para encontrar uma solução para famílias que sonham com a casa própria”, diz o playzinho.

O Vereador que vive esbanjando riqueza com Marquinhos Regadas – dono da Franere – em viagens, passou vergonha na Assembleia ao tentar mostrar seriedade e disciplinar o petista Bira do Pindaré.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Oposicionistas denunciam falta de transparência no carnaval do governo Roseana Sarney

Deputado Rubens Júnior

Deputado Rubens Júnior

Deputados de oposição ocuparam a tribuna da Assembléia Legislativa para protestar contra o que consideram falta de transparência do governo do Estado com relação aos grandes espetáculos realizados na Praça Deodoro, como os shows de Diogo Nogueira e Jorge Benjor, durante o carnaval.

O deputado Bira do Pindaré elogiou a postura da Prefeitura Municipal com relação ao carnaval de São Luís nesse início de gestão. Disse o deputado que todos nós sabemos que São Luís enfrenta dificuldades e que o prefeito Holanda Júnior assumiu em condições adversas a condução do município e logo em seguida teve de apoiar as atividades carnavalescas. Para Bira do Pindaré, a Prefeitura não tinha condições de bancar o cachê das Escolas de Samba, mas realizou um carnaval popular na Praça Maria Aragão, expandindo a festa para outros bairros como Cohatrac e Cohab.

O principal, na visão do parlamentar, é que o carnaval da Prefeitura foi transparente. A Secretaria Municipal de Cultura registrou um gasto de R$ 2 milhões. Bira espera que o Estado faça o mesmo com relação aos grandes espetáculos da Praça Deodoro, revelando quanto a festa custou aos cofres públicos do Estado. “Até para que o povo possa avaliar a importância e a envergadura de iniciativas como essa”, disse.

O deputado Marcelo Tavares também se manifestou, indagando quanto custou e quem ganhou dinheiro com as atrações nacionais que se apresentaram na Praça Deodoro. Ele acha interessante saber quem são os executores, pois diz ter visto em fotografias divulgadas no jornal O Estado do Maranhão “figuras que trabalhavam numa empresa que foi acusada de ser laranja da governadora Roseana Sarney”.

ECONOMIA

Marcelo Tavares disse também que em relação ao carnaval nem o Estado nem a Prefeitura tem o que comemorar. Entende que o carnaval não deve servir apenas como um fomento da atividade cultural; deve haver algum retorno econômico para a cidade, para o comércio, para os núcleos culturais. Nesse aspecto, citou estatística divulgada na imprensa local segundo a qual o número de turistas caiu drasticamente em São Luís durante os festejos de Momo.

Deputado Marcelo Tavares

Deputado Marcelo Tavares

O parlamentar colocou em dúvida que tenha havido algum patrocínio dos shows realizados na Deodoro. “Só se for um novo tipo de patrocínio, o patrocínio escondido, pois é natural que uma empresa que apoie uma atividade desse porte queira seu nome divulgado”, contestou. Outra possibilidade levantada pelo parlamentar é a de que as empresas não estejam patrocinando e sim negociando com base nas Medidas Provisórias 100 e 101 do governo do Estado que garantem incentivo fiscal ao contribuinte do ICMS que financiar projetos culturais e esportivos.

Para o deputado Rubens Júnior, mais do que discutir qual carnaval foi vitorioso, temos que perceber que são dois carnavais diferentes, dois modelos diferentes e de certa forma complementares. Ele destacou a descentralização do carnaval realizado pela Prefeitura e frisou que para as grandes atrações da Praça Deodoro foi adotado um modelo sem transparência. Rubens Júnior pretende protocolar um pedido de informações sobre os gastos do carnaval promovido pelo governo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.