Poder

Em resposta, Benedito Terceiro rebate blog

Senhor Jornalista,

Benedito Terceiro

Benedito Terceiro

Em respeito a opinião pública, achamos-nos de dever prestar esclarecimentos sobre matéria veiculada em blogue na manhã de hoje. Lamento, inicialmente, que se use o direito de imprensa, conquista da sociedade democrática, que tanto nos custou, para atentar contra a honra alheia.

Nada do que contido na matéria envolvendo o nosso nome corresponde a realidade dos fatos ou encontra qualquer consonância com a minha história de vida. Lutei e luto por uma vida melhor para o meu povo. Não há na minha biografia enriquecimento ilícito, agiotagem, tráfico e outras condutas do gênero.

Na minha passagem pelo INCRA, depois de uma vida inteira de dedicação a instituição, fui vítima de uma grotesca montagem, envolvendo as pessoas que não queriam um funcionário da casa para administrar e que preferiam colocar aliados dos mensaleiros nos cargos de direção do órgão. No curso da apuração dos fatos a verdade irá se sobrepor às mentiras engendradas. Aliás, nunca fui chamado sequer para prestar depoimento, o que comprova que só queriam o cargo.

Estou em Barra do Corda contribuindo para que haja alternância de poder, para que os velhos esquemas sejam demolidos e para que o município saia das páginas dos jornais como paraíso da corrupção, da agiotagem e da violência.

Não é verdade que o grupo de políticos que apoio tenta ou tentou fazer uso político de um cruel e frio assassinato. Queremos é que a polícia apure com lisura e imparcialidade e que ao fim de tudo identifique os culpados para que os mesmos prestem contas à justiça. A única coisa que pedimos é que isso seja feito com brevidade para que os criminosos e mandantes não fique como outros casos, aqui mesmo na Barra do Corda, a mercê de julgamentos que nunca ocorrem, à espera de praticar outros delitos.

Finalmente, nos resta torcer para que a imprensa, que tanto nos custa manter livre e independente, não compreenda o importante papel que lhe assegurado pela Constituição da República, acabe por servir àqueles que usam o povo e os recursos públicos para se locupletarem.

Atenciosamente,
Benedito Terceiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.