Política

Deputados estaduais faltaram mais da metade das sessões em 2014

Assembleia Legislativa do Maranhão.

Assembleia Legislativa do Maranhão.

Um expressivo número de deputados estaduais deixou de cumprir suas obrigações parlamentares e sumiram, sem explicação, de suas cadeiras no plenário da Assembleia Legislativa durante o período de Fevereiro a Setembro de 2014.

Das 120 sessões realizadas durante esse período, encabeçam a lista de mais faltosos, sem justificativa, os ex-deputados Carlos Filho, que teve 24 presenças e totalizou 96 faltas; Afonso Manoel com 28 presenças e inacreditáveis 92 faltas. Em seguida vêm nomes como o de Hélio Soares, com 82 faltas, Doutor Pádua com 75 e Léo Cunha com 74 ausências de fevereiro a setembro.

Outros que pouco compareceram às sessões plenárias foram Hemétrio Weba com 70 faltas, Camilo Figueiredo que possui 69 e Graça Paz com 66 faltas.

Os demais deputados com pouquíssimas presenças como Antônio Pereira e Neto Evangelista, por exemplo, precisaram se licenciar para tratamento de saúde. Já Lima Neto, que possui 11 presenças, tomou posse na Assembleia em substituição de outro parlamentar em setembro de 2014.

São descontados dos contracheques dos parlamentares as faltas sem justificativa, e ainda no regimento Interno do Poder Legislativo existe uma cláusula que pune o deputado estadual que possuir menos de um terço de presenças nas sessões. A punição resulta em cassação de seu mandato.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.