Crime

Presos suspeitos de ataques a ônibus em São Luís

ataque
Na madrugada desta sexta-feira (20), a polícia prendeu os suspeitos pelos ataques a ônibus ocorridos na noite de quinta-feira (19), em São Luís.

Os envolvidos no crime são cinco homens, duas mulheres e um adolescente. Dois deles participaram dos ataques em 2014, que resultaram na morte de uma criança de seis anos, segundo a polícia. Os nomes, no entanto, ainda não foram divulgados pela polícia.

Segundo informou comandante do Batalhão Tiradentes, coronel Marques Neto, as prisões foram efetuadas por volta de 1h40, na região da Forquilha. Com eles, a Polícia Militar encontrou pelo menos um galão para combustível. Todos foram encaminhados ao Plantão Central do bairro do Cohatrac.

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, garantiu que todo o efetivo foi acionado para garantir a segurança da população e que os esforços são para identificar os mandantes dos ataques. As ordens, que de acordo com Portela, partiram do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

No ponto final do bairro da Liberdade, a SSP-MA inicia uma grande ação de reforço à segurança pública e investigação sobrre os ataques. “Todo o sistema policial está mobilizado, Polícia Militar e Civil. Passamos a madrugada e vamos atravessar a manhã. (…) A força do Estado vai prevalecer”, disse o secretário.

As investigações serão comandadas pelo Departamento de Combate ao Crime Organizado da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), segundo informou Portela.

flaviodino

Na madrugada, a cúpula da Segurança Pública se reuniu com o governador do Maranhão, Flávio Dino, que determinou as medidas necessárias e cabíveis para garantia da paz.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) afirmou que as ações podem ser reação à retomada da ‘autoridade sobre o sistema penitenciário’; que os executores ‘sofrerão as penas previstas em lei’ e condenou ‘a disseminação de pânico por mensagens falsas via WhatsApp’.

Veja a nota da SSP-MA na íntegra:

Os episódios de incêndios criminosos a ônibus estavam há mais de 17 meses sem ocorrer. Neste período, foi feita a opção clara de enfrentar as facções criminosas, resultando em sucessivas apreensões de grande quantidade de armas e drogas. Além disso, o Estado recuperou sua autoridade sobre o sistema penitenciário.


Tais medidas geram reações de vários tipos, entre os quais eventos como os de ontem.
Informamos que os bandidos que determinaram e executaram tais ações já foram localizados e sofrerão as penas previstas em lei.

Além disso, tranquilizamos a todos em face de grande mobilização das forças de segurança realizada desde ontem e que continuará hoje, inclusive no período noturno.

Alertamos que uma das técnicas dos bandidos envolve a disseminação de pânico por mensagens falsas via WhatsApp, exatamente para tentar mostrar força diante da firme ação do Estado.


Pedimos que as pessoas de bem não espalhem tais mensagens, baseando-se apenas nas informações e orientações emanadas das autoridades policiais.

O Governo do Estado tem investido muito no fortalecimento das nossas Polícias, com mais policiais, armas e viaturas. Esse processo é contínuo e progressivamente vai resultar no fim dessas ações de grupos de crime organizado que, infelizmente, atuam há muitos anos no Maranhão.

A força da lei, das pessoas de bem e da Polícia vai vencer.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.