Geral

Dilma lidera nova pesquisa Datafolha

DilmaA presidente Dilma Rousseff (PT) seria reeleita no primeiro turno se disputasse a eleição presidencial contra o senador Aécio Neves (PSDB) e o governador pernambucano Eduardo Campos (PSB), segundo pesquisa do instituto Datafolha realizada nesta sexta-feira, 11. Dilma teria 42% das intenções de voto, enquanto Aécio ficaria com 21% e Campos, 15%. Votos em branco, nulo ou nenhum totalizam 16% e outros 7% não sabem em quem votar.

Para vencer no primeiro turno, o candidato precisa somar mais de 50% dos votos válidos, o que exclui os votos branco e nulos.

A pesquisa é a primeira após a união da ex-senadora Marina Silva com Eduardo Campos. Foram feitas 2.517 entrevistas em 154 municípios, e a margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Foram testados quatro cenários para a eleição presidencial de 2014, alternando os nomes de Campos e Marina, pelo PSB, e os de Aécio e do ex-governador José Serra, pelo PSDB. De acordo com a pesquisa, publicada hoje pelo jornal Folha de S. Paulo, nas outras três combinações, Dilma não teria índice suficiente para garantir a reeleição no primeiro turno.

A disputa que seria mais acirrada é a que inclui Marina e Serra. Nesse cenário, Dilma soma 37% dos votos, Marina, 28%, Serra, 20%, brancos, nulos e nenhum, 10%, e não sabem, 5%. Contra Serra e Campos, Dilma teria 40%, o tucano, 25%, o socialista, 15%, brancos, nulos e nenhum, 15%, e não sabem, 6%. No confronto envolvendo Marina e Aécio, a presidente teria 39%, a ex-senadora, 29%, o senador, 17%, brancos, nulos e nenhum, 10%, e não sabem, 5%.

Ainda de acordo com o Datafolha, Dilma venceria todas as simulações de segundo turno. A vitória mais apertada seria contra Marina: 47% a 41%. No enfrentamento com Aécio Neves, a petista ganharia por 54% a 31%. Contra Serra, a presidente seria reeleita por 51% a 33%.

O maior índice de rejeição é ao nome de José Serra: 36% não votariam no ex-governador paulista. Dilma tem rejeição de 27%, Campos, 25%, Aécio, 24% e Marina, 17%.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

Nós vamos estar juntos em 2014, diz Aécio sobre Serra

serra-beija-aecioO presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (MG), afirmou nesta segunda-feira, 05, que estará no mesmo palanque que o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) nas eleições do ano que vem. “Serra tem a cara do PSDB. Nós, tucanos, no fundo, não acreditamos que vamos estar em palanques diferentes”, disse o senador, provável candidato à Presidência em 2014, durante um evento de gastronomia mineira realizado no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, que teve a participação dos governadores tucanos de São Paulo, Geraldo Alckmin, e de Minas Gerais, Antonio Anastasia.

“Temos os mesmos adversários. Nós vamos estar juntos”, garantiu Aécio Neves.

A permanência do ex-governador José Serra no partido virou motivo de questionamentos desde que surgiu a hipótese de fusão entre o PPS e o PMN. O presidente do PPS, Roberto Freire, tinha deixado as portas do partido abertas para Serra, que tem sonho antigo de ser presidente da República.

Prévias

Com o fracasso do projeto de fusão entre o PPS e o PMN, reacendeu em setores do PSDB o debate sobre a realização de prévias para definir o nome da legenda que estará na urna no ano que vem. A candidatura de Aécio, considerada certa até as manifestações de junho, deixou de ser unanimidade e o cenário de prévias tem sido cogitado reservadamente por tucanos de São Paulo, Estado que registra o principal foco de resistência ao projeto de Aécio. Embora Aécio seja tratado pelo PSDB como o candidato da sigla para as eleições de 2014, na semana passada tucanos paulistas e aliados serristas não descartaram que Serra dispute prévias no partido.

Estadão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.