Poder

A forma cínica de quem recebe 18 salários anuais no Maranhão

No último domingo dia, 08, veio à tona pela mídia nacional um dos absurdos praticados pelos governantes do nosso estado. Foi revelada uma série de privilégios concedidos pela Assembleia Legislativa do Maranhão aos seus membros, entre eles o pagamento de auxílio saúde a ex-deputados, altíssimas verbas de gabinete e o pagamento de 18 salários anuais para todos os deputados.

Esse abuso ocorria desde 2006 e somente agora diante da repercussão na imprensa e nas redes sociais e a pressão da opinião pública é que os deputados decidiram por fim ao auxílio e reduzir para 15 o número de salários recebidos por ano, mesmo quantidade recebida pelos deputados federais e senadores.

Após a revelação do caso, a maioria dos deputados do Maranhão preferiu não dar declarações sobre o assunto e aqueles que tentaram justificar tamanhos privilégios acabaram soltando inúmeras “perólas”. Segundo a deputada Graça Paz (PDT) os super salários serviriam para servir a população que buscavam auxílio com os parlamentares, já o deputado Neto Evangelista (PSDB) que recebe mais de R$ 20 mil por mês só de salário de forma cínica disse que chega a faltar dinheiro no final do mês.

Vale ressaltar que mesmo com a redução, os parlamentares ainda mantém uma situação bem diferente da maioria dos trabalhadores maranhenses que não conseguem que o salário chegue ao fim do mês. É inadmissível que em um estado tão empobrecido como o Maranhão, onde milhares de famílias sobrevivem de bolsa família e o funcionalismo público estadual sofre com salários achatados, que se mantenham privilégios deste tipo.

E dessa forma caminha o estado do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.