Poder

Disque-Denúncia: R$ 100 mil por informações sobre morte de Décio

Décio Sá

Décio Sá

No início da tarde desta terça-feira (24), o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, concedeu entrevista coletiva sobre o assassinato do jornalista Décio Sá, acontecido na noite dessa segunda-feira (23), em um bar da Avenida Litorânea. Aluísio Mendes voltou a enfatizar que a morte de Décio Sá foi “encomendada” e garantiu que nenhuma hipótese sobre o assassinato do jornalista está descartada.

O secretário explicou, ainda, que o autor dos disparos que tiraram a vida de Décio Sá podem ter sido efetuados por um homem natural de outro Estado, uma vez que, em nenhum momento, o criminoso se preocupou em esconder o rosto.

De acordo com depoimentos de testemunhas, a polícia já tem as características do assassino. Seria um homem forte e moreno com cabelos lisos e com traços indígenas. No entanto, a Secretaria de Segurança Pública, ainda, não divulgou o retrato-falado do bandido.

O Disque-Denúncia está oferecendo R$ 100 mil por qualquer informação que leve a polícia a elucidar o assassinato do jornalista Décio Sá. O valor em dinheiro foi conseguido a partir de doações de dois empresários.

Qualquer informação sobre os autores e mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá pode ser repassado ao Disque-Denúncia. Os telefones são o 3223-5800 (capital) e 0300-313-5800 (interior).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Presidente do senado José Sarney, quer punição para assassinos de jornalista

Imirante.Com

Em nota divulgada na manhã desta terça-feira (24), o presidente do Senado, José Sarney, lamentou a morte do jornalista e blogueiro Décio Sá, que foi brutalmente assassinado com seis tiros, em um bar da Avenida Litorânea, nessa segunda-feira (23). Confira a nota na íntegra.

NOTA DE PESAR

É com grande indignação e profundo pesar pessoal que lamento a morte do jornalista Décio Sá.

Sarney e Décio Sá

Sarney e Décio Sá

Brutalmente assassinado, o jornalista foi pioneiro no jornalismo online maranhense e tinha como principal virtude profissional a busca pela notícia, pela reportagem investigativa, que a muitos incomodava, mas também lhe garantia um espaço único no cenário jornalístico e uma legião de seguidores.

 Mesmo jovem, Décio já havia marcado seu nome como um dos grandes jornalistas maranhenses, e na história do jornalismo brasileiro ficará como um dos pioneiros a utilizar os modernos meios de comunicação, desenvolvendo um trabalho de qualidade e grande alcance.

 Esse crime hediondo, brutal e cruel tem que ser desvendado para punir os culpados e despertar, cada vez mais, a consciência para a proteção e o respeito à liberdade de imprensa. Seu assassinato, além de uma atrocidade, é um atentado à democracia.

 À família o meu mais sincero pesar e irrestrito apoio e solidariedade.

Aos colegas de profissão, o engajamento para que essa covardia não fique impune, que a policia identifique os assassinos e a justiça seja feita de forma exemplarmente rigorosa.

José Sarney


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Washington: 'A determinação do Governo é prender os culpados'

Washington Oliveira

Washington Oliveira

Diversas autoridades políticas, entre os quais, o vice-governador Washington Luiz, empresários, além da Superitendente do Sistema Mirante de Comunicação, Teresa Murad Sarney, e do diretor do Jornal O Estado do Maranhão, Ribamar Corrêa, estão presentes no velório do jornalista e blogueiro Décio Sá, de 42 anos, que acontece na PAX União, na rua Grande, centro da capital maranhense.

O vice-governador Washington Luiz disse que a determinação do governo do Estado é que a polícia cumpra o seu papel em prender os culpados. Ele aproveitou para elogiar o trabalho do jornalista afirmando que Décio era um jornalista polêmico e incansável na busca da notícia.

– A morte do jornalista Décio Sá causou revolta à sociedade maranhense. Portanto, toda a sociedade tem que contribuir para que possamos localizar essses criminosos – comentou o vice-governador.

Raimundo Monteiro, presidente Regional do PT, disse que Décio Sá deu uma parcela de contribuição muito grande para o jornalismo do Maranhão e do Brasil.

O jornalista e blogueiro Décio Sá foi executado com cinco tiros, ontem à noite (23), em um bar na avenida Litorânea


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Secretaria de Segurança Pública fará coletiva onde divulgará retrato falado dos assassinos

Aluisío Mendes

Aluisío Mendes

Ás 13:00 hrs, a SSP fará uma coletiva para começar as investigações da morte do Jornalista Décio Sá.

Delegados da capital Maymone Barros, Jeffrey Furtado, Guilherme Sousa Filho, Augusto Barros, Marcos Affonso Júnior e Sebastião Uchoa irão se reunir,o caso necessita ser elucidado o mais rápido possivel.

O maior Jornalista do Maranhão foi brutalmente assassinado na segunda-feira,(23), com 6 tiros na avenida litorânea.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

TRT divulga nota de pesar ao jornalista Décio Sá

O presidente em  exercício do Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão, desembargador Alcebíades Tavares Dantas, lamenta profundamente o brutal e covarde assassinato do  jornalista Décio Sá, ocorrido na noite dessa segunda-feira (23), na Avenida  Litorânea, em São Luís (MA).

O  tribunal presta condolências  e solidariedade aos familiares, amigos do jornalista e, sobretudo, à imprensa. A  morte de Décio Sá deixa uma grande lacuna no jornalismo brasileiro, em especial  ao do Maranhão, o que é motivo de  pesar para toda a sociedade.

É inconcebível  que no Brasil, um estado democrático de direito, crimes dessa natureza continuem  a ocorrer. É lamentável que o homem, no seu processo contínuo de evolução, ainda  tenha atitudes de tamanha selvageria, sem o mínimo respeito ao direito à  vida.  Confiamos nas autoridades  policiais para elucidação desse crime e nos julgamentos a que serão submetidos  os responsáveis.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Legista confirma que disparos atingiu locais vitais de Décio Sá

Décio Sá (Foto: Divulgação)

Décio Sá (Foto: Divulgação)

O legista do Instituto Médico Legal (IML) confirmou na manhã desta terça-feira, 24, que os seis disparos que atingiu o jornalista/blogueiro Décio Sá foram em pontos vitais do corpo.

O corpo do jornalista, que já saiu do IML, agora está no Centro de Tanatopraxia do Maranhão, localizado no bairro da Areinha, onde está sendo feito a conservação (aplicando formol).

Após a informação do legista, a policia suspeita que os criminosos sejam profissionais no ramo da pistolagem.

Em todos os cantos de São Luís tem uma viatura da Polícia Militar, onde està em busca dos pistoleiros que mataram o jornalista. As investigações estão avançando, de acordo com informações policiais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Corpo do jornalista Décio Sá será velado na Pax União

Décio Sá (Foto: Divulgação)

Décio Sá (Foto: Divulgação)

O jornalista Décio Sá foi executado a tiros, na noite desta segunda-feira (23), por volta de 23h15, na Avenida Litorânea, em São Luís. Ele levou seis tiros de um homem que estava em uma motocicleta. Décio Sá era repórter da editoria de política de O Estado do Maranhão e autor de um dos blogs mais acessados do Maranhão.

Segundo informações, um homem desceu da motocicleta, atravessou a pista e foi até o bar Estrela do Mar onde o jornalista se encontrava e disparou seis tiros. Um outro homem ficou aguardando o assassino do outro lado da pista.

“Foi um crime muito ousado. Foi um crime encomendado. As pessoas que entraram aqui no bar vieram com a intenção de executar o jornalista Décio Sá. As pessoas que testemunharam o fato disseram que o autor dos disparos não escondeu nem a cara”, disse o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes.

Segundo o perito Jucy Ericeira, o jornalista recebeu seis tiros pelas costas, sendo quatro na cabeça e dois nas costas. A perícia constatou que os tiros foram disparados de uma pistola 0.40, arma de uso exclusivo da polícia.

Repercussão
O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, Leonardo Monteiro, disse que a morte do jornalista Décio Sá foi um atentado contra a liberdade de imprensa. “Eu estou muito abalado com esse trágico acontecimento que é uma covardia e um atentado contra a liberdade de expressão. Eu estou comunicando o fato a todo o país para que esse fato chegue às autoridades do Ministério da Justiça”, afirmou.

Em nota, o Governo do Estado lamentou o crime e repudiou a ação, considerando-a “bárbara e cruel”. Informou ainda que todas as providências já estão sendo tomadas para a prisão dos assassinos. Homens da Superintendência de Investigações Criminais e da Delegacia de Homicídios já iniciaram as averiguações para prender os criminosos. (Do G1 MA)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.