Política

São Luís: quem te viu, quem te vê!

A cidade que já foi referência vive atualmente um caos, promovido pelo prefeito e o seu secretariado.

Prefeito-Edivaldo-Holanda-Júnior1

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior

Quem vê a cidade de São Luís nos dias atuais não imagina o passado feliz e glorioso que já teve. A capital maranhense, que recebeu fortíssima influência do continente europeu, viveu sua fase de ouro na economia no século XVIII; período no qual a capital se sobrepôs às demais cidades brasileiras pela produção cultural e literária. Também foi nessa fase que se destacou pelo calçamento e iluminação impecáveis.

Infelizmente, as glórias do passado ficaram para trás e o que se ler nas ruas está bem distante do que imaginava o poeta Bandeira Tribuzzi, quando compôs o Hino de Louvação a São Luís. O cenário do século XXI não traz nenhuma conexão com os momentos áureos vivenciados pela capital maranhense.

Essa ótica alterada se deve aos gestores descompromissados e irresponsáveis que conduzem São Luís ao caos, sem qualquer ressentimento. O atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior, tem prestado um desserviço aos ludovicenses, prejudicando-os com uma má administração, que não atende sequer as demandas básicas da saúde, educação, infraestrutura e transporte.

A administração de Edivaldo Holanda Júnior tem sido um verdadeiro fracasso. Isso deve-se também, aos secretários anêmicos escolhidos por ele. Uma das pastas mais confrontadas, por inúmeras reclamações fundamentadas, é a de Obras e Serviços Públicos, comandada de forma arbitrária pelo secretário Antônio Araújo.

A Secretaria de Trânsito e Transporte, que tem como titular Canidé Barros, é outra que não consegue desenvolver uma ação eficaz e prática, muito pelo contrário tem deixado, e muito, a desejar; prova disso foi o reajuste da tarifa de ônibus, no último dia 25. Outro secretário apagado e que não entende nada de gestão pública é Lula Fylho, à frente da Secretaria de Governo. Ninguém sabe o que ele faz, nem ele mesmo.

O caos se estende também as demais áreas. Não se pode deixar de falar das péssimas condições das escolas e dos hospitais do Município. O Hospital da Criança, por exemplo, está passando por uma reforma que não tem fim. Parece que o prefeito pretende entregá-lo só no período bem próximo ao pleito, que acontecerá em outubro, onde vai tentar sua reeleição descabida.

Portanto, o momento atual vivenciado pela cidade de São Luís é crítico e triste. A capital que vivenciou momentos de ouro no século XVIII, vive no século XXI a fase da lama, do caos e das frustrações.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

4 comentários em “São Luís: quem te viu, quem te vê!”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. silva

    O POVO DE SÃO LUIS SE INLUDIU COM ESSE PREFEITINHO E TBM DA MESMA FORMA COM ESSE GOVERNO MEDIOCRE.

  2. Anônimo

    NETO BOA TARDE!
    ESSE CIDADÃO NUNCA ME ENGANOU, NÃO SOU A FAVOR DE NENHUM POLÍTICO, MAIS TENHO DESPREZO POR ESSES QUE CRITICAM OS OUTROS PARA FAZER PIOR. SE DIZ SERVO DE DEUS E VEJA O QUE FAZ COM A POPULAÇÃO DESFAVORECIDA, PODE ESPERAR SE ELE GANHAR AINDA VAI HAVER MAIS AUMENTO DE PASSAGEM, ESSA COISA DE LICITAR O TRANSPORTE PUBLICO AQUI DE SÃO LUIS NÃO PASSA DE CAMPANHA POLICÍSTICA PARA OS BOBOS CAÍREM NOVAMENTE NA CONVERSA DELE.
    A MIM ELE NUNCA ENGANOU PIOR AGORA.

  3. De Jesus

    Pelo pai, se tira o filho. Tal pai, tal filho.
    E lembro do belo discurso de campanha.
    “O meu programa de governo…”

  4. Julio

    Pelo título já dá pra perceber que não é uma análise real. “A cidade que já foi referência” ?! Referência em quê? Todo ano de eleição é a mesma conversa de denigrir o atual prefeito que queer tentar a reeleição. Acho que o único que realmente merecia todos os comentários negativos foi Castelo. Edivaldo pegou São Luís como uma bom-relógio.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários