Política

Prefeita de Conceição do Lago Açu comete irregularidade com o verba federal

Ministério Público Federal recomenda que recursos do Fundeb sejam corretamente aplicados em Conceição do Lago Açu. ;

A prefeita Marly dos Santos Sousa.

A prefeita Marly dos Santos Sousa.

A prefeita Marly dos Santos Sousa, e ao secretário de educação, Adilson Vieira, do Município de Conceição do Lago Açu (MA), foram cobrados para aplicar corretamente os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

De acordo com investigação realizada pelo Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), o Município de Conceição do Lago Açu não estaria aplicando adequadamente os recursos destinados unicamente para remuneração dos profissionais do magistério da educação básica em efetivo exercício na rede pública.

A Constituição Federal e a legislação ordinária estabelecem a valorização dos educadores e garantem que, pelo menos, 60% das verbas repassadas pelo Fundeb sejam reservadas para remuneração de professores e profissionais que estejam diretamente ligados ao exercício da docência.

Dessa forma, a PRM/Bacabal recomendou à Secretaria de Educação de Conceição do Lago Açu que utilize a reserva do Fundeb exclusivamente para o pagamento dos professores, evitando eventuais desvios de finalidade do recurso no município.

Foi recomendado ainda que publiquem, com ampla divulgação entre os profissionais e as unidades de ensino no município, quais valores e critérios de ordem objetiva são observados para a concessão de cada gratificação paga com recursos do Fundeb.

O MPF/MA fixou o prazo de 60 dias para que os gestores municipais comprovem as medidas adotadas em resposta ao pedido. O descumprimento das recomendações pode gerar medidas administrativas e judiciais cabíveis aos responsáveis.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários