Política

PMDB barra candidatura de Andrea Murad

Senador João Alberto durante coletiva.

Senador João Alberto durante coletiva.

Em coletiva realizada na manhã desta terça-feira (27), o atual diretório estadual do PMDB declarou indeferida a chapa “Renovar é Preciso”, da deputada estadual Andrea Murad. Assim, a chapa não poderá mais concorrer à Convenção da legenda, prevista para ser realizada na próxima sexta-feira (30), em São Luís. A chapa presidida pelo senador João Alberto será a única a concorrer no certame.

Os motivos que levaram ao indeferimento da chapa encabeçada pela deputada estadual ferem o estatuto do PMDB conforme afirmou o Secretário Geral, Carlos Couto. Segundo ele, três membros não são filiados ao partido, além de outro membro não ter direito ao voto por ser membro do Conselho de Ética e Disciplina, “o que fere o estatuto. Nos termos do regimento, eles não têm direito a voto”, enfatizou.

Sobre a polêmica gerada com o pedido de candidatura de Andrea Murad, o senador João Alberto afirmou que “dentro do PMDB não há disputa interna e o intuito da candidatura foi apenas para causar tumulto”, considerou. O senador informou ainda que, dos 79 nomes assinados na formação da chapa, 57 são da cidade de Coroatá. “A chapa só contempla 08 dos 217 municípios”, disse. Ainda de acordo com João Alberto, outro motivo do indeferimento da candidatura foi a suspeita de assinaturas falsificadas, ainda não confirmadas oficialmente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários